Nutrição

Você come com suas mãos?

Luiza Camargo
Escrito por Luiza Camargo
Estou com uma filha de 9 meses e percebo como ela explora a comida com as mãos, uma observadora curiosa!

Sente o caldinho da laranja escorrendo pelas mãos, a banana passar pelos dedinhos, a textura do pepino, como a manga é escorregadia, amassa o frango…

Se diverte com os desafios de pegar e segurar o alimento, conseguir levar à boca, saborear e pedir mais um! Ela quer pegar tudo antes de comer, conhecer primeiro com as mãos, notar os detalhes daquele alimento e depois decidir se levará para a sua boca.

É muito curioso acompanhar o seu processo, comecei a notar como me distanciei de alguns alimentos por só comer com os talheres. E também qual a sensação de pegar os alimentos com a mão. Confesso que às vezes senti uma aflição e depois lembrei que era só a comida que lambuzava as minhas mãos. Uma sensação de ser criança e curtir o momento.

Como é para você comer com as mãos? Sentir o contato com a comida? 

Essa fome é menos comum aqui no ocidente, pois comemos poucos alimentos com as mãos. Em outras culturas é mais explorada, mas as crianças adoram!

As crianças costumam comer muito com as mãos, principalmente quando são estimuladas para isso, pois é por meio delas que vão conhecendo as coisas também. Parece que tem “olhos” nas mãos para verem e conhecerem ainda mais.

Tem algumas comidas que são uma delícia de comer usando as mãos! O que lhe vem na cabeça?

Pipoca!

Hambúrguer!

Frutas!

Os sanduíches, de forma geral, são muito bons de comer com as mãos, não é mesmo? Um outro que lembrei é o temaki, na culinária japonesa, também vários petiscos e, é claro, no churrasco.

Grande parte das frutas costumamos comer usando as mãos e em muitas delas checamos para saber se está no ponto de comer, madura o suficiente.

Agora, é na cozinha que o tato é muito explorado! Quando estamos preparando os alimentos, entramos em contato de uma outra forma. Quando cozinhamos, um dos principais utensílios são as mãos, pois nos auxiliam a misturar, amassar o pão, saber o ponto da massa, fazer bolinhas, temperar uma carne, arrumar e decorar os pratos.

Vamos praticar?

Separe um tempinho e local para a sua prática. Escolha um alimento que você costuma comer com as mãos, pode ser uma fruta, por exemplo.

Comece explorando com as suas mãos e pode ser interessante fechar os olhos para notar mais intensamente as sensações. Perceba como é a textura, mais macia ou dura, áspera ou lisa, o formato, se é pegajoso ou escorrega.

Notando o que desperta em você ao explorar o alimento.

Quando quiser comer, aproveite e note com os seus olhos, sinta os aromas do alimento escolhido, note os sons que existem ao mastigar e saboreie cada pedaço.

Boas práticas!


Você também pode gostar de outros artigos da autora. Acesse: Sabia que temos vários tipos de fome?

Sobre o autor

Luiza Camargo

Luiza Camargo

Sou nutricionista e instrutora de mindfulness e mindful eating. Acredito na união da Nutrição, Mindful Eating, Mindfulness e Meditação. O alimento é um veículo para nutrir o corpo e a mente e, também, um reflexo de como lidamos com nossas vidas. Na minha trajetória sou pós-graduada em Obesidade e Emagrecimento e com especialização em Nutrição Desportiva. Realizei o treinamento em Mindful Eating-Conscious Living pela UCSD e Estratégias de Mindfulness pela MTI.

Contatos:

Site: luizacamargo.com/
Instagram: @luiza_camargo_mendes
Facebook: /luizacamargomendes