Convivendo

Apimente a sua relação com o sexo tântrico

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O grande problema da maioria dos casais que estão juntos há muito tempo é quando o relacionamento acaba caindo na rotina, fazendo com que a frequência das transas diminua cada vez mais.

Mas para que isso não aconteça com você, que tal usar um pouquinho da imaginação? Com certeza não vão faltar diferentes opções para você e seu parceiro darem aquela apimentada na relação.

Você já ouviu falar de sexo tântrico? Muitas pessoas pensam que é uma coisa de outro mundo. Você também já deve ter escutado que os adeptos dessa modalidade acabam desenvolvendo mais a consciência corporal e fazendo com que o orgasmo dure por mais tempo. E isso tudo é realmente verdade. No entanto, para se alcançar esse nível, é preciso um investimento mútuo em treinamento, o que pode significar mudar seu estilo de vida. Mas o que é sexo tântrico e como ele funciona?

O sexo tântrico nada mais é do que a maneira de se fazer sexo focando no prazer.

Isso significa dizer que, quanto menos apressados você e seu parceiro tiverem para alcançar o ápice, maior será a sensação de prazer. Deve-se ter a consciência de que o principal dessa modalidade é aproveitar o momento, as carícias, o estar junto e não o orgasmo em si.

Enquanto uma relação convencional dura em média de 10 a 15 minutos, o sexo tântrico pode durar horas. Mas, obviamente, a duração dependerá de diversos fatores. O local, por exemplo, deve ter uma temperatura agradável e a entrega do casal deve ser total.

Para que dê certo, essa prática deverá incluir a contemplação do corpo do parceiro, a troca de carícias e a troca de palavras agradáveis, com afeto. Antes de começar, certifique-se de que nada possa atrapalhar a relação e de que o casal esteja bem relaxado.

Um dos principais recursos utilizados no sexo tântrico é a massagem. Nele, a mulher é vista como uma divindade e são elas as responsáveis por conduzir a relação. A mulher deve dominar o homem e essa dominação pode se dar de diversas maneiras, inclusive nas posições que forem escolhidas para a prática.

Confira algumas dicas de terapeutas corporais para começar essa nova busca pelo prazer:

Couple practicing tantra yogaSe você quer se iniciar nessa modalidade de sexo, a dica mais importante é reservar um tempo na semana e se dedicar integralmente ao parceiro. Mas você e ele precisam estar na mesma sintonia e sincronia.

Como já dissemos, a regra principal é não ter pressa. Sexo tântrico não combina com pressão, muito menos com pressa. Saboreie essa nova experiência, curta o momento e esqueça um pouco do resultado final. Esteja na posição para que seu parceiro entenda que você quer uma massagem. Assim, o homem prolongará e passará a controlar o próprio prazer. É uma espécie de brincadeira que acaba servindo como treinamento.

Uma boa dica é a mulher começar a aplicar a massagem no corpo do parceiro. Lembre-se de tocar principalmente aquelas partes que acabam ficando mais esquecidas. Use toda a sua imaginação.

Outra boa dica é focar na respiração. Isso porque ela é considerada a parte principal de todo esse processo. Durante a relação sexual, se solte, não se sinta acuado em expressar os sentimentos e sensações que estiver vivenciando.

O olho no olho também é muito importante. Se você não tiver esse costume, uma boa dica é praticar antes de dormir. Vestir aquela roupa mais bonita e especial, tomar um banho prolongado juntos, passar aquele perfume que ele adora… São pequenos cuidados que ajudam a melhorar o sexo. O importante é criar rituais amorosos. Mantenha o ambiente limpo, com uma iluminação adequada, não tão acesa ou não apagada totalmente.

Aproveite!


  • Escrito por Flávia Faria da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]