Autoconhecimento

Como se preocupar menos?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A preocupação é com aquele diabinho que fica sentado no ombro dizendo tudo de ruim que pode acontecer na sua vida. Ela pode até ser benéfica se usada com muita parcimônia, mas de modo geral ela só serve para fazer nossa mente produzir problemas ou torná-los muito maiores.

Se você é do tipo que perde o sono ou a razão por conta de preocupação excessiva, anote as dicas abaixo e retome as rédeas de sua calma. Pense positivo e tudo dará certo.

Preocupar-se não adianta

Vamos supor que você realmente tenha um problema digno de preocupação. Você realmente acha que se preocupar vai mudar alguma coisa? É muito melhor você direcionar a energia que gastaria com a preocupação para achar uma solução para o problema ou então encontrar uma maneira que faça com que ele seja suportável, não acha?

A preocupação é apenas mais um problema que se somará aos outros e só vai drenar ainda mais sua energia.

Mantenha as rédeas de seus pensamentos e sentimentos

Mudar um hábito nem sempre é uma tarefa fácil. O ideal é que se faça um auto treinamento até que ele deixe de ser um hábito e aí sim você conseguirá se livrar dele. Fique atento a todas as suas reações e assim que perceber que está se preocupando com alguma coisa, diga a si mesmo para parar. Lembre-se de que não vale a pena até que realmente passe a pensar desta forma.

Pratique meditação ou faça algum tipo de exercício que foque sua mente

Ainda no quesito educação da mente, aprenda a condicionar-se a ser uma pessoa menos preocupada. Entenda de uma vez por todas que mudar sua mente é a melhor forma de parar de drenar sua energia com preocupações infundadas ou excessivas.

Mantenha a calma e identifique se os problemas são reais

Pessoas que tendem a se preocupar demais acabam sendo assim com qualquer dificuldade que aparecer ou até mesmo são capazes de criar problemas onde não existem. Sempre que alguma dificuldade aparecer, respire fundo e concentre-se em descobrir se o problema é real ou se você está criando coisas onde tudo é muito mais simples. Evite exagerar e jamais dê importância maior a alguma coisa. Lembre-se sempre que as coisas têm o peso e a importância que damos a elas.

Tenha paciência

Pessoas preocupadas tendem a ser também um tanto impacientes e imediatistas. São todos aspectos que deverão ser mudados em conjunto e merecem atenção. Tenha paciência inclusive com sua proposta de mudança. Não adianta nada deixar de se preocupar com os problemas e criar preocupação consigo mesmo e com o tipo de atitude que se tem. As mudanças acontecem gradativamente, saiba esperar.


Escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]