Nutrição

Nutrição espiritual: como as comidas afetam seu corpo, mente e espírito

Juli F. Wisnievski
Escrito por Juli F. Wisnievski

Você já parou para pensar sobre o impacto que a alimentação pode ter no seu corpo, mente e espírito? Apesar de a indústria buscar apagar este conceito, voltar à origem nunca foi tão necessário. Isso porque, cada dia cresce mais o volume de pessoas que, por meio da alimentação, se desconectam por completo da nossa mãe terra.

Nosso corpo é uma dádiva maravilhosa e precisamos honrá-lo. O alimento que comemos pode ser um presente de nutrição ao corpo ou pode ser uma injeção negativa para ele, para a mente e para o espírito. Como nos observamos muito pouco, não paramos para perceber os efeitos de cada alimento que comemos. Muitos deles, alguns minutos após a ingestão já conseguimos, se pararmos para observar, verificar se está nutrindo nosso corpo e mente ou se o efeito é justamente o contrário.

Pessoa segurando um pote de salada com uma mão e uma fita métrica ao redor da barriga com a outra.

Então deixo aqui o convite para você se observar antes, durante e após cada alimento que ingere. Prestar atenção não somente no sabor do alimento mas qual a origem daquele alimento, quão próximo da fonte de vida ele está? Além do sabor, ele te deixou com que sensações? Muitos destes efeitos colaterais são comprovados cientificamente, mas o que vale mesmo é o impacto no seu corpo, e não só nele: na sua mente e na sua alma também.

“Nossas mentes são campos de energia que absorvem as energias sutis de tudo o que comemos e são afetados por isso.” Da mesma maneira que você precisa estar alerta e no controle de suas habilidades motoras para operar um veículo, seu corpo espiritual precisa estar em boa saúde para operar adequadamente seu veículo do mundo material: seu corpo.

Cesta cheia de frutas e legumes.

4 alimentos que prejudicam sua nutrição física, mental e, principalmente, espiritual

  1. Carne: invariavelmente fonte de sofrimento e dor, é conhecida como inibidora de estados de consciência mais elevados. Comer carne é absorver o estado mental do animal.
  2. Comidas processadas: extremamente viciantes e de pouquíssimo valor nutritivo, quando as toxinas entram no corpo, elas passam a causar danos imediatos aos seus chacras. De ataques de ansiedade a stress a lista é longa.
  3. Álcool: embora seja produzido em massa, promovido em massa, legal e ingerido por uma multidão de pessoas em todo o mundo, a maioria das pessoas nunca considerou ou entende as consequências espirituais do consumo de álcool. Substância intoxicante, que tira a consciência, nos deixa oprimidos e dormindo.
  4. Refrigerante: causador de muitos males para o corpo físico, também está associado ao vício, estimulante, similar à heroína, libera dopamina enquanto destrói seu corpo.

Pessoa segurando dois lanches na mão.

Passe a ouvir a voz do seu eu intuitivo, a parte de nós que está intrinsecamente ligada à nossa verdade mais profunda e sempre sintonizada com o que precisamos no corpo, mente e alma. Nossa intuição nos lembra de desacelerar, ouvir e prestar atenção às mensagens e sinais que nossos corpos estão continuamente transmitindo sobre quais alimentos espirituais são melhores para nós em qualquer momento. Essas mensagens podem ser transmitidas de várias maneiras, como a fome genuína, desejos, vícios, alergias, bom e mau humor, níveis de energia de alto a baixo, desconforto físico e sensações agradáveis. Ao começar a entender as sutilezas da nutrição espiritual, você poderá nutrir mais seu corpo, mente e espírito.

Lembre-se do velho ditado “Você é o que você come”. Cuide de seu corpo para que seu corpo cuide de você, e sentirá maior energia e clareza ampliada imediatamente!


Você pode gostar de outros artigos dessa autora. Confira também: Mantenha seu espírito jovem.

Sobre o autor

Juli F. Wisnievski

Juli F. Wisnievski

Há algum tempo, uma vontade extrema de viver e explorar a vida batia no meu coração. Eu tinha tudo que uma vida convencional pedia, mas sentia que a vida me escapava.

Decidi me tornar a dona da minha própria vida. Troquei a carreira corporativa como Diretora de Marketing por uma aventura pelo mundo abordo de um veleiro com meu marido e dois filhos pequenos.

Quebrei paradigmas, senti muito medo, percorri um caminho longo de autoconhecimento, mas, finalmente, passei a viver a vida ao máximo. Renasci. Libertei o espírito vivo, nômade, explorador, viajante que sempre esteve em mim, e ainda passei a ter como missão inspirar e ajudar as pessoas a viverem a vida ao máximo.

Vem comigo despertar para uma vida cheia de significado, criar coragem para mudar e passar a viver a sua vida ao máximo.

Contato:

Email: [email protected]
Site: lifesomewhere.com.br
Ebook: Life Somewhere: Vivendo a vida ao máximo
Facebook: Lifesomewhere
Instagram: @life_somewhere
YouTube: Life Somewhere