Autoconhecimento Psicapometria

Enfrentando as dores da alma

Paulo Tavarez
Escrito por Paulo Tavarez

Existem situações que nos deixam preocupados, mas você já se perguntou de onde vem a sensação de desconforto provocada pela preocupação? Com certeza, ninguém colocou essas energias dentro de você, simplesmente já estavam lá e foram acionadas por força de circunstâncias externas. Apenas para exemplificar: diante da raiva é comum culparmos os outros pelas dificuldades que encontramos em gerir nossas emoções, mas o outro nunca será culpado, porque a raiz emocional dessa raiva sempre esteve lá, o outro apenas serviu de gatilho emocional.

O efeito desagradável de uma preocupação, por exemplo, merece ser investigado com inquirições profundas, ou seja, temos que perseguir as raízes desse efeito com perguntas que nunca fizemos. Serão essas perguntas que irão nos guiar até o núcleo concentrado de energias, que nada mais é do que os registros de eventos traumáticos que insistem em nos incomodar. Desta forma, devemos partir do efeito para a causa, dentro de uma viagem em nosso mundo interior.

Apenas para dar um exemplo: digamos que você esteja preocupado com o futuro, seja ele de curto ou de longo prazo, o fato é que esse sentimento te assedia com todo o seu poder, sem dar trégua e isso é profundamente desconfortável, pois te deixa ansioso e exigirá ações para combatê-lo. Procure, nesse momento, separar-se daquilo que você sente, como se não fosse você, como se aquilo não te pertencesse, depois, analise esse material. Perceba que para estar preocupado com algo que ainda não aconteceu significa que você não confia no futuro. A partir disso, você já perceberá que não é uma pessoa confiante, com isso, irá perceber que existe dentro de você um padrão pronto, um pessimismo formulado por crenças depreciativas, ou seja, dentro de você existe a convicção de que é merecedor de sofrimento e está condenado ao pior, por isso o temor, por isso a preocupação.

Depressed and sad man on the couch in the room covering face and crying in despair.

Ok, seguindo adiante nesta investigação, está na hora de você se perguntar como criou esse padrão e nesse momento você irá perceber que esse padrão é uma entidade viva, gritando dentro de você, como se fosse um dos moradores desse condomínio que representa a sua mente. Ora, se você está diante de um outro personagem, por que não dialogar? Perceba que existe a possibilidade de fazê-lo expressar-se, explicar-se e, com isso, promover uma catarse de toda a importância que existe no evento que o aprisiona. Essa é uma técnica de confronto com o próprio inconsciente, conhecida como função transcendente, criada por Jung e posteriormente batizada de Imaginação Ativa.

A nossa imaginação é extremamente poderosa e não damos valor a ela.

Não percebemos que tudo aquilo que se manifesta em nossa mente está concentrado de cargas afetivas, possui importância, e esse embate é libertador.

Ninguém poderá mudar nada a sua volta se não ajustar-se consigo mesmo. O verdadeiro caminho para a nossa libertação é o caminho interior, pois o Reino de Deus está dentro de nós como nos ensinou o Mestre Nazareno. Não existem meios de se realizar no mundo ilusório de efeitos da mente, a solução está no ‘bom combate’, na luta que não podemos deixar de travar contra todos os conteúdos emocionais que nos escravizam. Toda insegurança, toda angústia, toda raiva, enfim, todas as energias negativas, não são nada mais do que experiências passadas que permanecem vivas com todo o seu frescor aqui e agora, graças a esses combustíveis emocionais.

É tempo de extravasar, quebrar as regras, livrar-se das máscaras, derrubar as cristaleiras de normas que nos impedem de sermos nós mesmos.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Paulo Tavarez

Paulo Tavarez

Pedagogo, escritor, instrutor de Yoga e criador de uma terapêutica chamada Psicapometria. Tenho artigos publicados em vários sites voltados para o desenvolvimento da Consciência.

Celular: (11) 94138-9580
E-mail: [email protected]
Facebook: /paulo.hanuman