Convivendo

As cores nos ambientes da nossa casa

Sala colorida nos tons de azul, amarelo e rosa.
Karis Brito
Escrito por Karis Brito

Um bom projeto de design de interiores é como uma orquestra que, para funcionar e trazer um resultado bacana – com um ambiente acolhedor, funcional e bonito – , precisa ter harmonia.

Para se alcançar o equilíbrio, estes aspectos devem ser levados em consideração: conceito, iluminação, forma, conteúdo (tecidos, texturas, revestimentos, mobiliário) e cor.

Neste texto, vamos falar um pouco mais de cor. 

Para que o ambiente tenha uma atmosfera agradável, é fundamental que haja uma distribuição adequada das cores. E, acredite, elas têm o poder de ajudar no bom convívio entre os ocupantes do imóvel.

Por outro lado, se houver excesso de uma cor ou desarmonia entre a composição de cores, o ambiente pode se tornar bem desagradável e desconfortável, daqueles onde a gente não consegue ficar por muito tempo e/ou que dá vontade de sair correndo.

As cores podem estar nas paredes, nos mobiliários ou nas peças decorativas, entre as quais as almofadas, os quadros, os vasos, os enfeites, etc.

Se você estiver em dúvida com relação à combinação de cores num ambiente, procure ajuda de um profissional. Caso não possa e/ou queira arriscar, opte por cores suaves, especialmente nas paredes e nos mobiliários maiores, pois tendem a saturar com mais dificuldade. Prefira as cores vivas nos objetos decorativos, pois se errar fica mais fácil substituir.

Cômodo colorido nos tons cinza, rosa, amarelo e verde.

Falando um pouco de cada cor: 

Branco → cor leve e suave.

Costuma deixar o ambiente tranquilo e agradável, entretanto pede um colorido na composição/nos detalhes. Excesso dessa cor tende a deixar o espaço frio e sem dinamismo. Também é uma cor associada à higiene, portanto, é interessante para ser usada em locais de preparo do alimento.

Azul → transmite uma sensação de conforto no lar; relaxa e acolhe.

Em excesso, pode deixar os seus habitantes com baixa energia e sem vontade de se movimentar. Ótima opção para o dormitório.

Violeta → costuma transmitir luxo e suntuosidade para o ambiente.

Pode ser uma cor interessante para usar na sala de jantar e/ou cozinha, uma vez que reduz o apetite.

Amarelo → traz ao ambiente uma atmosfera alegre e descontraída.

Sala com paredes amarelas.

É uma ótima cor para deixar o espaço mais claro e para animar os seus ocupantes. Cor interessante para locais de convívio familiar, a exemplo da sala de estar, ou para o escritório.

Laranja → uma cor bem bacana, pois traz um clima de descontração e de diálogo entre os moradores do imóvel.

Também muito legal para as áreas de convívio familiar. É uma cor que aguça o paladar e estimula o apetite, por isso a sugestão é utilizar com moderação na cozinha.

Verde → é a cor do equilíbrio.

Minimiza o stress, relaxa e recompõe o esgotamento da correria do dia a dia. Entretanto, como o seu excesso tende a deixar o ambiente monótono e estático, evite usar em todos os cômodos da casa ou em demasia em um único ambiente. O verde contribui para uma boa digestão e para o equilíbrio na ingestão adequada de alimentos.

Marrom → essa cor transmite uma sensação de firmeza, de segurança e de solidez.

Dependendo da composição, pode deixar o ambiente bem acolhedor e/ou sofisticado. Minha sugestão: evite essa cor no dormitório do casal, já que o marrom não estimula o desejo sexual.

Vermelho → cor associada a dinamismo, movimento e quebra de monotonia.

Interessante para ser usada numa sala de estar e/ou escritório para dar vitalidade. Entretanto, deve ser usada com bastante cautela, pois em excesso gera cansaço e esgotamento. Apesar de ser a cor da sedução, não é recomendável usar nos dormitórios, especialmente nas paredes, pois também é estimulante e o quarto é, antes de mais nada, o local para relaxar e recarregar as energias.

Sala moderna com paredes vermelhas.

Rosa → a cor do amor – amor entre um casal e entre um pai e um filho.

Transmite ternura e afetividade, por isso é recomendável usar nos dormitórios, seja para estimular o amor entre um casal ou o afeto e cuidado de uma mãe com seu filho. Pode ser usado com cautela em objetos decorativos ou em colchas, em almofadas e em roupas de cama. Minha recomendação: coloque um pedacinho de rosa também no quarto dos meninos, afinal afeto é afeto, sem distinção de sexo.

E aí, já escolheu a cor que vai usar na decoração da sua casa? 

Eu particularmente amo todas as cores e acredito que elas nos fazem um bem danado! Minha dica: deixe o colorido invadir a sua casa e a sua vida!

Bibliografias de apoio: 

Livro Cromoterapia – O segredo das Cores, Valcapelli, Ed. Vida e Consciência


Você também pode gostar de outro artigo desta autora. Acesse: Significado das portas segundo o Feng Shui

Sobre o autor

Karis Brito

Karis Brito

Sou Consultora Holística de Interiores e proprietária da KAZA KARIS, uma empresa que nasceu com o propósito de ajudar as pessoas a cuidar do corpo, da mente e do espírito pelo equilíbrio e pela harmonia dos locais onde vivem.

Acredito que “a nossa casa é como a nossa alma, reflete a nossa essência e o nosso estado de espírito!”, por isso ao cuidar dos locais onde vivemos estamos zelando pelo nosso bem estar, por nossos relacionamentos – sejam eles afetivos ou profissionais – pela nossa saúde e pela nossa prosperidade. Por nossa qualidade de vida.

Para conseguir equilíbrio e harmonia nos espaços – e consequentemente nos seus habitantes – uso algumas ferramentas. São elas: Numerologia dos Interiores (conceito criado por mim para entender a energia dos espaços), o Feng Shui (técnica chinesa milenar de harmonia dos ambientes), a Aromaterapia e a Cromoterapia.

Aplico essa ferramentas: em projetos de interiores, em consultorias de decoração, em análise energética do imóvel, na organização dos espaços (Personal Organizer) e na consultoria de imagem pessoal.

_________________________________________________________________________

Designer de Interiores – formada em Design de Interiores pela Escola Panamericana de Arte (SP).

Consultora de imagem Pessoal – formada em Consultoria de Imagem pela Escola Panamericana de Arte. Formação dada por Lilian Riskalla, uma das pioneiras e mais conceitudas consultoras de imagem pessoal e corporativa do Brasil.

Consultora de Feng Shui – formação dada por Silvana Occhialini, uma das mais conceitudas consultoras de feng shui do Brasil.

Estudiosa de Numerologia e criadora do conceito Numerologia dos Interiores.

Personal Organizer – formada pela IAP Carrer College (instituição americana).

Ex-executiva da área de marketing.

Email: [email protected]
Site: kazakaris.com.br
kazakaris.wordpress.com
Facebook: kazakaris
Instagram: @kazakaris2709