Comportamento Relacionamentos

Proteja-se de pessoas com comportamentos tóxicos

Lúcia Costa
Escrito por Lúcia Costa

Proteja-se de pessoas com comportamentos tóxicos. Embora em todos nós aconteça de ter um pouco de toxicidade, existem algumas pessoas que excedem nos sentimentos ruins exalando negatividade por onde passam.

Estão sempre com atitudes comportamentais nocivas, são instáveis emocionalmente, vivem sustentando o pessimismo, com pensamentos sempre estratégicos para um ataque, principalmente quando estamos em situação de vulnerabilidade. Semelhantes a sanguessuga, vivem minando a energia do outro, bloqueando sua paz e das pessoas que estão à sua volta, exibindo assim o reflexo de uma personalidade desequilibrada.

Pessoas tóxicas são manipuladoras, estão sempre querendo algo de você, tiram o que podem, mas nunca se doam ou dão algo. São fofoqueiros, sabem tudo a respeito do outro, perdem tempo falando de tragédia alheia, mas não sabem administrar sua própria vida. São arrogantes, e se fazem de vítimas, se algo não sai do jeito que esperavam, da forma que queriam e no tempo que previam a culpa não é dela, mas do outro, do Universo, de Deus, tem a neurose de fazer o outro se sentir culpado pela vida ruim que leva. Tem uma visão pobre do mundo.

pessoa vestindo máscara para filtrar respiração

São controladoras, nunca te dão a chance de se expressar, de agir normalmente, fazendo tudo para que se tenha um entendimento de que você não é capaz de se relacionar com alguém.

São invejosas, desejam o fracasso do outro, não querem a felicidade do próximo e se enraivecem quando o outro consegue algo e elas não. Ficam com raiva da pessoa por ter conquistado algo que elas gostariam de ter tido antes.

São pessoas juízas, julgadoras, te critica o tempo todo, aponta o dedo, por mais que se faça e se esforça, nunca estará bom e nem será o suficiente.

Manter um relacionamento com pessoas que possuem comportamentos tóxicos é passar o tempo se justificando, se explicando e se defendendo. Deixando-nos confusos e desconcertados na maioria do tempo que estão ao nosso lado.

Você também pode gostar de:

Pessoas assim conseguem impactar negativamente o nosso interior gerando oscilações emocionais, expondo à situações como estresse, um dos grandes propulsores de doenças físicas e mentais.

Não estamos isentos de conhecer e permitir que pessoas que agem dessa maneira entrem em nossa vida e invada nosso espaço, pelo simples fato de que pessoas com atitudes tóxicas não vêm com placas de alertas nos avisando que nossa vida pode ser afetada por elas.

homem e mulher brigados

Mas podemos não dar a elas a permissão para que se demore ao nosso lado, podemos evitar vínculos, ainda que seja sob algumas dores, corte laços, seu bem-estar e sua saúde mental e emocional sentir-se-ão agradecidos.

E se você se identificou com algumas dessas descrições, relaxe, isso é bom. Porque só se consegue mudar um mau hábito e um mau comportamento em nossa vida quando temos a plena consciência de que ele existe e gera desconforto tanto em mim quanto ao meu entorno. Questione-se como irá resolver isso, entenda que até agora são atitudes com uma conseqüência natural que te levarão a aprendizados valiosos e acredite que tudo isso pode ser eliminado e corrigido quando se tem força de vontade e desejo de uma mudança. Essa mudança e as escolhas que você faz são de sua inteira responsabilidade, visto que sua liberdade e o domínio de sua vida estão em suas mãos.

Que sejamos pessoas melhores, para nós e para os outros em prol de um mundo menos tóxico.

Sobre o autor

Lúcia Costa

Lúcia Costa

Meu nome é Lúcia Costa, me considero um ser em constante evolução, acredito muito em Deus, “Naquele Deus que nos criou”, O Criador de todas as coisas! Faço de Jesus o meu Mestre, meu Divino Condutor, Minha Centelha Divina!

Percorro meu caminho em busca de minha evolução espiritual, expandindo minha consciência, por meio de muita leitura, meditação, orações, cursos e vídeos com propósito de auxílio nesta busca incessante de encontro com o meu eu. Faço trabalho voluntário, aplicando reiki em asilos, e faço parte de uma instituição que atende pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social com tratamentos holísticos. Participo de um grupo, “Cartas perdidas em um mar de palavras”, escrevendo e lendo cartinhas para idosos em asilos, moradores de rua etc.

Contato:
E-mail: [email protected]