Saúde Integral

Como ter uma postura correta

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras



O posicionamento de nosso corpo está diretamente relacionado à coluna vertebral, parte responsável pela sustentação e distribuição de peso que nos mantém em pé e nos possibilita realizar movimentos. A boa postura permite que essa parte do corpo continue funcionando bem e não sofra nenhum desvio, mantendo o corpo ereto, com movimentos dinâmicos e sem dor.

Entretanto, não é o que acontece com a maioria das pessoas. Por questão de costume ou situações corriqueiras, temos a tendência de “entregar os pontos” e não nos atentar para o posicionamento de nossa coluna. Diante de tantas preocupações e fatores para os quais direcionamos nosso pensamento, nos esquecemos de dar atenção à maneira como nos posicionamos e distribuímos a força de nossos músculos e ossos.

No dia a dia

O exercício de manter a coluna ereta deveria ser natural, porém, exige algum esforço contra a comum reação de nos curvarmos. Por exemplo: quando sentamos, costumamos colocar os ombros para baixo e concentrar nosso peso nos quadris. O que parece “relaxar” a tensão nas costas está, na verdade, causando um grande dano a sua estrutura, que pode ser viciante e, se constante, irreversível.

Outro comportamento comum é passarmos horas e horas na frente de computadores com a postura descuidada ou olhando para smartphones, posicionando a cabeça para baixo, os ombros também e, novamente, deixando a coluna curvada.

Quando assistimos aulas, palestras ou até mesmo filmes, temos a mesma reação. Ou seja, durante diversas situações de nossa rotina, fazemos com que a coluna fique em posição que, na hora, parece mais confortável, mas pode trazer um grande perigo à sua saúde.

As causas

Esta tendência de curvar-se pode ter diversas motivações. Normalmente, a principal responsável é uma sensação de alívio de tensão imediata, entretanto, também pode ser causada por timidez, vergonha, ou necessidade de proteção. Pode ser causada até mesmo por conta de um espaço físico apertado e desconfortável, que exija contorções e uma bela dobradura na coluna.

As consequências

Além dos danos internos que a má postura pode gerar, há outras consequências devido a ela.

Ao longo do tempo, a constante curvatura produz algumas espécies de “desencaixes” nas partes que a compõem. O desenvolvimento desse problema causa sintomas que podem ser suaves ou mais graves, desde dores rotineiras, tensões e músculos “pinçados” até complicadas hérnias de disco, que só podem ser resolvidas por meio de cirurgias.

A má postura tem ainda outra consequência pouco relacionada à ela e um tanto indesejada: a gordura abdominal. O fato de mantermos a coluna em curva faz com que a gordura da região da barriga fique localizada no abdômen e culotes, acumulando-se. Daí aparecem os pneuzinhos e, junto deles, o descontentamento pessoal.

Pessoas com má postura tem menor confiança em si.

Entra nesse jogo também a autoestima. Esse fenômeno está diretamente conectado à liberação de certos hormônios como a testosterona e o cortisol, associados à linguagem corporal, que é beneficiada com a boa postura. Uma coluna ereta dá sensação de confiança, liderança e conhecimento, já o caminho oposto traz os efeitos contrários.

Como melhorar

Independentemente da causa ou consequência que desfavoreça o nosso corpo, há sempre maneiras para melhorar. Durante o nosso dia, pequenas mudanças que exigem um pouco de atenção podem fazer grande diferença.

Há muitas dúvidas sobre a real postura correta, seguem alguns esclarecimentos e dicas de como melhorar sua postura:

Em pé

Quando estamos em pé, a postura correta da coluna é aquela que alinha todas as vértebras que a compõem. Uma boa maneira de identificá-la é posicionando os ombros para trás sem tensão e sentindo o alinhamento, a cabeça no centro e o peso distribuído por toda as costas e planta dos pés.

Atenção para momentos como: conversas em pé, sem estar apoiado em qualquer superfície, e em situações em que está apoiado, cuidado para não concentrar o peso em apenas uma região da coluna.

Exercício de correção: Encostar em uma parede com toda a superfície das costas, se necessário, flexione um pouco os joelhos para facilitar a posição. Com a palma das mãos para frente, dobrar e elevar os braços formando um “U”. Mantenha-se na posição num período de 2 à 5 minutos. O exercício deve ser feito diariamente, a fim de tornar a posição ereta da coluna um comportamento automático e natural.

Sentado

Sentados, devemos concentrar o peso da coluna no centro do quadril, deixar os ombros eretos, porém, relaxados, sem tensão. O abdômen deve estar “esticado” e a cabeça reta.

Atenção para: sofás, assentos de transporte, cadeiras de computador, cadeiras de cinema e de escritório.

Dicas para correção:

  1. Ajustar a altura da tela do computador, para que não precise se curvar ou baixar a cabeça para enxergá-la
  2. Apoie cotovelos e mãos, evitando que façam “peso” para baixo
  3. Apoie a planta dos pés no chão, distribuindo peso também pela sua superfície
Deitado

Quando dormimos, também há um posicionamento correto para a coluna. Ela deve estar alinhada, e os pontos de curvatura naturais, como o pescoço e o quadril, devem estar confortavelmente apoiados.

Dicas: colocar um travesseiro entre as pernas com a mesma altura do travesseiro em que deita sua cabeça.

Carregando peso

Quando carregamos algum peso, devemos mantê-los sempre próximo a nós, evitando o deslocamento da coluna.

Dicas:

  1. Pesos carregados à frente, como os bebês, devem ser mantidos junto ao peito e com sustentação dos dois braços
  2. Mochilas devem estar grudadas em toda superfície das costas
  3. Mochilas devem estar ajustadas de maneira central, com alças em tamanhos iguais e peso bem distribuído
Cuidados gerais

Dê mais atenção a como posiciona seu corpo em diversas situações, os resultados são visíveis, sensíveis e benéficos. Além da correção de postura, a prática frequente de exercícios físicos e a movimentação dos músculos é muito importante para manter o corpo forte e bem sustentado.

Cuide também de sua alimentação, incluindo alimentos ricos em cálcio, que fortalecem os ossos.

Caso sinta muitas dores nas costas ou grande dificuldade em corrigir sua postura, a busca de um profissional fisioterapeuta é uma boa alternativa.


Texto escrito por Júlia Zayas da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]