Autoconhecimento Coaching

Quando às vezes é preciso resguardar para recomeçar

Denise Belfort
Escrito por Denise Belfort

Existem alguns estudos que comprovam que nosso organismo possui um ciclo de renovação celular que acontece de 7 a 10 anos.

Esses estudos defendem essa visão, pensando que a cada nova experiência vivida em nosso corpo, é como se as células recebessem essa vivência e aos poucos fossem se reorganizando para absorver essa nova mudança, então elas se estruturam nesse período, para poderem acompanhar determinados processos de desenvolvimento que nosso corpo vai fazendo parte.

Muitas pessoas questionam que se há então esse processo regenerativo, porque então envelhecemos?

E a hipótese de alguns desses estudos é que envelhecemos porque provavelmente as células se reestruturam se baseando no que esse corpo foi se adaptando, e na maioria das vezes, em um período de 7 a 10 anos, dificilmente temos hábitos saudáveis, desde alimentares, até emocionais, por tanto tempo, e isso acaba direcionando um processo de renovação, dentro do que as células vão vivenciando na maior parte do tempo.

Isso são apenas hipóteses, mas se pararmos para pensar, de um modo geral, passamos por diversos processos transitórios, diariamente, que nos fazem reagir de vários modos a esses acontecimentos.

Então, qual seria uma boa receita para termos um processo regenerativo com um pouco mais de consciência, para que possamos direcionar nossos novos hábitos?

Small green plant starting to grow from the pure eco soil over the green grass background

A ideia desse texto não é controlar o incontrolável, porque realmente seria muita audácia tentarmos ir contra o processo natural de nosso corpo e da vida, mas talvez nos trazer um despertar e um olhar diferente para essa oportunidade que temos a cada 7 anos.

A proposta aqui é aprendermos a receber melhor as mudanças de nossas vidas.

Mudar, para muita gente, é realmente assustador, porque estamos ali em uma zona bem confortável, e de repente algo tira toda essa paz e nos faz nos mexer e nos movimentar em busca de algo ou para um novo caminho. Muitas vezes, o primeiro impacto é negativo, pois sair do que se conhece é doloroso e intrigante, mas logo após um enorme movimento, tudo vai se colocando no lugar e percebemos que aquela mudança toda, na verdade, era porque havia algo muito melhor a acontecer, e então o que fizemos? Tivemos medo, preocupações, às vezes raiva, preguiça ou qualquer atitude que não seja positiva para o que de bom está para acontecer.

E aí deixo uma reflexão:

Às vezes, precisamos nos resguardar para acumular forças para o que vem pela frente, e talvez esse seja o despertar frente a uma mudança, repensar o que está sendo mostrado, tentar entender os porquês, questionar o novo caminho, e com todo esse acúmulo, sempre confiar que o que vem é para o bem, e que mesmo que traga dor e medo inicialmente, a recompensa emocional lá na frente será muito gratificante.

Dessa forma, podemos sim mudar um pouco o processo de renovação de nossas emoções e quem sabe, como consequência, o das nossas células também?! Nos estimulando a envelhecer de forma mais consciente, saudável e talvez até tornando essa sabedoria e esse despertar visível e admirável.

É ou não é uma boa ideia?!

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Denise Belfort

Denise Belfort

- Fisioterapeuta Naturopata
- Astróloga
- Especialista em Terapia Floral, atuando com Florais de Bach e Saint Germain.
- Atende em consultório com astrologia, massagem terapêutica, drenagem linfática terapêutica, Reiki e terapia floral.
- Faz também atendimentos via Skype para as técnicas de astrologia e terapia floral.

Contatos:
Celular: (11) 95880-0918
Email: [email protected]