Autoconhecimento

Onde mora o real conhecimento?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Do latim cognoscere, conhecimento significa conhecer fatos, conceitos e teorias. O termo parece simples, mas o assunto é complexo, tanto que existe a gnosiologia, filosofia que estuda o conhecimento. Saindo, mas sem se afastar tanto das teorias, temos o livro 4 da coleção “Coração de Diamante” (Diamond Heart) escrito por Ali Hameed Almaas, místico kuaitiano autor do método Diamond Approach que visa mostrar como realmente entender nossas experiências presentes para libertar o espírito de pensamentos negativos e das falsas identidades que assumimos ao longo da vida.

O autor nos leva a uma profunda reflexão sobre o real conhecimento. Para isso, A. H. Almaas parte de três exemplos simples: carro, árvore e maçã. Mesmo sabendo que existem vários tipos de carros, árvores e maçãs, tendemos a crer que é tudo igual. Não refletimos que têm carros grandes, pequenos, com formas arredondadas ou quadradas. Não pensamos que árvores variam de tamanho, que as folhas têm cores e tamanhos diferentes. Não compreendemos que os tons de vermelho das várias espécies de maçãs são distintos nem que seus sabores variam entre o doce e o ácido.

Com os exemplos usados pelo autor, vemos que temos um “conhecimento parcial” das coisas. Isso significa que conhecemos as coisas apenas pela aparência. A visualização irreal acontece porque passamos enxergar com nossas preferências, gostos, desgostos e medos.

Muitas vezes enxergamos as coisas também pelo ponto de vista dos outros, para agradar e não criar confusão, isso quando não passamos a ver com os olhos de artistas, esportistas e quaisquer famosos que ditem tendências. Achamos que um carro é um mero amontoado de ferro moldado que anda, que árvores são tronco e folhas e que maçã é apenas uma fruta vermelhinha e arredondada. Essas concepções prontas das coisas nos leva a romper com a real experiência delas.

Para enxergar o real, precisamos nos afastar da mente. É nesse distanciamento onde mora o real conhecimento, segundo Ali Hameed Almaas. O afastamento do que imaginamos saber, dos conceitos pré-concebidos vindos dos outros, é que nos conecta com as reais experiências. É assim que distinguimos todas as particularidades de um carro, vemos as diferenças entre as árvores e analisamos cuidadosamente a cor, textura e o cheiro da maçã para sentir o sabor com clareza.

Conhecer a si mesmo é o segredo para obter o real conhecimento. Entenda a importância do autoconhecimento aqui.


Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]