Autoconhecimento Saúde Integral

Quando você adoece o que o seu corpo quer te dizer?

Jucelma Pereira
Escrito por Jucelma Pereira
Antigamente, a doença era vista como castigo por erros e pecados cometidos. Com isso, muitas doenças ainda são estigmatizadas e carregam uma sentença de morte e negativismo.

Em uma perspectiva da psicologia Junguiana, a doença é uma representação simbólica da psique, que busca, por meio dos sintomas físicos, se expressar.

Esses sintomas são mensagens da alma que está solicitando atenção, como se dissesseei, estou aqui.

Ao contrário do que se pensa, a doença é um recurso para resolução de problemas pendentes.

Se refletirmos um pouco mais e observarmos que a doença é uma representação visível de algo que ainda não está consciente, o que a doença quer nos dizer?

Você também pode gostar de:

Em seu livro “A Linguagem do Corpo e a Cura pela meditação”, Cristina Cairo ressalta que, quando o indivíduo compreende a diferença entre a doença e o sintoma, a sua atitude básica e a sua relação para com a doença modificam-se rapidamente. Além disso, ela afirma que a doença não conhece outro objetivo senão o de nos ajudar a reparar as nossas carências, tornando-nos sãos. O sintoma nos diz o que é que nos falta.

Sabendo disso, listei abaixo algumas representações que ajudarão você a ter uma melhor compreensão.

Dor de cabeça:

A dor na cabeça (dores de cabeça) limita sua tomada de decisão. A enxaqueca ocorre quando sabemos que temos que devemos decidir algo, mas não o fazemos.

Gripe

As pessoas que ficam resfriadas ou gripadas com facilidade mostram sua revolta contra pensamentos contrários aos delas. Também mostram que muita coisa está acontecendo ao mesmo tempo em seu ambiente, fazendo com que “não tenham tempo” para si mesmas.

Diarreia

Na diarreia, temos a indicação de uma problemática de angústia. A pessoa que tem medo não se entretém a estudar analiticamente as impressões do momento, solta-as sem sequer as digerir.

Intestino preso

Revela a dificuldade em abandonar velhas ideias, crenças limitantes e apego ao passado, geralmente as pessoas que possuem constipação intestinal guardam muitas mágoas e ressentimentos.

Obesidade

Se a fome de viver não ficar saciada com as experiências vividas, ela passará para o corpo sob o aspecto de fome de comida. Ora a fome de viver é um apetite insaciável na medida em que o vazio interior não pode ser preenchido com comida.

Sonolência excessiva

Despertar e começar o dia significa atuar e assumir responsabilidades. A pessoa que tem dificuldades para passar à consciência diurna pretende refugiar-se no mundo dos sonhos e na inconsciência da infância para evitar os desafios e as responsabilidades que a vida lhe possa proporcionar ou exigir. Nesse caso, o tema consiste na fuga para o campo do inconsciente.

Sobre o autor

Jucelma Pereira

Jucelma Pereira

Terapeuta holística, taróloga, focalizadora de círculo de mulheres, atualmente estudante de psicoterapia junguiana e atuante na área de terapias holísticas, tais como radiestesia e radiônica, ervas e cuidados naturais, numerologia, mesa quântica estelar, alinhamento de chacras com cristais e apometria.

Contatos:
Email: [email protected]
Facebook: Pacha Mama - Espiritualidade Feminina
Instagram: @jucelmapereira_terapias