Autoconhecimento Psicapometria

Você sabe que está mudando quando…

Paulo Tavarez
Escrito por Paulo Tavarez

Não há satisfação maior do que perceber que mudamos, que as coisas já não têm mais o mesmo significado, que aquilo que tinha tanta importância já não nos afeta mais e isso é o que podemos chamar de mudança.

Você sabe que está mudando quando não se importa mais com a avaliação que fazem de você, quando não se preocupa mais com a aprovação de ninguém e as demandas ilusórias por beleza, dinheiro, conforto material e tantas outras coisas, começam a diminuir.

Você sabe que está mudando quando sente-se bem consigo mesmo e não precisa mais mendigar afeto, muito menos ajoelhar-se diante da existência com um pires na mão à espera de carinho.

Você sabe que está mudando quando não sente mais a necessidade de controlar as pessoas, nem os acontecimentos prosaicos do dia a dia, quando aprende a confiar na vida e consegue render-se aos imperativos da própria existência. Quando percebe que mais importante do que viver é navegar, e não vive mais de forma insana, querendo mudar o rumo dos ventos.

Você sabe que está mudando quando percebe que não é dono de nada, nem das pessoas, nem das coisas às quais se agarra, quando sente que tudo isso pertence ao Universo e a você cabe apenas testemunhar. 

Profile of a woman silhouette watching sun on the beach at sunset

Você sabe que está mudando quando tem mais facilidade para perdoar, e percebe que a sua mudança foi drástica quando não se ofende mais por coisas que antes eram difíceis de serem assimiladas.

Você sabe que está mudando quando não coloca mais nos ombros alheios a responsabilidade pela sua felicidade. Quando deixa de buscar do lado de fora aquilo que só irá encontrar dentro de você. 

Você sabe que está mudando quando percebe que perdeu preciosos anos em busca de um tesouro, sem perceber que esteve o tempo todo sentado em cima dele.

Você sabe que está mudando quando consegue soltar as tábuas que lhe deram segurança durante a vida e decide nadar nesse mar da existência, sem medo de afogar-se. Quando é capaz de livrar-se das crenças religiosas, das convicções políticas, das âncoras filosóficas, dos manuais institucionais e de tudo aquilo que vem de fora com a pretensão de controlá-lo. 

Você sabe que está mudando quando não age como um androide programado, quando já consegue pensar por si mesmo e é capaz de dizer não às opiniões externas.

Você sabe que está mudando quando assume total responsabilidade por você, deixa de culpar os outros e de esperar que resolvam os seus problemas.

Você sabe que está mudando quando consegue assumir o poder sobre si mesmo, sentar no trono e administrar o seu mundo interior, sem deixar-se influenciar pelos conselhos da escuridão (ignorância) que o orienta.

Você sabe que pode mudar tudo quando percebe que é Deus, que é capaz de enfrentar todas as adversidades, que pode transformar a própria realidade apenas com a Vontade.

Você sabe que está mudando quando começa a se descobrir, conhecer-se, perceber que pode muito mais do que imagina, que suas crenças limitantes podem ser modificadas, que seu programa mental pode ser refeito, que o carma da existência pode ser modificado através do perdão e do autoperdão, que não precisa ser inimigo de si mesmo e que o mundo, além de uma grande escola, é também um SPA, onde devemos nos limpar de todos os nossos lixos emocionais.

Você não consegue mudar? Você que pensa! Quer queira, quer não, a mudança acontece, mesmo que de forma imperceptível.

Quer acelerar a mudança? Pare de atrapalhar, pois já existe um viés evolutivo em você. Existe uma força irresistível que parte do seu interior, que não aceita a sua preguiça, a sua covardia, sua inércia e ignorância. 

Para confiar, será preciso ser humilde, ser alegre, corajoso, perseverante sereno e desapegado.

Esteja certo que a melhor forma de acelerar esse processo é deixar de querer controlar tudo, mas para isso você precisa confiar.

Tudo isso já está pronto dentro do seu verdadeiro Eu. Só cabe a você encontrar-se.

O poeta persa Rumi costumava dizer: “Por que você permanece na prisão quando a porta está completamente aberta?”.

Sobre o autor

Paulo Tavarez

Paulo Tavarez

Pedagogo, escritor, instrutor de Yoga e criador de uma terapêutica chamada Psicapometria. Tenho artigos publicados em vários sites voltados para o desenvolvimento da Consciência.

Celular: (11) 94138-9580
E-mail: [email protected]
Facebook: /paulo.hanuman