Convivendo

Contar histórias é a arte de encantar corações e ser feliz

Foto da colunista em meio de roda de contar histórias da Associação Viva e Deixe Viver.
Chirles de Oliveira
Escrito por Chirles de Oliveira

Em 2012, decidi que queria voltar ao trabalho voluntário, e uma grande amiga me incentivou a conhecer o trabalho da Associação Viva e Deixe Viver, fundada pelo publicitário Valdir Cimino, há cerca de 17 anos, que é especialista em contar histórias para crianças nos hospitais.

Logo da Associação Viva e Deixe Viver

Pois bem, essa foi a minha porta de entrada para o universo dos que contam histórias em hospitais para crianças e adolescentes. Comecei atuando no Hospital Darcy Vargas, no Morumbi, e agora atuo no Hospital Sepaco, junto com um time de pessoas amorosas, generosas e divertidas. O universo lúdico é uma janela para a expressão das emoções e cabe muito bem tanto para as crianças quanto para os adultos, pois às vezes, sinceramente, não sei quem se diverte mais: os pais ou as crianças no leito do hospital. Encantar corações traz um sentimento positivo de alegria e de felicidade genuína.

Foto da colunista com outros companheiras do grupo de trabalho voluntário, em um parque, durante um evento de leitura.

Ah, lembrei, que na verdade, eu já havia participado de outra organização chamada Fazendo História, em que contávamos histórias, mas o foco era montar junto com a criança que vivia no abrigo, seu álbum de histórias. Nessa época, conheci o Felipe, um menino de 8 anos com dificuldades motoras e de saúde, que me esperava ansiosamente para nosso tempo de conexão e atividade lúdica. Quando ele deixou o abrigo, levou o álbum construído por nós. Tenho boas memórias dessa doação na arte de contar histórias e encantar um coração infantil.

Eu acredito que sempre podemos fazer algo de bom pelo próximo, pelo sistema em que vivemos. Na verdade, aprendi com minha mãe a ser altruísta e sou grata por ela ter me ensinado esse valor. Quando dedicamos algumas horas da nossa rotina tão atarefada para entregar um pouco de amor, sorriso, afeto e alegria, por meio do universo das palavras, dos contos e das histórias infantis, sentimos que nossa vida cria um outro significado. Cria um senso de propósito, de conexão com o Universo, de ligação com o Amor Maior.

No livro e documentário ‘A Revolução do Altruísmo’, o monge budista Matthieu Ricard, revela o quão transformador é a força da benevolência, da empatia e da compaixão. Sabe aquela frase clichê: “fazer o bem faz bem” e “gentileza gera gentileza”? Pois é, elas são verdadeiras e isso foi comprovado cientificamente. Ah, agora você vai acreditar em mim rsrs. Pois bem, fazer o bem e expressar o amor, faz um bem danado para nossas vidas, pois melhora nossa autoestima, nossa saúde emocional e até física. Conheço pessoas que se curaram da depressão ao iniciar um trabalho voluntário e dedicar amor ao próximo.

Grupo de pessoas de diversas etnias, todos sorrindo e vestindo camisetas cinzas, com a palavra voluntário escrito.

E não importa se o trabalho voluntário é com crianças, idosos, animais ou natureza. O que você precisa é descobrir qual causa toca mais seu coração.
Tem gente que defende a Amazônia, outras que constroem casas para moradores em estado de vulnerabilidade. Tem pessoas que adoram arrecadar brinquedos para atender às crianças que escrevem suas cartas para o Papai Noel. Sinceramente, toda ação voluntária e benevolente vai ativar a força do amor, da satisfação, da alegria, do orgulho por fazer o bem.

O trabalho voluntário é um tipo de atividade muito alinhada à lei do “Dás e Receberás”, pois eu não conheço nenhum voluntário que chega de um jeito e não sai modificado após sua atuação. Quando damos um pouco da nossa vida, do nosso tempo, do nosso amor, recebemos também de volta um sorriso, um tchauzinho, uma palavra de gratidão, e assim, estabelece-se o equilíbrio da lei da abundância. Mas esse é um tema para uma outra conversa aqui no Eu Sem Fronteiras. Até a próxima vez! E viva o dia do contador de histórias!


Você também pode gostar de outros artigos da autora: Expressar a gratidão está em alta

Sobre o autor

Chirles de Oliveira

Chirles de Oliveira

Sou jornalista de formação, mestre em Comunicação e Práticas de Consumo pela ESPM/SP, pós-graduada em Marketing e Propaganda e atuo como docente do ensino superior na graduação e pós-graduação.

Na minha busca pela sustentabilidade e felicidade experiencial, fiz a certificação em Ciências Holísticas e Economia para Transição pela Escola Schumacher Brasil, trabalhei como voluntária na comunidade Schumacher College, sou facilitadora em Felicidade Interna Bruta pelo FIB-Feliciência e tenho formação em Psicologia Positiva pelo IBC - Instituto Brasileiro de Coaching. Sou professora e praticante de Yoga.

Busco o autoconhecimento e penso que o grande desafio da vida é equilibrar o lado profissional, pessoal, social e espiritual. Eu, sinceramente, acredito no poder da transformação, da ressignificação das experiências da vida, da resiliência, da gratidão, da gentileza e compaixão. Eu acredito que podemos desenvolver um mindset da felicidade e desmistificar os preconceitos em relação ao tema.

E assim, por inspiração, surgiu o blog Felicidade Sustentável em março de 2015, cuja missão é informar, inspirar, compartilhar as boas práticas, agregar valor à vida e senti-la pulsando em alta potência! É vida que flui e promove sempre bons encontros!

Agora o blog transforma-se em um portal com conteúdos online e ofertas de cursos, workshops e palestras com embasamento na Ciência da Felicidade, na Psicologia Positiva, na Neurociência, no Sistema FIB e pela história de vida (Walk the Talk).

Não damos receitas de felicidade (só receitas saborosas e saudáveis! rsrs), mas esperamos que cada um encontre aqui algumas “pílulas” ou trilhas para viver a Felicidade Sustentável, no seu tempo, respeitando a sua individualidade e despertar… Porque, como canta Caetano Veloso, “cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”.

Vamos juntos por uma vida mais feliz e sustentável?

Email: [email protected]
Site: felicidadesustentavel.com.br Facebook: blogfelicidadesustentavel
Instagram: @felicidade_sustentavel
href="https://www.youtube.com/channel/UC8zFsDGrCfJppf9mtotcz4Q">
Felicidade Sustentável