Convivendo

10 mulheres da literatura que você precisa conhecer

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Na lista abaixo constam dez romancistas que trouxeram em suas obras grande contribuição para o feminismo.  É claro que tudo vai depender do olhar e da intimidade do leitor com as escritoras, mas de modo geral, a maneira como elas expõem suas ideias fizeram com que se tornassem heroínas e possíveis inspirações para gerações futuras.

  • Margaret Atwood

A escritora canadense foi reconhecida com inúmeros prêmios internacionais da literatura. Em 2011 Margaret ganhou espaço na calçada da fama do Canadá. Seus personagens eram totalmente fora dos padrões dos demais romances escritos por mulheres. Muitas das suas obras foram inspiradas em mitologias e conto de fadas. Entre seus trabalhos encontram-se romances, poesias, contos, não ficção e até livros infantis.

  • Gioconda Belli

Ela é uma das poetas nicaraguenses mais conhecidas dentro e fora do seu país. A autora não fala apenas da questão feminina, mas sim do papel da mulher latino-americana. De modo geral, a poesia de Belli pode ser considerada como um registro da trajetória do eu-feminino abordando diversos conflitos e contradições de identidade até uma consciência feminista.

  • Angela Carter

Jornalista e escritora inglesa já escreveu diversos ensaios, críticas, poemas, contos infantis, além de ajudar o cineasta Neil Jordan na elaboração do roteiro A Companhia dos Lobos. Suas obras ficaram conhecidas por meio da literatura pós-feminista e seu realismo mágico, além dos trabalhos de ficção científica.

  • Isabel Allende

Tendo como sua principal obra a Casa dos Espíritos, a escritora nascida no Chile, hoje vive nos Estados Unidos. Ela é considerada uma das revelações latino-americanas da década de 80. Em suas obras a mulher é sempre colocada como forte protagonista. Atualmente, a autora realiza palestras sobre o posicionamento das mulheres no mundo político e literário.

  • Clarice Lispector

Nascida na Ucrânia e naturalizada brasileira, Clarisse foi jornalista e uma das mais importantes escritoras do séculos XX. A autora não tem obras que tratam exclusivamente do feminismo, mas se analisarmos não há nada mais feminista do que livro A Paixão Segundo GH. A autora sempre abordou questões humanas e cotidianas com protagonistas femininas.

  • Laura Esquivel

A autora mexicana ganhou fama pelo livro Como Água para Chocolate. Nos últimos anos, Laura foi responsável pela mudança de cenário das mulheres, trazendo à tona questionamentos que vem de dentro para fora.

  • Lygia Fagundes Telles

Escritora brasileira, membro da Academia Paulista de Letras, tem importante participação na história do feminismo. A autora lançou o livro As Meninas, durante a ditadura militar, que colocava a mulher em evidência em meio às pressões.

  • Nélida Piñon

Nascida no Brasil, porém pouco lida no país, a autora é uma importante figura da literatura mundial. Ela foi a primeira mulher presidente da Academia Brasileira de Letras. Os mais de 35 anos dedicados à literatura já lhe renderam inúmeros prêmios e muitas obras traduzidas em diversos idiomas.

  • Isak Dinesen

Escritora dinamarquesa já falecida, seu primeiro livro foi Sete contos Góticos.  Sua obra mais conhecida mundialmente foi A Fazenda Africana, baseado nos tempos que a autora viveu no continente africano. A obra inspirou o filme Entre Dois Amores, além do prêmio Tagea Brandt Rejselegat em 1939

  • Simone de Beauvoir

Escritora, intelectual, filósofa, ativista política e feminista, a autora lançou obras muito importantes para literatura, entre elas o livro O Segundo Sexo, considerado como a Bíblia feminista. Em suas demais obras ela aborda questões existencialistas, o ciúme, o amor, a decepção, a raiva e frustrações.


Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]