Ervas e Chás Espiritualidade

Chá de Ayahuasca: o que é, como funciona, perigos e benefícios da substância!

chá de ayahuasca
eskymaks / Getty Images / Canva
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O chá de ayahuasca é conhecido em todo o mundo. Ele é uma bebida medicinal e ritualística, que tem o potencial de alterar a consciência de quem a bebe, durante algumas horas. Por esse motivo, muitas pessoas acreditam que a ayahuasca é um tipo de droga, mas isso não é verdade.

No Brasil, o Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (CONAD) criou uma resolução na qual o uso religioso da ayahuasca é reconhecido como legítimo perante a lei. Ou seja, é legal usar ayahuasca, desde que a preparação seja consumida em um contexto ritualístico, como os povos tradicionais fazem.

Então você já sabe que o chá de ayahuasca é uma bebida medicinal utilizada para fins religiosos. Mas ainda há muito mais para aprender sobre essa mistura de ervas. Afinal, como ela é feita? O que ela pode provocar no corpo humano? Existem riscos ao ingeri-la? Encontre as respostas nos próximos parágrafos.

O que é a Ayahuasca?

Ayahuasca é um líquido marrom produzido a partir de substâncias de duas plantas amazônicas: o cipó de Mariri e as folhas de um arbusto chamado chacrona. Assim, essa bebida medicinal de uso religioso apresenta apenas ingredientes naturais na composição.

Porém a ayahuasca tem um efeito enteógeno no corpo humano. Isso significa que ela provoca uma “manifestação interior do divino”, criando um estado de êxtase e de comunhão com a própria religiosidade.

ayahuasca
eskymaks / Getty Images / Canva

Por esse motivo, alguns grupos religiosos fazem uso do chá de ayahuasca, principalmente os povos indígenas da América do Sul. Inicialmente, eram os incas que usavam a bebida. Inclusive, o nome “ayahuasca” vem da língua quíchua, falada por alguns deles. Enquanto “aya” significa “espírito” ou “ancestral”, “huasca” quer dizer “vinho” ou “chá”.

Entretanto o que marca o uso religioso da ayahuasca é o sincretismo religioso. Povos xamânicos a utilizam, assim como kardecistas, católicos e umbandistas. Eles estão presentes no Brasil, na Colômbia, na Bolívia, no Peru, no Equador, na Austrália e nos Estados Unidos da América. Em cada grupo a bebida é consumida de um jeito, podendo ser ingerida fria ou quente. A seguir, observe quais são os efeitos dela.

Os efeitos do chá de Ayahuasca

Se o chá de ayahuasca é utilizado para rituais religiosos, você deve imaginar que ele só traz efeitos positivos para um indivíduo. Mas não é bem assim. Na verdade, essa bebida também apresenta alguns riscos, que não podem passar despercebidos ao estudar sobre o líquido. Saiba mais:

Perigos da Ayahuasca

Algumas das substâncias presentes na ayahuasca podem ser tóxicas para o corpo humano, como o DMT. Embora esse composto esteja presente no nosso organismo, em quantidade exagerada ele pode causar uma intoxicação, que resulta em hipertensão.

chá de ayahuasca
YelenaYemchuk / Getty Images / Canva

Outros efeitos da ayahuasca no corpo físico são vômito, náuseas e diarreia logo depois da ingestão da bebida, taquicardia, tontura, aumento da pressão sanguínea, dor no peito e, em alguns casos, convulsões.

Também, se uma pessoa com histórico de transtornos mentais ingerir ayahuasca, é possível que ela tenha surtos psicóticos, problemas respiratórios e agitação intensa. Mesmo quem não apresenta uma condição assim pode sentir ansiedade, medo, pânico ou paranoia.

Benefícios da Ayahuasca

Apesar dos perigos da ayahuasca, quando consumida de forma consciente e responsável a bebida pode trazer benefícios. Para algumas religiões, por exemplo, o vômito que a bebida causa é algo positivo, que limpa o corpo e a mente durante o ritual.

Além disso, o DMT tem um efeito positivo também. Nesse caso, a ayahuasca provoca uma “miração”, que é uma visão que a pessoa tem mesmo com os olhos fechados. Ela pode visualizar animais, criaturas fantásticas ou até o próprio corpo por um ângulo diferente.

Em um aspecto ainda mais psicológico, a ayahuasca pode ajudar uma pessoa a observar os próprios problemas e as próprias crenças a partir de uma nova perspectiva. Assim, ela pode solucionar traumas, reviver memórias e superar alguns vícios.

Ritual ayahuasca

Tanto os efeitos negativos quanto os efeitos positivos da ayahuasca só podem ser estimulados em um ritual religioso com essa bebida, que é o uso permitido pela legislação brasileira. Cada crença que faz uso do líquido realiza um ritual específico, que normalmente ocorre em grupos e tem um guia que conduz a cerimônia.

ayahuasca
eskymaks / Getty Images / Canva

Nesse contexto, apesar dos detalhes diferentes para cada fé, o ritual com a ayahuasca tem o objetivo de curar o corpo de possíveis enfermidades, promovendo uma desintoxicação. No aspecto mental, acredita-se que a bebida é capaz de conectar uma pessoa com forças divinas que existem dentro dela.

Ou seja, o ritual com a ayahuasca pode ser realizado por inúmeras religiões, sempre com o objetivo de promover a cura e o contato com a própria interioridade de um jeito único. Entretanto a religião que mais se associa à bebida é o Santo Daime. Aprenda mais sobre ela, a seguir.

Santo Daime e Ayahuasca

O Santo Daime é uma doutrina religiosa que surgiu em Brasiléia, no Acre, em 1920. O nome “Daime” seria uma referência à expressão “dai-me forças”, presente em muitas orações. Além disso, o fundador da religião é Raimundo Irineu Serra, e ele a desenvolveu depois de tomar o chá de ayahuasca na Amazônia boliviana.

Naquela época, Raimundo visualizou uma mulher durante o ritual, que o instruiu a caminhar durante oito dias pela mata. Após esse período, a figura teria revelado ao homem que era Virgem Maria. Logo, já conseguimos identificar o sincretismo religioso na doutrina, que apresenta elementos do cristianismo.

Mesmo com essa revelação, os primeiros cultos do Santo Daime só foram realizados 10 anos depois de a religião ser fundada. Desde então, duas vezes por mês ocorre um ritual com a ayahuasca. Nele, as pessoas devem vestir branco e azul claro. Em seguida, os homens formam um círculo e as mulheres formam outro.

Para iniciar o ritual, um padrinho coordena as doses que cada pessoa vai tomar, podendo chegar a três doses cada uma. Assim que a bebida é ingerida, os dois grupos realizam meditações, cantam hinos e fazem orações cristãs. Durante esse processo, é comum apresentar um mal-estar físico, que é compreendido como uma limpeza do corpo e da alma.

Apropriação cultural e Ayahuasca

Como vimos anteriormente, a ayahuasca é uma bebida utilizada em rituais religiosos, incluindo o Santo Daime, principalmente por povos amazônicos. Então podemos concordar que esse ritual é um elemento que faz parte da cultura de grupos sociais específicos, certo?

Embora muitas pessoas saibam que nós não devemos fazer o uso recreativo da cultura alheia, ainda é frequente o turismo para a Amazônia cujo único objetivo é consumir a ayahuasca.

ayahuasca
claudiio doenitz / Getty Images / Canva

A maioria destes turistas não têm um conhecimento aprofundado sobre a bebida ou sobre as religiões que a utilizam. Na verdade, eles só querem passar pela experiência de consumir a ayahuasca, por acreditarem que ela pode mudar as vidas deles.

O problema com essa situação está no desrespeito da tradição e na deturpação das informações sobre a ayahuasca. Ela não é uma droga recreativa e não deve ser encarada como tal. Também não é uma forma de obter dinheiro, como pensam os indivíduos que criam retiros para o uso da bebida.

Para Agnes Portalewska, gerente de comunicação da Cultural Survival (grupo sem fins lucrativos que defende os direitos dos povos indígenas), “a ayahuasca é uma prática cultural e espiritual enraizada em culturas específicas, e que não deveria ser comercializada e explorada, mas protegida como uma prática sagrada particular dessas comunidades”.

Você também vai gostar

Portanto, ao estudar sobre a ayahuasca, precisamos considerar o contexto social no qual ela é utilizada e quais são os significados culturais que a bebida apresenta. Dessa maneira, é possível combater os estereótipos sobre o líquido, preservando o verdadeiro significado dele.

A partir das informações apresentadas, compreendemos que a ayahuasca é uma bebida medicinal elaborada a partir de plantas amazônicas, que promove a cura do corpo físico e o contato com forças divinas em rituais específicos. Ainda assim, o líquido traz alguns riscos quando utilizado de forma desmedida. Logo, é melhor deixá-lo para quem sabe como usá-lo.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br