Autoconhecimento

Conquiste o mundo

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Poucos de nós sabemos ou notamos, mas somos donos de algo muito, muito poderoso e que pode ser trabalhado de diversas maneiras. Do que estamos falando? Do nosso conjunto corpo e mente!

Estamos no controle de algo incrível mas muitas vezes deixamos passar a chance de explorar todos os seus recursos e possibilidades. Ou seja, vivemos a vida no “deixa acontecer”, ao invés de “ME deixa acontecer”.

Mas o que seria se deixar acontecer? Seria exercer suas vontades, viver sem medo de julgamentos externos, confiar em seu potencial, enfim, entrar no comando.

O que muda

Estar no comando de sua própria vida é tomar conta de sua felicidade.

Quando nos sentimos felizes em alguns momentos muitas vezes eles passam rápido demais, isso se deve ao fato de se tratar de uma felicidade muito superficial, gerada pelo outro.

Diferentemente desta sensação, a verdadeira satisfação interior traz sensação duradoura e benéfica. Quando se conquista o sua própria mente e sentimentos, manipulá-los, no bom sentido, tem resultados a curto e longo prazo, todos consistentes e eficientes para sua vida e seu ser.

Como mudar

Alguns dos passos para iniciar essa exploração e domínio internos são:

  1. Se preocupe menos com a opinião alheia. Faça tudo aquilo que sentir vontade e for capaz sem pensar no que irão dizer. Se algo lhe traz prazer não há nada de errado em fazê-lo.
  2. Não tenha medo de arriscar. Esta preocupação com o que os outros irão dizer nos limita de arriscar novas atividades. Não se deixe levar por possíveis falhas ou julgamentos, é importante e necessário ousar e experimentar coisas novas independentemente do resultado.
  3. Viva o presente. Menos preocupações futuras ou passadas farão com que você aproveite mais e melhor o momento, o agora. A vida corre e nós não percebemos, viver cada segundo não é fácil, porém necessário.
  4. Não baixe a cabeça. Temos a tendência de deixar a peteca cair diante de grandes dificuldades, está aí o momento de controlar seu corpo e mente. Ser sempre grato a tudo aquilo que se tem e colocar em evidência todos os pontos positivos que te fazem ser quem é, é o que deve ser feito neste momento. Esforce-se para se valorizar mesmo quando tudo parece perdido e sem valor.
  5. Vá fundo naquilo que quer. Se seu trabalho lhe cansa, se não aguenta mais, se a relação está desgastante ou se algo lhe incomoda, saia dessa! Ninguém é obrigado a viver o que não gosta de viver, você pode sim criar e obter a sua felicidade! Jogue fora tudo aquilo que te faz mal e renove as energias acreditando em seu poder interior.
O que se vê

shutterstock_284933081Quando se toma coragem para iniciar essa interpretação pessoal, os resultados são incríveis e rápidos. O simples fato de acordar num dia acreditando mais em si e disposto a fazer aquilo que deseja já faz com que o bem-estar surja instantaneamente.

A mente trabalha num fluxo mais intenso e positivo quando tem credibilidade, ou seja, acreditar em si é como combustível para que todas as outras funções corram melhor.

Resultado disso é visto pela nova coragem de viver, que também atrai novas oportunidades e caminhos a serem explorados.

A partir do momento em que experimentar não é mais motivo de temor, tudo fica mais fácil e mais gostos de encarar, e até mesmo chances que antes eram mascaradas por uma personalidade fechada passam a ser mais evidentes.

O relacionamento intersocial também avança. Autoconfiança pode ser identificada nos olhos de quem a tem e isso é, com certeza, um atrativo para aqueles que a cercam.

Identifique-se e atenda às suas vontades. Ser feliz está literalmente dentro de você, o desafio está em interpretar seu corpo e saber responder da melhor forma.


Texto escrito por Júlia Zayas da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]