Convivendo

Filmes que todo empreendedor precisa assistir

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Dizem que está na moda empreender. Porém, não é apenas o fato de empreender. O que está realmente em alta, hoje em dia, é uma geração de jovens focada em encontrar novas formas de ganhar dinheiro profissionalmente, sem ser nos tradicionais meios de trabalho. São pessoas que buscam de forma incessante ideias novas para transformarem hobbies e gostos pessoais em fontes de renda. Empreender é consequência de toda essa vontade.

Ser empreendedor não é fácil. Para ajudá-lo a entender mais sobre o mundo do empreendedorismo e de tudo o que é necessário para manter-se forte no meio, segue uma seleção de filmes que você precisa assistir. Você vai encontrar inspiração, dicas, ideias e muito conhecimento. Aproveite!

Jogada de Gênio (2008)

O filme conta a história de Robert Kearns, jovem engenheiro sempre em busca de uma ideia nova. Na década de 60, Kearns inventou o limpador de para-brisa intermitente que, é claro, tentava vender. Mas, as montadoras de automóveis da época ignoravam Robert. Com o tempo, Robert lutou pela patente da sua criação, para ganhar o reconhecimento pela ideia e o lucro pelas vendas.

Porém, o jovem fica tão focado em ganhar a briga judicial pela patente do para-brisa que acaba esquecendo-se de dar atenção aos outros segmentos de sua vida, o que o afasta de sua família – Robert é casado e tem filhos.

No campo do empreendedorismo, o filme traz diversas lições, sobre como não desistir de uma ideia, como, quando e para quem tentar vendê-la, a importância do reconhecimento para o empreendedor, além de falar sobre a relação do trabalho e vida pessoal.

O sucesso a qualquer preço (1992)

O que você faria se estivesse disputando um prêmio valioso no escritório em que trabalha? Funciona assim: quem for o campeão de vendas no próximo mês irá ganhar um Cadillac (para 1992, é um ótimo carro); quem ficar em segundo lugar, ganha um jogo de facas muito bonito. E quem ficar em terceiro lugar ganha… a demissão. Isso mesmo.

E esse concurso foi feito em um escritório imobiliário em Chicago e, em tempos de poucas vendas, os vendedores Shelley Levene, Dave Moss e Rick Roma ficam focados em não perder o emprego. O filme dá grandes lições sobre ambição, falta de ética, corrupção, ganância, foco, comprometimento e honestidade (e a falta dela).

À Procura da Felicidade (2006)

À Procura da Felicidade é um dos filmes mais famosos da primeira década dos anos 2000. Tendo como protagonista Will Smith, que vive a pele de Christopher Gardner, o filme inspira até mesmo aqueles que são famosos por “terem um coração de pedra” – é realmente impossível não se emocionar com a história (verídica) vivida por Gardner. É inspiradora a forma como ele dá a volta por cima de todos os problemas.

Christopher era vendedor, casado e pai de um filho. Tudo ia bem até que as vendas simplesmente estagnaram. Depois de ser abandonado pela mulher, perder todo o dinheiro que tinha, ser despejado e passar a noite no banheiro de uma estação de metrô, Christopher se torna um multimilionário pelo esforço de seu trabalho.

A Rede Social (2010)

Não importa em qual país do globo terrestre você esteja. Com certeza, você conhece alguém que tem conta no Facebook. Mais do que isso, você conhece alguém literalmente viciado nessa ferramenta de socialização. E o filme A Rede Social conta exatamente a história do criador do Face.

Mark Zuckerberg estava sentado na frente do computador em uma noite de 2003 quando, de repente, começou a trabalhar em uma nova ideia que havia tido. Seis anos mais tarde, o analista de sistema graduado em Harvard já havia se tornado o mais jovem bilionário da história graças a sua ideia, o Facebook.

Walt Antes do Mickey (2014)

Walt Antes do Mickey conta a história daquele que pode ser considerado talvez o maior empreendedor de todos os tempos, Walt Disney. O filme retrata os primeiros anos da carreira de Walt, como desenhista. Também mostra todos os desafios que ele precisou enfrentar, inclusive durante a criação do Mickey Mouse.

Walt teve em sua vida diversos momentos em que o empreendedorismo estava presente. É claro que ele foi empreendedor por toda a vida, mas durante certos momentos o empreendedorismo esteve ainda mais forte, principalmente durante a criação e lançamento de seus principais desenhos e produtos.
O empreendedorismo não é fácil. Mesmo depois que se alcança alta performance, é preciso continuar trabalhando muito para manter-se no topo, e sempre crescendo mais. É preciso ter em mente que novos empreendedores surgem todos os dias, com ideias frescas e muita sede de conhecimento e de ação. Por isso é necessário sempre renovar suas inspirações e vontades de trabalhar!


Escrito por Giovanna Frugis da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]