Espiritualidade

O que é religiosidade para você?

Sonia Reys
Escrito por Sonia Reys

Qual é a sua disposição para doar-se e exercitar a religiosidade?

Está foi a pergunta que meus ouvidos da alma captaram enquanto minha mente buscava no Universo um tema para a nossa prosa. Enviei essa pergunta para vários amigos de diferentes idades e religiões (pesquisa espiritualizada).

Surpreendi-me com a veracidade e a sensibilidade das palavras declamadas, além de vídeos e músicas que fizeram minha alma viajar para o meu interior, enquanto meus dedos bailam no teclado a valsa da vida.

No santuário sagrado de cada um de nós existe um eu verdadeiro, completo, pleno em amor, onde habita o Divino. É a faísca cósmica que traz consigo a memória da plenitude do qual fomos gerados, ela é capaz de se expandir e proteger-nos. A luz que não se apaga e que habita na alma, e chega intensa em atos de amor.

Sintonizamos com ela pela fé, canal que nos liga ao Deus que habita em cada um. O supremo, onipotente e onipresente, que em sua bondade e misericórdia, alimenta o bem que há em nós e pela caridade ao nosso próximo se multiplica.

A empatia nos encoraja a viver deixando para trás a mala das ilusões, e compartilhando pedaços de confiança, esperança de vida, progredindo lado a lado com nossos irmãos e assim naturalmente e sem pretensões fazermos parte desse grupo. A gratidão pela irmã Natureza, a religação com o Cristo, Mestre que germinou em terra fértil essa semente de amor.

Religiosidade é não negar a Dualidade e fazer da ausência a presença do Deus vivo em você.
 A religiosidade traz a vida, a vontade e a certeza de que temos este dia! Não, quanta pretensão! Basta este instante para curar as chagas do corpo, libertar a alma para viver em comunhão e plenitude com o TODO a nossa volta e em 3D.

“É uma disposição que temos para praticar o verdadeiro sentido de uma ‘religião’, palavra esta que vem do Latim Relligare”, que nos liga ao alto, ao amor incondicional que nosso Criador tem por nós, resumindo, é praticar, ter a atitude de viver e aplicar o amor a tudo e a todos. Por J. Flávio Campos.

“Religiosidade é o ponto culminante de uma personalidade madura, construída”, isto é: Ninguém consegue amar a Deus que não vê, se não amar primeiro a si e seu irmão que vê. (Carta de São João). Por J. Antônio Marini

Gratidão a todos os amigos que em um ato de religiosidade compartilharam com faíscas do seu amor Divino.

Abraços e fiquem na paz de Deus.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Sonia Reys

Sonia Reys

Sou secretária de uma Clínica Médica e estou cursando graduação em EAD Gestão de Recursos Humanos, Formação em Psicanálise Clínica, e o Curso de Psicologia do Relacionamento Humano Individuação (tornar-­se pessoa). Experiência em Administração, Área Financeira e Relacionamento Humano (PNL).

E-mail: [email protected]