Saúde Integral

Dores x Emoções

Mulher com as mãos no rosto.
Paola Cariello
Escrito por Paola Cariello
Um atendimento nutricional vai muito além do processo de emagrecimento. Todos os dias recebo pessoas com queixas de dor no estômago, enxaqueca, candidíase, constipação, dores articulares, dor de garganta…

Num primeiro momento considero essas queixas como questões inflamatórias e fisiológicas do próprio organismo, que podem ser perpetuadas pelo estresse, rotina cansativa e baixa imunidade. E esse ciclo muitas vezes se inicia devido a uma má alimentação e pela deficiência de nutrientes e excesso de contaminantes/metais tóxicos.

Mas, conforme a conversa vai fluindo durante a consulta, começo a perceber que a dor de estômago apareceu pela primeira vez quando a pessoa teve um desentendimento no trabalho e que até hoje a situação está “mal digerida”.

A dor de garganta frequente aparece justamente quando a pessoa se sente “calada” e “sufocada” dentro da relação conjugal.

Mulher com as mãos na região da garganta e expressão de dor.

Você também pode gostar de:

A candidíase fica mais frequente quando situações de estresse estão mais presentes na rotina da casa. Ou quando a mulher ainda guarda ressentimentos ou se sente “obrigada” a fazer algo na relação.

Nosso corpo é uma caixinha de informações. Se anos atrás você se calou frente a uma situação e teve uma dor de garganta com perda vocal, essa informação ficou armazenada no seu sistema. Se hoje em dia você passa por uma situação similar em que não conseguiu se expressar da forma que gostaria, seu corpo irá resgatar a mesma informação de anos atrás, manifestando-a novamente como uma inflamação na garganta.

Infelizmente fica mais fácil calarmos a dor com um medicamento do que buscarmos e acessarmos a origem do incômodo.

Por isso, fique atento ao que seu copo manifesta. Vamos nutrir nosso corpo com alimentos que ajudem a equilibrar o metabolismo, que ajudem no processo de detoxificação e que atuem como anti-inflamatórios. Mas, principalmente, lembrem-se de nutrir o corpo com emoções e pensamentos positivos.

Sobre o autor

Paola Cariello

Paola Cariello

Sou nutricionista formada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e sempre tive certeza da minha escolha assertiva pela profissão. Mas sentia que poderia ir muito além da formação padrão da faculdade.

Busquei a pós-graduação em nutrição clínica funcional e comecei a entender de uma forma mais aprofundada que cada pessoa é um ser único, com individualidade bioquímica e metabólica e que, quando em desequilíbrio, ocorria o aparecimento de sinais e sintomas e o desenvolvimento do processo de adoecimento.

Mas, mesmo após essa formação, eu continuava percebendo que muitos pacientes não conseguiam aderir 100% às mudanças alimentares devido a questões emocionais que interferiam no processo. Como eu não tinha as ferramentas necessárias para resolver o problema, fui estudando e buscando outros cursos que pudessem me ajudar.

Comecei com cursos de coach e mindfulness, passei pelos livros de autoconhecimento e metafísica e finalmente cheguei ao Thetahealing, à aromaterapia e aos florais frequenciais.

Hoje em dia nas consultas avalio individualmente como o desequilíbrio metabólico pode ser oriundo de diversas questões, sendo uma delas o emocional, que, de algum modo (consciente ou não), interfere no desequilíbrio do corpo.

Com isso, além da organização do plano alimentar e da prescrição de suplementos, vou utilizando recursos de coach, mindfulness, aromaterapia e florais frequenciais para ajudar o paciente a ter um (re)equilíbrio entre corpo, emoções e mente.

Facebook: Paola Cariello
Instagram: @paolacariello.nutri