Autoconhecimento

10 preocupações que não valem o seu sofrimento

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Preocupar-se com o futuro, em atingir objetivos e com a sua vida é natural, mas é fato que muita gente se preocupa além do saudável e passa a não viver exatamente por essas preocupações. É quase um ciclo vicioso. Como todas as outras coisas, as preocupações precisam ser muito bem dosadas para não caírem no excesso e receberem muito mais importância do que merecem.

Algumas coisas vão acontecer e por algumas fases precisamos passar, pois são inevitáveis. A vida tem um ciclo natural e nosso crescimento e aprendizagem também. Então, se me permite um conselho: não leve tudo tão a sério. Para te ajudar neste objetivo, listamos abaixo 10 preocupações comuns que definitivamente não valem seu sofrimento. Confira!

1- Profissão

Na maior parte das vezes, temos que escolher uma profissão, ou ao menos uma faculdade, quando ainda somos muito imaturos. Por conta disso, é natural que, ao longo dos estudos ou nos primeiros meses (ou anos) de trabalho, nos questionemos muito sobre estar fazendo a coisa certa. O fato é que nunca é tarde para mudar de ideia Se você realmente descobrir gostar muito mais de outra profissão, por que não recomeçar?

2- Cobranças de diversão

Muitas vezes estamos com vontade de ficar em casa numa sexta-feira à noite ou de não viajar nas próximas férias. Qual o problema? Acontece que, mesmo sem ter vontade, nos cobramos aproveitar a vida e nos enganamos que esse aproveitar se resume em viagens, baladas, festas e demais eventos sociais. Pare de comparar sua vida social a das outras pessoas e permita-se ser feliz da maneira que prefere. Ficar em casa vendo um filme ou lendo um livro pode ser a sua forma de diversão. E tudo bem. Mesmo.

3- Velhice

Quanto mais os anos passam, mais nos sentimos velhos e ficamos com medo dos próximos aniversários. Relaxa. Quando você tinha cinco ou dez anos, provavelmente achava que todo mundo com 30 era velho. Hoje, aos 30, acha os cinquentões velhos, mas, quando chegar perto dessa idade, mudará de ideia. E lembre-se sempre de que o que importa é a idade que sentimos ter e não a data de nascimento. Já vi muito jovem de 70 anos por aí.

4- Descobrir o sentido da vida

Isso é um questionamento da maioria esmagadora das pessoas e provavelmente nunca ninguém chegou a uma resposta satisfatória. O maior propósito deve ser descobrir qual o sentido da sua vida e mesmo assim não se preocupar tanto se demorar a obter a resposta. Ela chega na hora certa, relaxa!

5- Relacionamentos

Chega um momento na nossa vida em que parece que todos os nossos amigos resolveram casar, ter filhos e constituir família. Parece que todo mundo resolveu virar adulto de uma hora pra outra e a gente pode se sentir um pouco para trás. Acontece que a maioria das pessoas segue o ciclo esperado, mas outras simplesmente podem demorar mais para casar e ter filhos ou até mesmo optar por não casar e não ter filhos. Mais uma vez, te digo para se preocupar com o seu umbigo, comparar sua vida a dos outros não é nada saudável.  

6- Aquisições

Mais uma vez falando de convenções, são naturais as cobranças para ter um carro, uma casa ou um negócio próprio, porém elas não precisam te afetar. Essas coisas começam a acontecer quando se tornam nossos objetivos, caso contrário não é nenhum motivo de desmerecimento. Muita gente vive bem andando de transporte público por opção, por exemplo. Cada caso, um caso.

7- Julgamentos

Não importa em que ano estamos, quantos anos temos ou que estilo de vida levamos, sempre terá alguém apontando o dedo e nos julgando. O segredo, nesse caso, é saber lidar com essas situações sem que elas te atinjam. Faça o que te faz feliz, sem se preocupar nem por um segundo com o que as outras pessoas vão falar ou pensar. A vida é sua, e só a você diz respeito. Só esteja pronto para responder sobre seus atos.

8- Sucesso profissional

Quando chegamos em determinada idade, nos cobramos uma estabilidade financeira e consequentemente um emprego bom em que tenhamos uma posição de destaque. Bom, só posso dizer que esta é mais uma convenção. Hoje em dia, temos diversos tipos de contratos de trabalho e diversos tipos de trabalhadores. Ter um emprego formal não é o objetivo de muita gente. Cada um sabe o que é sucesso profissional para si. Pode ser ter uma microempresa e poder fazer seu próprio horário, pode ser bater cartão todo dia e gerenciar uma equipe. O importante é descobrir qual seu objetivo e batalhar por ele.

9- Sonhos

Os sonhos estão aí para serem sonhados, mas também para serem realizados. Para atingir este objetivo, é preciso batalhar e ser merecedor da recompensa, mas também é preciso ter consciência de que eles podem não acontecer. Tudo depende do tamanho de seus sonhos, se eles são condizentes com sua realidade e se você realmente batalha por isso. A vida é uma caixinha de surpresas, pode ser que no meio do caminho você simplesmente resolva mudar de sonho. Não se preocupe tanto com isso, faça apenas a sua parte.

10- Coisas importantes

Vejo muita gente dizendo a si mesmo que nunca fez nada de importante apesar da idade. O que posso dizer disso é: pare, apenas pare! Pose derrotista ou atitude de coitadinho não é legal e não vai te levar a lugar nenhum. Você provavelmente já fez muitas coisas importantes e sabe disso, só está se cobrando demais. Coisas importantes não se resumem a coisas gigantescas nem grandes feitos, ajudar um amigo em um momento difícil, por exemplo, sem dúvida é uma coisa muito importante. Reflita sobre isso!


Escrito por Roberta Lopes da equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]