Convivendo Nutrição Veganismo

5 erros que recém veganos cometem

close up of a vegan salad in a plastic box lunch at work package
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Ser vegano é uma decisão que muitas pessoas têm tomado. No entanto, muitas delas não fazem ideia do quão importante é planejar esta mudança e também que ela não se restringe a um plano alimentar repleto de salada e frutas. O veganismo é um importante movimento e com raízes muito sólidas, mas não há como negar que envolve uma restrição bem grande e é preciso estar preparado para isso.

Veganos recentes cometem alguns erros básicos e podem passar por sérios problemas de saúde por conta disso. Caso você tenha decidido entrar para este grupo de pessoas, separamos abaixo algumas dicas para não cometer os mesmos erros. Confira:

1- Fazer a mudança da noite para o dia

Qualquer restrição alimentar exige um planejamento para dar certo. A não ser que se trate de um problema de saúde, tirar um grupo grande de alimentos de sua vida pode não ser tarefa muito fácil. Caso você deseje se tornar vegano é importante que você retire os alimentos de origem animal de sua vida aos poucos. Tente começar sendo vegetariano e retirando primeiramente apenas as carnes, depois retire os ovos, o leite e conforme for se adaptando – tanto sua mente, quanto seu corpo – retire tudo o que for de origem animal. Mas lembre-se sempre que não existe prazo para isso, o que importa é o seu ritmo.

2- Reponha o ferro de seu organismo

Muito do ferro que ganhamos se dá pela ingestão de carnes e um vegano precisa estar atento para conseguir substituir os valores nutricionais dos alimentos. Coma castanhas, aveia, quinoa, feijão e raízes. O ideal é que também se ingira doses de alimentos com ferro em conjunto com alimentos ricos em vitamina C para facilitar sua absorção.

3- Monitore seus níveis de vitamina B12

É importante que uma reeducação alimentar seja feita em conjunto com um nutricionista pois você precisará dosar a quantidade de vitamina B12 de seu organismo. Provavelmente esta reposição precisará ser feita com suplementos.

4- Dê atenção à proteína ingerida e não evite qualquer tipo de gordura

Na ausência de proteína animal, o vegano deve ingerir proteína vegana que hoje já é desenvolvida de diferentes formas. Nosso corpo precisa de proteína para funcionar bem e simplesmente negligenciar esta informação não vai te fazer ser um vegano saudável. Uma alimentação não pode ser saudável mesmo que você se comprometa apenas em comer frutas, verduras e legumes. Nosso organismo precisa, inclusive, de gorduras para funcionar da forma correta. Pesquise sempre os alimentos e encontre alternativas veganas para sua dieta.

5- Preste atenção aos itens de higiene e roupas

Ser vegano vai além de restringir a alimentação. Muitos corantes usados em cosméticos também são de origem animal, por exemplo. Busque sempre informações sobre o que consome e também não compre nenhum item de higiene ou de vestuário que tenha origem animal. Vale ler muito sobre o assunto e se informar antes de qualquer aquisição.


Texto escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]