Educação Educação dos filhos

O que é a educomunicação e como a educação pode se apropriar dela

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Existem tantos termos no meio da educação que nem sabemos o que significam. Mas um que está se ampliando devido aos seus aspectos positivos é a educomunicação. Mas o que significa isso? Educomunicação é a utilização da tecnologia dentro da sala de aula e a sua apropriação positiva dentro do ambiente escolar, capaz de melhorar a dinâmica da aula.

Como ocorre?

Na educomunicação utiliza-se os meios de comunicação para levar os atores sociais à produção de cultura. Essas práticas têm como objetivo o fortalecimento do protagonismo dos sujeitos sociais, mas para isso é necessário que o professor ou gestor tenha os conhecimentos necessários para fazer essa transição em sala de aula.

Hoje existem muitas oficinas capacitando os profissionais para trabalharem com educomunicação na sala de aula. Recentemente saiu um artigo intitulado Educomunicador, o professor do futuro.  Nele ressaltou-se que o “Educomunicador atua como um mediador capaz de incentivar mudanças, tanto na recepção das mensagens dos meios de comunicação de massa quanto na formação de cidadãos críticos e atuantes”.

O que a educação ganha?

Em sala de aula quando o aluno não é apenas um ouvinte, mas também protagonista conseguindo colocar em prática ações simples, ele pode transformar o seu cotidiano na sala de aula. Existem muitos exemplos. Podemos citar a elaboração de um documentário usando celular, fotonovela, produção de um programa de rádio ou mesmo TV.

Quando os alunos estão por trás dessa criação eles se tornam coautores da produção, são eles que fazem o planejamento e a execução. O professor apenas dá autonomia de criar, planejar qualquer evento. Essa é também uma forma de deixá-los mais críticos e assim formar indivíduos que não vão repassar informações, mas fazer suas devidas reflexões.

O conceito de Educomunicação surgiu a partir das pesquisas desenvolvidas pelo Núcleo de Comunicação e Educação (NCE) da Universidade de São Paulo (USP) no final da década de noventa (1997-1999), após a realização da Pesquisa Perfil do Educomunicador. Ela foi coordenada pelo professor Ismar de Oliveira Soares, reconhecido internacionalmente por suas pesquisas na inter-relação Comunicação e Educação.

Ou seja, quando comunicação e educação andam juntas, ou melhor, suas práticas se unem surge o conceito de educomunicação. É possível que muitos professores estejam fazendo educomunicação sem mesmo saber. Que mais escolas deixem seus alunos virarem protagonistas de suas aulas, dando-lhes a oportunidade de aprender.

Para saber mais assista a esse vídeo:

https://youtu.be/7HLT-Z3mF80


Texto escrito por Angélica Fabiane Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]