Saúde Integral

8 coisas que você não sabia sobre o Lúpus

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Estima-se que cerca de 5 milhões de pessoas ao redor do mundo sejam portadoras de Lúpus, mas, mesmo assim, ainda pouco se sabe sobre esta doença. Ela é um mistério até mesmo para a classe médica e científica. No entanto, algumas características podem ser definidas e devem ser difundidas para que exista cada vez mais conhecedores sobre este mal. Abaixo separamos 8 fatos relacionados ao Lúpus para que você tenha mais informações sobre o assunto. Confira:

1- Portadores de lúpus sentem como se fossem acometidos por diversas doenças diferentes

Isso acontece porque o é uma doença autoimune sistêmica. O “autoimune” significa que é um ataque do corpo contra si mesmo, ao tentar-se defender do que ocasiona a doença, ele acaba fazendo o inverso e acabando com suas defesas. O “sistêmica” significa que a doença afeta diversos sistemas e órgãos diferentes, o que faz com que os pacientes tenham problemas dos mais diversos fins.

2- Manchas na pele, dores articulares e febre constante é o que leva os pacientes ao médico

São estas as principais reclamações iniciais de um paciente com lúpus. Ao chegar no médico ou no pronto socorro com estes sintomas pode-se fazer um diagnóstico hipotético, mas apenas após uma série de exames (principalmente de sangue) e consultas com um reumatologista é que se fecha o diagnóstico.

3- Os sintomas diferem entre os pacientes

lúpus

O lúpus é uma doença tão repleta de particulares que pacientes portadores da mesma doença podem apresentar sintomas completamente diversos ou até mesmo não apresentar nenhum sintoma.

4- As causas da doença ainda não foram descobertas

As hipóteses de que o Lúpus seria causado por um vírus ou tivesse origem genética já foram descartadas, porém ainda não se chegou em uma causa específica para esta doença. Só é sabido que a doença tende a afetar mulheres em período fértil e de pele branca. Outras doenças autoimunes também podem ajudar a desencadear este mal.

5- O Lúpus não compromete a fertilidade

Apesar de não ser indicado a gravidez durante o tratamento com a doença ativa, assim que a doença estiver controlada e em remissão é possível engravidar. Só há necessidade de que a decisão seja tomada em conjunto com seu ginecologista.

6- O nome Lúpus vem de “lobo”

Uma das características mais frequentes dos portadores de lúpus é ter uma mancha na face que remete ao desenho clássico de um lobo, apesar de também ser muito semelhante a asas de borboleta.

7- Não existe cura, mas há controle

Apesar de constantes estudos e busca por parte dos cientistas, ainda não foi encontrada uma cura definitiva para o lúpus, porém existem formas eficazes e avançadas de tratamento que garantem uma boa qualidade de vida aos pacientes.

8- Lúpus é sempre uma suspeita

Os médicos sempre deixam o lúpus como uma hipótese de diagnóstico, afinal por não ser uma doença com sintomas específicos, causa descoberta e situações clássicas, sempre há possibilidades de o paciente apresentá-la.


Texto escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]