Autoconhecimento

Adoção: Eu adotado

Família com filhos adotivos no verão.
Ariadne Silva
Escrito por Ariadne Silva


Adoção, como lidar com as dúvidas da criança

O sonho de aumentar a familia é a realidade de muitos casais. Mas infelizmente sabemos que através da adoção a maioria dos casos são longos, burocráticos e demorados. Podemos dizer que a adoção é uma gestação com mais de nove meses e que ocorre não no ventre, mas no coração. Até, que esse processo chega ao fim.

O fim de um ciclo burocrático e a caminhada como pais, mas e agora? E quando começarem a surgir as perguntas? No meu caso foi “Mamãe, porque somos de cores diferentes?” (risos).

A maioria dos casos de adoção são de crianças menores de 6 anos, num futuro próximo é normal e natural que a criança venha indagar de onde veio, seja por comentários de familiares, diferenças físicas ou qualquer motivo que seja. A chave para esse momento é o amor.

Família com filhos adotivos.

  • Diga que não foi gerada na barriga, mas sim no coração;
  • Caso tenha alguma informação dos pais biológicos, não oculte;
  • Demonstre que a criança foi muito esperada e desejada;
  • Não excite ódio, rancor ou qualquer tipo de sentimento negativo em relação aos pais biológicos;
  • Não coloque os pais biológicos como pessoas ruins ou inimigos;
  • Não se irrite com as perguntas, é natural;

Deixe sempre claro o amor.

O amor e a compreensão foram extremamente importantes no meu caso, fui adotada quando criança por uma família simples, mas cheinha de amor! Cresci escutando o quanto fui desejada, planejada. Sempre soube que meu pai foi assassinado e minha mãe tentou me abortar, mas meus pais sempre pediram para eu ter empatia e não julgá-la, na situação que se encontrava, ela fez o melhor por mim. Lembro-me que quando criança, AMAVA falar pros coleguinhas de classe que era adotada, até os professores paravam para me escutar e eu sempre amei minha história.

Ensine seus filhos que esse é apenas outro modo de gerar, no coração. <3


Você também pode gostar de outro artigo deste autor. Acesse: Poesia política: eu cidadão

Sobre o autor

Ariadne Silva

Ariadne Silva

Praticante de Yoga, fisioterapeuta em formação, escritora, aroma e cromoterapeuta, numerária Opus Dei
RCC

O que dá sentido a vida e a morte é voltar os olhos para o que está acima do sol. Escrevo por puro prazer e necessidade, necessidade de expressão e de me conectar com outras pessoas, necessidade de compartilhar da mesma luz. Creio profundamente na cura através do amor.

Instagram:@Raquelzando
E-mail: [email protected]