Autoconhecimento

Primeiros passos para morar sozinho

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quem é que não quer alcançar a tão sonhada independência e ir morar sozinho, longe dos olhares e das regras dos pais, não é mesmo? Mas existem muitos obstáculos no caminho, como os gastos com luz, água, aluguel, telefone e internet e outras contas que não param de chegar. Além disso, há o IPTU, o valor do aluguel, do condomínio e ainda os custos com limpeza, alimentação e com cuidados pessoais.

Conquistar a independência nas finanças tem um preço, e na maioria das vezes ele é alto. Veja aqui algumas dicas para começar a organizar seu dinheiro e não ficar devendo nem passando por apertos.

A primeira dica importante é montar uma planilha para identificar facilmente quais são os ganhos e quais são os gastos mês a mês. Isso é essencial para manter um controle dos gastos e identificar as despesas realmente desnecessárias. Antes de tomar a decisão de ir morar sozinho, é necessário se ter uma ideia de quanto dinheiro será gasto.

Outra boa dica para quem planeja morar sozinho é sempre ter em mente que ocasiões inesperadas podem acontecer a qualquer momento, seja um problema com a máquina de lavar, com a lava-louças, uma pia quebrada, um chuveiro queimado ou uma infiltração na parede. Por isso, pelo menos 10% da renda deve ser guardada para eventuais emergências. O ideal é que esse dinheiro seja colocado numa poupança para render alguma porcentagem de juros. Guardar dinheiro em casa não é uma boa ideia, já que, além de não render nada, é perigoso.

Outra dica valiosa é não se empolgar demais e sair comprando tudo que vê pela frente. Procure fazer uma lista das coisas das quais realmente vá precisar e, na hora do impulso da compra, pense se realmente vai utilizar imediatamente ou se pode esperar por uma liquidação ou promoção.

Nesta nova etapa, é essencial poupar em tudo o que puder. Isso é importante porque, a partir do momento dessa decisão, todas as responsabilidades serão suas. Tudo o que você conseguir poupar hoje se refletirá no dia de amanhã. Juntando pouco a cada mês, ficará mais fácil comprar itens de maior valor, como apartamentos, casas ou até mesmo um carro sem ter que se endividar para isso.

O cartão de crédito é um grande perigo. É realmente tentador parcelar em incontáveis parcelas algo que você deseja, mas dívidas longas podem te fazer perder o controle sobre o orçamento. Por isso, utilize-o com muita sabedoria.

Você vai realmente precisar de um sofá, uma cama, uma mesa, um micro-ondas, um fogão, um ferro de passar e uma máquina de lavar roupas.

Além de passar a cuidar da casa, você será responsável pela sua roupa, pela sua comida e ainda pelos seus horários. Por isso, lembre-se, se não for ao supermercado, não terá nada para comer; se não lavar a roupa, não terá o que vestir; se o despertador não tocar, perderá a hora dos compromissos; se o chuveiro queimar, é você quem terá que correr atrás de um técnico ou começar a entender um pouco sobre o assunto.

Enfim, esta nova etapa te trará muita experiência, além de lhe dar mais segurança e confiança para cuidar de si próprio e, no futuro, de sua família.


Texto escrito por Flávia Faria Santos da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]