Saúde Integral

Treinamento com o peso corporal: uma excelente alternativa para manter a atividade física durante o isolamento social!

Homem branco fazendo abdominais no chão.
dolgachov / 123rf
Roberta Rica
Escrito por Roberta Rica

Em tempos de isolamento social prolongado, uma coisa que precisamos pensar é: como manter a nossa saúde e estarmos isolados socialmente?

Estando tanto tempo em casa, os níveis de atividade física caíram bruscamente! Sabemos que para manter uma boa condição de saúde são necessários pelo menos 150 minutos de atividade física por semana (menos de 22 minutos por dia) em atividades simples como varrer a casa, subir escada, andar para o trabalho… mas mesmo assim a grande maioria da população não realiza, ficando a maior parte do tempo sentada.

Em 2020 foi publicado um artigo cientifico mostrando a importância de se manter ativo durante o isolamento (CHEN, Peijie et al. Wuhan coronavirus (2019-nCoV): The need to maintain regular physical activity while taking precautions. Journal of Sport and Health Science, v. 9, n. 2, p. 103, 2020.).

Nesse artigo os autores descrevem que, embora conter o vírus o mais rápido possível seja urgente como prioridade de saúde pública, existem poucas diretrizes de saúde pública sobre o que as pessoas podem ou devem fazer em termos de manutenção de suas rotinas diárias de exercícios ou atividades físicas. Indiscutivelmente, ficar em casa, embora seja uma medida segura, pode ter consequências negativas não intencionais, já que esses esforços para evitar a transmissão humano-a-humano do vírus podem levar à redução da atividade física.

É provável que a permanência prolongada em casa possa levar a comportamentos sedentários, como gastar muito tempo sentado ou deitado utilizando as tecnologias (jogar, assistir televisão, usar dispositivos móveis); reduzir a atividade física regular (portanto menor gasto de energia); ou se engajar em atividades de prevenção que, consequentemente, levem a um aumento do risco e potencial agravamento das condições crônicas de saúde.

Mulher asiática se alongando no chão de uma sala.
Ketut Subiyanto / Pexels

Portanto existe uma forte lógica de saúde para a realização de atividade física em casa, para manter-se saudável e manter a função do sistema imunológico no ambiente precário atual.

O exercício em casa é bem adequado para evitar o coronavírus e manter os níveis de condicionamento físico. Tais formas de exercício podem incluir, entre outras, exercícios de fortalecimento, atividades de equilíbrio e controle, exercícios de alongamento ou uma combinação deles. Exemplos de exercícios em casa incluem caminhar dentro da sua casa, subir escadas, sentar-se e levantar-se repetidamente usando uma cadeira e do chão, agachamentos, abdominais e flexões.

Não precisamos de equipamentos caros nem de espaços elaborados, o nosso corpo pode ser excelente para ser utilizado como fonte de resistência! Podemos fazer exercícios aeróbios (polichinelo, polissapato, corrida no lugar), como exercícios de força (flexão, abdominais e agachamentos, por exemplo).

Você também pode gostar

Caso tenha dúvida, procure um profissional de Educação Física para elaborar um programa de treinamento em casa utilizando apenas o peso do corpo!

Portanto se mexa! Isso ajudará a manter a sua saúde em dia!

Sobre o autor

Roberta Rica

Roberta Rica

Formada em Educação Física, mestre e doutoranda na área, é apaixonada pelo o que o movimento corporal é capaz de fazer na vida do ser humano. Utilizar a ciência para demonstrar os benefícios da atividade física e exercício, sem modismo nem achismo, para que diminua os riscos para a saúde. Traduz para uma linguagem mais simples o que a ciência e as organizações mundiais dizem sobre a atividade física, para que todos se apropriem das informações científicas.

Youtube: Desvendando a Ciência da Educação Física

Facebook: roberta.lukseviciusrica
Instagram: @robertaluksrica