Convivendo Espiritualidade

Velórios da Nova Era

Marido tentando consolar a esposa devido à perda dela.
rawpixel / 123RF
Escrito por Bruna OM

Aqui no Ocidente ainda temos uma forma muito arcaica de celebrar os velórios. Na cena atual em que nos encontramos da Covid-19, eles nem mesmo são celebrados. Mas o que vem aí depois da tal transição planetária?

Esperamos a morte, de uma forma mais certeira do que antes, é quase que um “sou o próximo da fila, digamos”, todos irão, o pensamento sobre esse tipo de evento acaba ficando mais comum do que antes.

Então chorar e espernear talvez não seja a melhor solução para quem fica, não é mesmo? O entendimento sobre nossa passagem aqui na Terra começa a ficar mais claro para nossos irmãos, e como seres sencientes podemos e devemos dar um rumo mais suave a esses ocorridos.

Assim como no Oriente e em algumas tribos, a morte é celebrada com festa e alegria, a passagem do ser, uma porta que se abre, a certeza de uma nova Terra e um novo amanhã.

Homem de roupa preta com um buquê de flores na mão no cemitério.
BrettSayles / Pexels

Acredito que esse tipo de informação já tenha chegado a quase todos, então por que não mudar nosso comportamento e atitudes? Diante de tanta transformação, há muito trabalho a se fazer para mudar as coisas de fato, para que a frequência se eleve, e mude, e continuemos evoluindo.

Além dessa questão energética, física, mental, espiritual, também há a questão ambiental de enterros feitos na Terra, gavetas, seres, corpos doentes poluindo a terra com tantas químicas e diversidades que passaram pelos corpos enquanto vivos.

A cremação é uma alternativa sustentável, porém cara diante dos planos vigentes, sendo que não precisa de manutenção. Poderiam facilitar para os povos transcenderem esse arquétipo morte, e então sigamos.

Um homem e uma mulher chorando abraçados pela morte de alguém.
CTechnical / Pexels

Uma celebração para quem fica, para quem vai, um momento de nostalgia, lembranças, músicas, pessoas, um momento de cura para quem fica, e de cura para quem vai.

Esse é meu convite, uma nova ideia para o coletivo, para a sociedade, ninguém precisa sofrer, ninguém precisa chorar, um dia todos vão se reencontrar…

Você também pode gostar

Se você leu este artigo, compartilhe com seus amigos e familiares, novas ideias virão.

Temos de manter e elevar a frequência da humanidade com nosso coração em paz e em harmonia com a natureza, descobrir nossa reconexão e manter, a fim de que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Sobre o autor

Bruna OM

Na busca do autoconhecimento e da cura, encontrei em minha jornada pessoal um caminho de coração para o trabalho e a pesquisa do ser humano.

Nunca me identifiquei com a superfície das coisas, portanto esses portais e essas ferramentas encaminhados do astral me propõem a caminhar sob uma perspectiva que realmente faça sentido diante de uma observadora profunda.

Acreditar em energia nos faz expandir nossos horizontes. Sentir e lidar com esse tipo de abordagem nos torna mais reais sob nossas possibilidades e, finalmente, temos a oportunidade eficaz de humildemente nos transformarmos e continuarmos nossa história!

Quando encaramos toda nossa vida e cada ação e pensamento como um trabalho pessoal de evolução, o fluxo se torna mais harmônico, então você encontra a ferramenta terapêutica essencial para o seu processo e, por fim, você caminha em direção à 5D integra e permanente!

Somos convidados a entrar em comunhão com o trabalho coletivo, tratando o nosso pessoal para reverberar na natureza, curando, assim, todos os seres.

Em relação às práticas integrativas, medicina familiar, saúde preventiva, body mind, permacultura e agrofloresta, a técnica que precisa vem com um chamado, vem a cada tempo para as questões com as quais é preciso lidar naquele momento. Você só precisa se abrir.

É com muita gratidão que compartilho neste portal meus insights, com o âmbito de gerar um fluxo de informações holísticas que façam um link com o que vivemos, uma ponte com outros irmãos queridos que também partilham. A energia é muito boa com essa troca.

Fico à disposição de qualquer pessoa que chegar até mim em busca de atendimentos ou para cursos pessoais e coletivos. Sou pesquisadora, ativista verde e quântica, terapeuta corporal, escritora e artista independente manifestando a essência em suas infinitas possibilidades.

Quando lidamos com energia, somos um livro aberto, então não tenho nada a esconder...

Email: conexaomiragaia@gmail.com
Páginas: Casinha na Árvore III
l União Pangeia
Facebook: bruna.sol.7
Instagram: @entrebm