Alimentação consciente Nutrição Nutrição Orgânica

Primeiro mercado 100% orgânico de São Paulo

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Quem diria que a recusa de uma criança por uma sopa ocasionaria na abertura de um mercado voltado inteiramente para a venda de produtos orgânicos? Sim, esse foi o pontapé inicial do casal Naila e Alessandro Duarte, que decidiram investir no estabelecimento que abriu as portas em abril deste ano, na Vila Madalena, em São Paulo. O filho Heitor, até então com três anos de idade, questionou a procedência do que estava comendo, após ouvir uma conversa dos pais sobre como eram processados os alimentos.

Dessa ideia, o mercado pioneiro do ramo, com itens 100% orgânicos e sustentáveis, traz aos consumidores a opção de comprar diretamente do produtor e com direito a certificação. Além de verduras, legumes e frutas, é possível encontrar materiais de limpeza, cosméticos, roupas, mercearia, higiene pessoal (coletores menstruais e absorventes), biscoitos, refrigerantes e linha de nutrição animal. O espaço conta também com a sorveteria La Naturelle, que também atua no mercado dos naturais, servindo, além de sorvetes, picolés, sorbets, polpas e pão de queijo, tudo orgânico, é claro.

Sustentabilidade é palavra de ordem até mesmo na decoração e na base de projeto do ambiente: as embalagens e a mobília da loja foram feitas com matéria-prima reciclada e reutilizada, dando ao local um toque, ao mesmo tempo, rústico e de requinte. A escolha do bairro também contou muito para os donos do estabelecimento, que, ao fazerem uma pesquisa, constataram que a quantidade de pessoas que busca esse tipo de alimento se concentra, em grande parte, na Vila Madalena. Além de boêmia, a galera da Vila Madá se preocupa com o que está colocando no prato.

A Casa Orgânica fica na Rua Fidalga, 346. Funciona de segunda a sexta, das 11h às 19h; aos sábados, está aberta das 9h às 15h.

Saiba um pouco mais sobre os produtos orgânicos

Para que os alimentos ganhem mais tempo de vida e aparência “saudável”, diversos componentes químicos são adicionados durante o processo de produção, como os agrotóxicos e os fertilizantes. Logo, o que parece saudável, na realidade, não oferece tanta saúde assim. O produto orgânico se caracteriza por ser livre de todos esses elementos; fungicidas, inseticidas, herbicidas e adubos químicos estão fora do dicionário de quem os cultiva.

Imagem: Reprodução/Facebook

No processo de fertilização, o sistema agrícola se dá naturalmente e o intuito maior é proteger o solo e não agredir a natureza. Para se chegar a esse resultado, realiza-se diversas técnicas, como a compostagem, a adubação verde e os procedimentos necessários para que a terra continue sadia.

Por que consumir produtos orgânicos?

Aquele velho ditado diz que o peixe morre pela boca, não é mesmo? E mesmo que o dito popular seja uma metáfora sobre pessoas que falam demais e acabam se encrencando no final, ele é ótimo para ilustrar como as consequências daquilo que comemos também nos levam à ruína.

De acordo com o projeto Organics Brasil, o número de pessoas consumindo orgânicos aumentou em mais de 30% em todo o país, segundo pesquisa feita no ano passado. E esse resultado se deu, justamente, porque as pessoas começaram a se questionar sobre a qualidade do alimento que consomem. Sem contar que as informações a respeito dos malefícios dos agrotóxicos estão sendo cada vez mais divulgadas. A química atribuída à composição e ao armazenamento de diversos tipos de comida é causadora de doenças que matam não só o ambiente, contaminando a água e tudo o que depende dela, mas também o homem, que é o causador e também o consumidor do produto dessa destruição.

Além disso, os produtos orgânicos são mais nutrientes, pois têm mais vitaminas dos que os outros, estão livres de itens geneticamente modificados e são mais saudáveis do que alimentos repletos de pesticidas.

Este é um assunto que vem sendo abordado com mais assiduidade nos últimos tempos, mas, ainda assim, é necessário ainda mais debate e informação para que a população se conscientize do perigo dos produtos químicos. Ainda falta um grande passo para que isso se torne uma realidade. A inclusão dos orgânicos é uma alternativa para a preservação do nosso ambiente e da nossa espécie, que a cada dia dá um passo para a sua devastação.

Fique de olho na dica

O documentário “Food Matters”, dos diretores James Colquhoun e Carlo Ledesma, não aborda necessariamente a questão dos orgânicos, mas fala a respeito do quanto a alimentação é parte fundamental na prevenção e no combate a doenças. A dica é válida para a releitura de conceitos e conscientização acerca do que colocamos para dentro de nosso corpo, além de ser um convite excelente para o tema dos orgânicos.


Escrito por Juliana Alves da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]