Convivendo Espiritualidade

A cura por meio do sexo e do tantra

Ilustração do corpo de um homem e uma mulher se beijando.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Você sabia que ter uma relação sexual é um ato tão íntimo que faz com que as suas energias se misturem com as energias do parceiro e vice-versa? Relacionar-se com alguém pode significar compartilhar alguma coisa e, principalmente, trocar “informações” que vêm por meio da energia pessoal de cada um. É como se uma ligação fosse estabelecida com a pessoa, tornando a experiência muito mais intensa e profunda, indo além dos toques e dos olhares.

Assim como a troca de energias envolver energias boas, ela também pode ter presença de energia ruins, atraindo coisas negativas para a sua vida. Por isso é preciso ter cuidado ao ter relações com alguém problemático, por exemplo, pois você fica mais conectado com os problemas da pessoa do que outros, desarmonizando o seu interior, e isso pode atrapalhar o seu caminho de vida, uma vez que você levará mais tempo para “limpar” essa energia que se misturou com a sua e resolver os problemas que podem ter sido compartilhados com você na hora do sexo.

Ilustração de homem e mulher de frente para o outro com as cabeças encostadas.

É como se, antes de ter relações com alguém problemático, você estivesse “puro”, apenas com as suas energias e suas informações, mas quando se mistura desta forma com outras pessoas que possam vir a bagunçar as suas energias; usar preservativo ajuda a misturar as energias com menos intensidade. Fique atento: isso também serve para você. Se você não está numa fase agradável, é melhor reencontrar sua harmonia e deixar sua energia melhor antes de transar e compartilhar as suas energias.

O sexo casual não deve ser banalizado, mas ter consciência destas trocas de energia é fundamental para que você não entre em maus bocados e também não coloque o outro em situações prejudiciais.
 Com a ajuda do ensinamento filosófico taoísta da China e do conhecimento tântrico indiano é possível apreender pontos importantíssimos para que a prática do sexo seja sempre uma experiência benéfica e completa e até ter a capacidade de apresentar a cura de enfermidades por meio do chamado sexo tântrico. Além do que causa ao interior de uma pessoa, a relação sexual libera uma carga hormonal energético-informativa que também estimula todas as células do corpo, uma vez que o ato promove uma troca íntima de fluidos vitais, hormônios e energia.

Embora o sexo tântrico tenha muitas vantagens para quem o pratica, ele é não é muito conhecido. Originado a partir do tantra – ou tantrismo – (conjunto de 112 técnicas de meditação que abrangem todos os aspectos da vida, inclusive o sexual), ele está de acordo com a filosofia tântrica, todo o universo está interligado e tudo é energia; o nosso corpo nada mais é do que uma energia condensada. E para circular essa energia, o tantra usa o corpo como esse instrumento. O sexo tântrico, portanto, trabalha a energia sexual que, segundo essa filosofia, seria a responsável pela sensação de êxtase e de prazer que o momento do orgasmo proporciona, portanto o sexo em si passa a ter técnicas específicas da filosofia tântrica. Especialistas dizem que a prática ajuda a renovar nossa visão a respeito da sexualidade, do amor e da espiritualidade.

Você também pode gostar de:

Homem e mulher sentados de frente para o outro abraçados.

Dentre seus benefícios, que vão além do prazer físico, o sexo tântrico pode proporcionar a aceitação e a consciência corporal; possibilitar orgasmos múltiplos; aliviar a ansiedade e a depressão; curar feridas emocionais; equilibrar as energias do corpo; ajudar no conhecimento da própria sexualidade; contribuir para uma descoberta mais profunda dos cinco sentidos; quebrar paradigmas e tabus sexuais; ensinar a respirar melhor e ressignificar o ato sexual em si, até mesmo por não necessariamente precisar haver penetração. Profissionais garantem que a prática também desenvolve a consciência corporal, gera mais disposição e ainda faz com que os orgasmos durem mais. Tais pontos positivos podem ser a solução para falta de libido; falta de orgasmos; ejaculação precoce; ejaculação retardada; impotência sexual; dispareunia (dor durante o sexo); estresse e depressão.

Para praticar o sexo tântrico, é necessário estar disposto e exercer sua força de vontade, pois talvez seja preciso até rever seu estilo de vida para aproveitar ao máximo a experiência. As dicas básicas são: estar conectado com seu parceiro e se habituar em, ao menos uma vez por semana, fazer a massagem tântrica nele para equilibrar as energias dos dois; explorar e conhecer o outro com a ajuda das massagens e dos toques; não ter pressa; ambos os parceiros devem receber a massagem; manter a respiração profunda e relaxada durante a prática, como na meditação. Embora as dicas mais encontradas sejam para o sexo com parceiro, também é possível fazer sozinho, uma vez que a prática serve justamente para elevar o nível do ato sexual para um plano espiritual e pode ajudar a melhorar a relação consigo mesmo; o ideal é não ter medo ou vergonha de praticá-lo.

Ilustração de homem negro e mulher branca de frente para o outro.

Além do tantra, o ato de ter relações íntimas também é poderoso para curar ou fortalecer nossa saúde mental e física, assim como para dar prazer. Praticar sexo regularmente pode ajudar a aliviar as dores de cabeça graças à liberação de oxitocina e ao aumento do nível de endorfinas, que atuam como um analgésico natural; diminuir o risco de doenças cardiovasculares, pois aumenta o nível de oxigênio no sangue e o fluxo sanguíneo; reduzir o risco de câncer de próstata, porque ejaculações regulares — ao menos cinco vezes por semana — previnem o aparecimento de possíveis tumores malignos; pode ser uma solução eficaz para pessoas que não conseguem dormir, porque o orgasmo promover um relaxamento equivalente a um sonífero; pode nos proteger contra a gripe, por causa da produção da chamada imunoglobulina A; também é um antidepressivo natural e ajuda a melhorar a nossa autoestima, uma vez que a serotonina, sintetizada pelo cérebro durante o ato reduz a tensão nervosa, além de que a liberação de testosterona durante o sexo ainda rejuvenesce a pele e a livra de toxinas, estimulando a circulação sanguínea e diminuindo o risco de doenças de pele.

Dia 6 de setembro é considerado o Dia do Sexo, então aproveite estas informações para ter relações sexuais que te proporcionem ótimas experiências, boas energias e (por que não?) um reencontro consigo mesmo? Conheça-se e desfrute desta prazerosa prática da melhor forma possível!

Escrito por: Julia Delgado Santos da equipe EuSemFronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]