Comportamento Psicologia

Reflexão do dia – Por que devemos fazê-la?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Segundo o dicionário, “reflexão” significa “concentração do espírito sobre si próprio, suas representações, ideias e sentimentos”. É o ato de pensar o próprio pensamento; ato do conhecimento que se volta sobre si mesmo, tendo como objeto seu próprio ato. É a ação de pensar demorada e ponderadamente para melhor compreender as causas ou razões de um fato, evitando juízo precipitado e comportamento impulsivo.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância da reflexão do dia e o que ela muda na forma de olhar a vida.

Nós fazemos parte de um mundo que não para nunca. Até quando dormimos, nosso inconsciente trabalha e faz com que sonhemos com alguns resquícios dos acontecimentos do dia.

Vivemos basicamente em prol das responsabilidades: trabalho, tarefas, contas, objetivos, metas… Refletir faz parte da rotina, por mais que passe despercebido e pareça sem relevância para os desatentos. O mundo atualmente restringe os relacionamentos à tecnologia.

As conversas em que a presença é concreta, olho no olho, com pessoas trocando sentimentos e experiências sobre a vida, refletindo sobre o comportamento humano e analisando questões do que é SER está ficando em segundo plano de uma forma fria e corriqueira.

Mulher sentada na ponte e olhando para a água do lago. Ela está usando um vestido azul longo com mangas bege e uma sapatilha bege.

Este tipo de atitude que vem se sobressaindo nas relações humanas enfatiza a necessidade de uma aproximação verdadeira, em que o valor das coisas simples e das pessoas é notado de uma forma mais profunda. Refletir é um autoconhecimento e uma autoanálise que têm o poder de mudar o que estiver ao redor de quem reflete. Shakespeare disse: “A vida sem reflexão não vale a pena ser vivida”.

A reflexão é o ponto inicial para que consigamos analisar e entender, para que a partir do entendimento, possamos solucionar problemas que julgamos impossíveis de serem solucionados (tal julgamento que se faz presente pelo simples fato de não olharmos para o nosso interior).

Agir de forma impulsiva se transformou em um ato completamente natural, em que as consequências não são medidas e no momento em que tudo ocorre nem sempre são levadas em conta. Refletir, além de dissolver questões internas e mal-resolvidas, pode nos conduzir a grandes aprendizados diante do mundo e da vida que escolhemos viver.

Refletir é se adonar de um grande poder, pois a reflexão permite que tomemos decisões de modo consciente, que consigamos entender as lições deixadas por experiências (boas ou ruins), que consigamos ser gratos e, mesmo quando tudo parece dar errado, que celebremos o saldo positivo e evidenciemos os pontos fortes

É nítido que quanto mais entrarmos em contato com nós mesmos e quanto mais nos conhecermos profundamente, mais teremos o poder de cura. O autoconhecimento nos proporciona um posicionamento diante da vida que nos dá a autonomia de viver a vida com determinação e confiança.

Homem de costas olhando para o horizonte com o sol se pondo. Ele está usando camisa branca e um terno pendurado no ombro.

Refletir promove gratidão

Como já explicado anteriormente, a reflexão promove um autoconhecimento poderoso diante do universo.

Imagine-se na seguinte situação: você está correndo para chegar no trabalho, pega um ônibus incrivelmente lotado, passa pelo cobrador, paga a sua passagem e vai para o fundo do veículo. Detalhe: você sequer se lembra do rosto do cobrador e também não verbalizou nenhuma palavra.

Você é praticamente esmagado dentro do ônibus e não consegue descer onde deveria, o que te deixa extremamente irritado e com inúmeras reclamações na ponta da língua. Quando consegue descer, já impaciente, chega no trabalho com um péssimo humor e faz questão de enfatizar: “Meu dia já começou sendo horrível e estou de mau humor”.

Você também pode gostar

Todos os seus colegas automaticamente se afastam e se retraem, pois o seu comportamento automaticamente impôs um certo distanciamento social. No decorrer das horas, você problematiza qualquer mínimo acontecimento do seu dia, o que torna tudo um pouco mais pesado. Você sai do trabalho e na volta para casa corre para chegar no conforto do seu lar e de novo reclamar e relembrar, potencializando todo o desconforto vivido nas horas anteriores.

Se você, ao chegar em casa, fizesse uma reflexão do dia, com certeza, por mais que demorasse, chegaria a um consenso consigo mesmo de que a culpa por o dia ter sido incrivelmente pesado foi sua, não do ônibus lotado, concorda? Vamos refletir agora e entender como seria se você, em vez de reclamar e enfatizar os pontos ruins, fosse grato por tudo o que viveu. Reconstruindo a história….

Mulher olhando o seu reflexo em um espelho.

Imagine-se na seguinte situação: você está correndo para chegar no trabalho, pega o ônibus incrivelmente lotado, passa pelo cobrador, o João, que sempre te dá bom-dia e sabe até o seu nome, paga a sua passagem e vai para o fundo do veículos. Detalhe: o cobrador te avisou para ficar mais próximo à porta, pois o ônibus ficaria mais lotado ainda quando se aproximasse do seu ponto. Você é praticamente esmagado dentro do ônibus, assim como aproximadamente outras 30 pessoas, não consegue descer onde deveria, o que não deve te irritar, pois a próxima parada não é muito distante e isso raramente acontece.

Ao chegar no trabalho, você é recebido por no mínimo três colegas que te dão um bom-dia com sorriso largo e um ainda te oferece um café com açúcar, pois sabe o seu gosto. No decorrer das horas, você nem consegue ficar irritado pois a sua mente está tão cheia do sorriso do João, o cobrador, que mesmo com a falta de conforto do ônibus possui atenção com os passageiros.

Além disso, você se lembra da recepção calorosa que os seus colegas lhe deram, com direito a café e três sorrisos. Você sai do trabalho e na volta para casa anda com calma pra ver se encontra novamente o João no ônibus, para oferecer um cafezinho e proporcionar um sorriso, como lhe foi proporcionado mais cedo. Chega em casa e reflete sobre tudo o que viveu, sente cada momentinho novamente e ainda sorri ao lembrar de como tudo foi tão simples.

Homem jovem vestindo um terno preto. Ele está dentro de um escritório moderno com grandes janelas de vidro. Ele está olhando pela janela com uma vista da cidade à noite.

Você consegue perceber a diferença? Refletir te faz pensar absurdamente em si mesmo, mas também no outro, o que promove a gratidão. Ser grato é enxergar a vida com olhos de amor e de alegria. Você recebe do universo o que dá a ele.

Quando você dá um bom-dia para alguém com um sorriso, como o João faz com cada passageiro que passa por ele, pode ter a certeza de que aquele ato genuíno tem o grande poder de mudar o dia dessa pessoa e que você receberá em dobro toda benfeitoria. Ser grato é reconhecer não só as coisas boas, mas entender que todos precisam chegar no trabalho às 9 horas da manhã, por isso o ônibus está lotado.

É agir com gentileza e vê-la se multiplicar. Quando se é gentil com alguém, mesmo que essa pessoa esteja em um momento ruim, essa atitude de gratidão quebra qualquer barreira, faz com que essa bondade seja multiplicada e, como consequência, volte para você.

Homem vestindo bermuda marrom e camiseta azul. Ele está sentado no piso de madeira em frente da piscina. Ele está relaxando e observando o pôr do sol.

Refletir é um ato generoso que faz com que você cuide de si e do outro. Faça o teste você mesmo! Ao chegar em casa, diariamente faça uma reflexão sobre o seu dia. Relembre cada detalhe, resgate na memória o seu comportamento diante do que a vida lhe apresentou e a forma como você recebeu cada coisinha.

O modo como você se porta diante dos acontecimentos vai definir e conduzir como tudo será resolvido. Ser agradecido e agir com gratidão será sempre a melhor opção em qualquer situação.

A pessoa grata celebra os aprendizados e reflete para que tudo seja sempre melhor e mais leve. Algo não saiu como o planejado hoje e você se entristeceu? Reflita para que amanhã você receba o mesmo acontecimento de forma diferente, como na situação do ônibus e do João.

Seja grato e crie o hábito de fazer uma reflexão todos os dias!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]