Convivendo

Entregador ajuda a transformar vida de menina que queria comprar uma pizza ‘fiado’

Você venderia fiado uma pizza para uma menina de oito anos de idade? Quando Flávio Tupan, um entregador do aplicativo iFood, teve essa oportunidade, infelizmente não pôde ajudar a garota. Não porque ele não queria, mas porque não tinha dinheiro.

De acordo com a reportagem do Portal G1, Flávio se comoveu com o pedido da garota e fez um post nas redes sociais contando sobre o ocorrido. Ele publicou a história no Facebook, perguntando se alguém poderia comprar uma pizza para a menina, que ele entregaria pelo iFood sem cobrar.

Para a surpresa do motoboy, a postagem fez sucesso. Ao G1, ele contou: “No dia seguinte, quando acordei, tinha um monte de comentário, curtidas. Um monte de gente querendo ajudar. E todo mundo queria mandar [a comida] naquele dia mesmo. Donos de estabelecimentos, pizzaria, lanchonete, gente querendo doar cesta básica”.

Duas fotografias diferentes, situadas lado a lado, de uma criança segurando uma caixa de pizza.
Flávio Tupan / Arquivo Pessoal / G1

Foi assim que se iniciou uma corrente do bem. De uma simples entrega de pizza em Vargem Grande do Sul, no bairro Cohab 5 (SP), Flávio mobilizou uma multidão de pessoas para ajudar uma família. Em poucos dias, ele entregou mantimentos, pizzas, empadões, lanches, minipastéis e cestas básicas para a garota.

Além disso, moradores da cidade começaram a se organizar para trazer ainda mais alegria para a jovem. Em mais um gesto carinhoso, entregaram brinquedos para a garota, que ficou com a barriga cheia e com um sorriso no rosto. Afinal, assim deve ser a infância: lúdica e sem preocupações com dinheiro.

Como Flávio ficou bastante envolvido pela história da família, aprendeu um pouco mais sobre eles. Para o G1, contou que são de Minas Gerais e que o pai da jovem trabalha na colheita de café. A renda familiar é proveniente do BPC (Benefício de Prestação Continuada), porque a menina tem uma deficiência.

Você também pode gostar

Depois de alguns dias comendo apenas pão e bebendo só água, a família representada por uma menina humilde e carinhosa pôde celebrar a bondade de Flávio e de tantos outros com comidas muito saborosas. Não acabou só em pizza!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br