Convivendo

Filhas de mães sem amor

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Durante os primeiros momentos de vida, as crianças e bebês acabam enxergando na própria mãe uma imagem de si mesmas. Por isso, se a mãe for carinhosa e amorosa, o bebê se sentirá amado, protegido e seguro, e aprenderá que é amável tanto quanto é amado. E é exatamente esse fato de ser visto, ouvido, digno de atenção e de afeto que servirá de alicerce para o crescimento deles.

Filhas que têm uma mãe mais fria, que não costumam interagir com as crianças, que são distantes emocionalmente e que são cruéis ou muito críticas acabam tendo aprendizados diferentes do que as outras, sobre si mesmas e sobre o mundo em geral.

O perigo dessa relação é que a criança não sabe se a mãe é hora boa ou hora ruim. Esse tipo de apego acaba ensinando que os relacionamentos não são confiáveis. Para evitar mais problemas, devemos nos conscientizar, este é o passo inicial para a cura de uma filha de mãe sem amor. Não devemos olhar para trás e jogar a culpa ou lamentar por quem nos tornamos nas costas de nossas mães. Devemos olhar para trás para encontramos a origem do problema. Confira abaixo 7 características de filhas que não tiveram o amor de mãe.

Ausência de consistência

Esta filha pensa que não é digna de atenção, que não é amável e deve ter crescido se sentindo criticada ou até mesmo ignorada. Na sua cabeça, ecoa a voz de sua mãe dizendo que ela não é bonita, amorosa, inteligente, digna, gentil, estudiosa, etc. A menos que aconteça algum tipo de intromissão, a internalização da voz da mãe irá continuar a acabar com os talentos e as realizações pessoais desta filha.

Não existem limites

Filhas de mães sem amor possuem dificuldades na imposição de limites, principalmente quando o assunto é relacionamento. A maioria ainda tem problemas em manter amizades com outras mulheres, já que se julgam incapazes de dizerem ‘não’ e não possuem autoconfiança.

Ausência de confiança

giving love to the elderly

A filha, neste caso, necessita que a confiança seja constantemente validada. É até mesmo considerado um quadro de obsessão, de altos e baixos emocionais, de desejo de união e de reciprocidade, de ciúme e de atração sexual extrema.

Sensibilidade ao extremo

Filhas que crescem com este tipo de sentimento se tornam adultas extremamente sensíveis a insultos, sejam eles imaginários ou reais. Em geral, elas pensam demais e acabam fazendo com que as más situações sejam ruminadas.

Grande dificuldade para serem precisas

Filhas de mães sem amor possuem uma grande dificuldade para se verem como realmente são. Estas distorções acontecem em todos os campos, inclusive no que diz respeito à aparência.

Sempre se mantêm na defensiva

A ausência de confiança e a presença do medo fazem com que a filha de mãe sem amor se mantenha em uma posição defensiva, que faz com que essas mulheres ajam como se quisessem realmente estar em um relacionamento, mas em um nível com menos consciência e mais profundo.

Replicar a relação que teve com a mãe no passado em seus relacionamentos

Na maioria dos casos, temos a tendência de replicarmos as relações maternas em outros relacionamentos, mas isso não se dá de maneira consciente e intencional.

Se você se identificou com alguma dessas características, procure enxergar a vida de outra forma. Se valorize mais e saiba que você é especial, independente do que aconteceu no passado. Comece o quanto antes a mudar sua história, se amando mais e permitindo que as pessoas te amem como você merece.


  • Escrito por Flávia Faria da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]