Empoderamento Feminino Sagrado Feminino

Poema feminista — As flores do feminismo

Mulheres de lingerie de costas olhando para trás com fundo amarelo
Carlos de Campos
Escrito por Carlos de Campos

Os dentes a ranger
Alguém abusa da confiança
É a ilusão que vai me sufocando
Perco o sentido da vida.

Ao menos me permita chorar até o dia clarear
E minha face testemunhará
Que na solidão encontro ajuda para superar
O grito silencioso
A sociedade não faz questão de dar a devida atenção.

Com quanta desilusão se enche minha alma
É falta de amor ou de sorte?
Os homens já não sabem respeitar
O amor e carinho que por ele foi nutrido.

Minutos que levam horas e horas
No calor de uma simples discordância
Minutos que comprovadamente são eternos
Quando estamos levando tapas.

Silhueta de mulher com cabelos presos de perfil em fundo escuro
Foto de Molly Belle via Unsplash

As montanhas por um momento me seduziram
Olhando para minha desolada realidade
Em meio a um pensamento eu me aconchego
Isso, nunca mais!

Por ti, mulher
Confesso que tenho medo das consequências
Embora eu afirme:
O homem é o traidor dessa relação.

Com responsabilidade nos libertaremos
De toda e qualquer subversão
Lutar! Lutar! Lutar!
Contra as tantas propostas de nos desqualificar.

Mulher de lhos fechados sentindo o vento no rosto vista de baixo com céu azul ao fundo
Foto por Nappy via Pexels

Mulher de beleza mitificada
Sem direito e explorada
Vive buscando o empoderamento
Perseguida e muitas vezes humilhada.

Mulher que defende seus direitos incessantemente
Com independência manifesta-se
Pela igualdade
Justiça diante de tanta violência contra ela.

Diversidade de mulheres unidas sorrindo
Foto po Mentatdgt via Pexels

Mulheres, uni-vos!
É preciso unidade pelo feminismo
Para que suas vozes sejam sempre ouvidas
Não permitam o retrocesso.

Mulher que se pertence
Não permite ser tratada como objeto de consumo
Respeito é sua prioridade
Não pode mais continuar a temer.

Mulher amamentando filho com olhos fechados e com fundo preto
Foto por Anna Shvets via Pexels

Mulher, é tua essa luta!
Libertação de toda opressão física e psicológica
Conquista de reconhecimento
Vão! Lutem juntas por vossos direitos.

Você também pode gostar

A revolução feminina passa pela generosidade
É nossa a vitória de ontem, de hoje e das que vierem amanhã
O rosto feminino impresso no seio de uma sociedade patriarcal
Estará num simples e tranquilo caminhar pelas ruas.

Carlos de Campos

Sobre o autor

Carlos de Campos

Carlos de Campos

Quem é Carlos de Campos?

Era uma vez um poeta, filósofo e teólogo
Era ele avesso a trivialidades.
Vivia refletindo sobre a vida com sua poesia.

Costumava questionar
Toda sombra instalada
Organizando as ideias
Sua poesia gritava.

Era de se admirar!
Entre sinuosas linhas, focando o autoconhecimento
Sua mensagem auxiliava.

O poeta era ligeiro
E nada o constrangia
Com a força da palavra
Muitos versos nos trazia
Na voz um canto festivo
No peito uma euforia
De chegar ao equilíbrio no convívio do dia a dia.

Contatos:
Email: [email protected]
Facebook: Carlos Campos Júnior
Página do Facebook: @resistircompoesia
Pictame: @omestrepoetico/