Autoconhecimento

Como as reclamações podem afetar a sua vida

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Desde estudos esotéricos, conhecimentos antigos e crenças populares, todos falam do poder da reclamação. Do poder que ela tem de piorar a sua vida. Se o mundo tem desafios o tempo todo e a vida não para, porque reclamar facilitaria algo para você? Essa observação sobre a reclamação começou a muito tempo atrás, mas hoje até mesmo a ciência começa a fazer estudos sobre o assunto.

Desde a época do antigo Egito já se falava dentro dos círculos de estudos ocultos sobre o poder que a mente tem de alterar a realidade. Os hermetistas estudavam esse fenômeno e defendiam que o universo, além de físico, é sobretudo mental. Dessa forma, tudo o que está na mente pode se manifestar também no mundo físico. Se refletirmos sobre esses estudos herméticos, vamos perceber quantos pensamentos ruins estão em nossa mente e questionar como eles podem estar criando uma realidade que não queremos e, consequentemente, nos dando mais motivos para reclamar.

Nos dias de hoje, o que acontece é que alguns cientistas e pesquisadores começam a encontrar essa relação entre a reclamação, o poder dos pensamentos e a realidade. Steven Parton, um cientista e filósofo norte-americano, estuda exatamente essa questão, de como os nossos pensamentos “reclamões” podem afetar inclusive o nosso organismo.

O pesquisador afirma que pensamentos levam cada vez mais pensamentos semelhantes aparecerem, com maior frequência e agilidade. Parton afirma que “sinapses (responsáveis por transmitir informações de uma célula para outra no cérebro) que disparam juntas, se mantêm juntas”. Em outras palavras, é como se o cérebro criasse uma ponte entre um pensamento e outro, fazendo associações. Dessa forma, quando você tem um pensamento ruim, “reclamão”, ele vai fazer uma ponte para achar cada vez mais outros pensamentos que justifiquem a sua reclamação e trazer mais reclamações ainda.

Por outro lado, se esse efeito das sinapses acontecem para pensamentos não saudáveis, ela também acontece para pensamentos bons e positivos. Por isso, a melhor forma de combater uma inércia mental baseada em pensamentos negativos é exatamente se policiando para ter pensamentos otimistas, construtivos e que o levem a uma postura proativa na vida.

Outro fator importante a ser considerado, é que não basta não reclamar. Ficar perto de pessoas que reclamam também afeta o
nosso cérebro. Ficar exposto a condições onde há muitas reclamações pode
gerar estresse e isso dificulta que você se livre desses pensamentos. A dica para combater tudo isso segundo Parton é: “…se você está sempre reclamando e menospreza o seu próprio poder sobre a realidade, você não pensa que tem o poder de mudar. Assim, você nunca vai mudar”. Lembre-se: você pode mudar a sua realidade, só depende de você. E, para isso, o primeiro passo é parar de reclamar. 


Escrito por Ricardo Sturk da equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]