Convivendo

Dicas para se comunicar melhor. De olho na ortografia.

erros
Rogério Prado
Escrito por Rogério Prado
“Diga-me qualquer coisa e eu te direi quem tu és”. Você já parou para pensar nesta releitura do famoso provérbio popular? Talvez você nunca tenha refletido que a forma como você se comunica revela muito sobre a pessoa que você é.

erros de fala e de escrita que podem te prejudicar em todos os níveis de relação, principalmente no âmbito profissional, quanto no pessoal, pois erros ortográficos e gramaticais acabam sendo compreendidos como sinal de baixa escolaridade, incompetência, desvalorização do processo de escolarização e até mesmo baixa capacidade intelectual.

Por outro lado, praticamente todas as pessoas admiram e se agradam ao ler algo bem escrito ou ouvir uma pessoa que utiliza a Língua Portuguesa com a maestria de um poeta. E isso ocorre mesmo em uma sociedade como a nossa, na qual conhecimento e repertório cultural não são tão valorizados quanto a beleza corporal ou a habilidade futebolística.

erros

Não se preocupe, você não precisa trazer na ponta da língua todas as regras e utilização de crase, ou ser capaz de classificar corretamente todas as orações subordinadas substantivas. O essencial é não cometer erros graves, normalmente originários de generalização de regras gramaticais mal ensinadas no passado.

Exatamente! Não se culpe por cometer deslizes gramaticais. Apenas recentemente as regras gramaticais passaram a ser ensinadas de maneira contextualizada, ou seja, para sua prática social, a partir de situações reais de comunicação oral e escrita. Em outras palavras, antes era apenas uma infinidade de regras para serem decoradas, mas agora são estruturas linguísticas essenciais para a boa comunicação e interação.

E para facilitar a sua vida, comecei a produzir vídeos curtos (porque ninguém suporta textão no Facebook e vídeos longos) com lições práticas e rápidas para melhorar sua comunicação e evitar constrangimentos, ou mesmo te deixar com mais segurança na hora de falar em público.

Linguagem é como vestuário, não adianta trajar-se de maneira elegante e estar despido de um linguajar adequado à situação e que reflita (ao falar e escrever) sua escolaridade e bagagem cultural.

Vamos lá aprender de verdade? Clique nos vídeos e não perca tempo.

Sobre o autor

Rogério Prado

Rogério Prado

Professor Rogério Prado é graduado em Letras, coach sentimental, escritor, poeta, especialista em comportamento, palestrante e produtor do canal do Youtube Vida em Abundância - palavras que transformam tua alma.

E-mail: [email protected]
Telefone/WhatsApp: (44) 99974-7726