Saúde Integral

Dia Nacional da Mamografia

Ilustração de Raio-X da mama com escrito Dia Nacional da Mamografia
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Embora as campanhas de conscientização sobre o câncer de mama aconteçam em outubro, é no dia 5 de fevereiro que se comemora o Dia Nacional da Mamografia. Essa data, instituída em 2013 por um projeto de lei de Maria do Rosário, alerta sobre o exame médico que tem como objetivo identificar qualquer tipo de alteração nas mamas de uma mulher.

São essas alterações que podem causar o câncer de mama. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), essa forma da doença é a segunda mais frequente em mulheres, tendo afetado quase 60 mil em 2019. Com a mamografia, é possível identificar alterações antes que o problema se agrave, aumentando as chances de tratamento e de recuperação.

Sendo assim, o Dia Nacional da Mamografia é uma data essencial para informar mulheres de 40 a 69 anos sobre a necessidade de realizarem esse exame anualmente, sobretudo aquelas que apresentam a doença no histórico da família.

Ilustração com os processos do diagnóstico do câncer de mama com escrito "05 de fevereiro"

A mamografia é a forma mais eficaz e segura de diagnosticar o câncer de mama, e o diagnóstico precoce aumenta em 95% as chances de cura. Apesar disso, o INCA apontou que, em 2018, mais de 70% das mulheres brasileiras não realizaram o exame.

Um dos motivos para isso pode ser a desinformação sobre como o procedimento é realizado. No Dia Nacional da Mamografia, uma mulher deve aprender que esse exame pode ser realizado com um mamógrafo convencional ou com um mamógrafo digital.

Mamógrafo é o nome do equipamento que faz a captação de imagens de mama, para que a(o) profissional da saúde responsável pela paciente identifique qualquer problema. Tanto na mamografia convencional quanto na digital, as imagens serão captadas por meio de uma radiografia.

Mamógrafo - Equipamento para raio-x da mama

A diferença entre as duas formas do exame é que, no caso da mamografia digital, por ser mais avançada, as imagens captadas ficam armazenadas digitalmente, podendo ser impressas ou acessadas em consultas futuras. Não há dificuldade para armazenar o exame, como acontece com a forma convencional.

Outra vantagem da mamografia digital é que o diagnóstico é mais preciso, já que, no computador, as imagens podem ser ampliadas e melhoradas. Além disso, os níveis de radiação expelidos durante o exame são menores quanto este é realizado digitalmente.

Independentemente de qual seja o tipo de exame disponível na região mais próxima de onde você mora, quando a mamografia começar você deve ficar em pé, em frente ao mamógrafo. O aparelho irá comprimir cada uma das mamas para obter as imagens.

Ilustração de mulher fazendo raio-x da mama e todos os processos para o diagnóstico
Você também pode gostar

Para algumas mulheres, a mamografia pode ser incômoda. No entanto, é preciso realizá-la para evitar um problema fatal no futuro. Se você quer realizar o exame no Dia Nacional da Mamografia, escolha uma data longe da sua menstruação (quando as mamas não estiverem tão sensíveis), evite passar cremes ou desodorante na região na hora do exame e siga as recomendações do(a) profissional que estiver realizando a mamografia.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]