Convivendo ONGs

Ajudando os Doutores da Alegria

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A organização sem fins lucrativos ‘Doutores da Alegria’ já é bem conhecida, ou você já deve ter ouvido falar nesse nome. Trata-se de uma organização que inseriu a arte do palhaço no universo da saúde. Como? Através da visita de palhaços profissionais para os pacientes internados.

A inspiração dá ONG surgiu através de Clown Care Unit, criada por Michael Christensen, diretor do Big Apple Circus de Nova York quando em 1988 palhaços visitavam o hospital, ‘espalhando alegrias’. Ela foi fundada por Wellington Nogueira, que havia integrado a equipe de palhaços e quando retornou ao Brasil em 1991 fundou a organização que já está há 28 anos atuando em alguns hospitais.

O objetivo é promover a cultura como um direito, mas a atitude ainda traz alegria e conforto para crianças, seus acompanhantes e profissionais de saúde em hospitais públicos.

Como ocorre este trabalho?

Quando se pensa em palhaços logo se imagina eles fazendo caretas. Mas este trabalho vai bem além, o que é vivenciado entre o palhaço e paciente é muito mais que sorrisos – envolve o fortalecimento de vínculos entre as famílias e promove a qualidade das relações entre as pessoas nos hospitais. Neste sentido, a visita realizada pelos palhaços é recorrente, duas vezes por semana, para que não ocorra uma quebra deste estreitamento.

A organização tem uma escola e outros projetos, como o Plateias Hospitalares no Rio de Janeiro. E para compartilhar a experiência nos hospitais com a sociedade, Doutores da Alegria criam espetáculos e intervenções urbanas.

Você pode ajudar

Achou interessante o trabalho dos Doutores da Alegria? Todos os artistas que atuam nos hospitais são atores e atrizes contratados, que trabalham de forma profissional e remunerada. Mas você pode abraçar esta causa de várias maneiras.

Você pode fazer uma doação única ou recorrente de qualquer valor no site www.doutoresdaalegria.org.br/abrace-a-causa. Você ainda pode doar seu imposto de renda, doar pontos de milhagens, doar notas fiscais, entre outras.

Você também pode gostar: 

Abaixo lista dos hospitais visitados nos dois Estados:

Em São Paulo (SP):

  • Conjunto Hospitalar do Mandaqui
  • Hospital Geral do Grajaú
  • Hospital Municipal do Campo Limpo
  • Hospital Santa Marcelina
  • Hospital Universitário da USP
  • Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP
  • Instituto de Tratamento do Câncer Infantil – ITACI
  • Hospital M’boi Mirim

Em Recife (PE):

  • Hospital Barão de Lucena
  • Hospital Oswaldo Cruz/Procape
  • Hospital da Restauração
  • Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – IMIP

Texto escrito por Angélica Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]