Autoconhecimento Coaching Empoderamento Feminino

Isso não é coisa da sua idade!

mulheres maduras
Ludmilla Torres
Escrito por Ludmilla Torres

Semana passada eu passei na minha mãe como de costume. Estava ouvindo Justin Bieber e cantando com meu inglês “maravilhoso”, enquanto esperava alguém abrir o portão para mim. Eis que chega o meu irmão e ao ouvir o som me fala de uma forma muito simpática e irônica: “Lud, você não acha que já passou do tempo de você ouvir Justin Bieber?”.

Alguém me ajuda e explica para ele que não existe idade para nada? Que estamos aqui nesta dimensão onde podemos experimentar todas as deliciosas experiências que nos interessa e sermos felizes? Que certo ou errado é questão de ponto de vista e que Deus deu uma vida para cada um e sabe por quê? Para cada um cuidar da sua!

Logicamente, meu irmão falou brincando, porque ele não perderia a oportunidade de dar uma alfinetada. Ele adora, desde sempre, fazer isso. Mas quantas vezes não ouvimos ou até falamos coisas do tipo? Eu mesma falava que aproveitaria meus cabelos compridos até chegar nos 30 e depois cortaria porque já não combinaria mais! E hoje, com 40, ainda “me acho” de “cabelão”.

A pergunta é: Como você se sente bem?

Faça a sua vontade. A beleza vem de dentro para fora. Quantas pessoas têm uma luz própria tão forte que acabam ficando muito mais bonitas do que já são? Elas estão felizes consigo mesmas e, assim, emanam energia boa por onde passam. Aquele tipo de pessoa que queremos sempre ter por perto.

Mulher branca com cabelos longos e castanhos, usando blusa branca, com os olhos fechados.
Anastasiya Lobanovskaya / Pexels

Uma outra vez meu irmão brincou comigo: “Lud, você vai ser aquela mulher que engana todos. De costa vai ser um arraso com esse cabelo loiro e quando vira, aquele maracujá de gaveta”. Rimos muito e falei: “vou mesmo!”.

Se aceitar é o primeiro passo para elevar a sua autoestima. Faça por si mesmo(a), afinal de contas, quem convive com você a maior parte do tempo é você mesmo(a)!

Empoderamento feminino e a idade

Empoderamento feminino é uma forma de pensar e de viver que considera que as mulheres devem ocupar diferentes espaços na sociedade, e que elas são livres para se expressarem como se sentirem à vontade. Uma mulher empoderada, então, é aquela que aplica esse conceito no cotidiano, vivendo de acordo com os próprios desejos e motivando outras mulheres a viverem assim também.

O maior desafio para incorporar o empoderamento feminino é enfrentar a pressão que a sociedade exerce sobre as mulheres. Não é fácil simplesmente agir com autonomia, vestir o que queremos e fazer o que queremos quando temos consciência de que a sociedade irá nos julgar e nos excluir por isso. Esse fenômeno pode ser observado em mulheres que estão envelhecendo e não perderam as vontades da juventude.

Você também pode gostar

A sociedade dissemina a ideia de que a partir dos 50 anos uma mulher não tem mais o que oferecer. Ela não terá a beleza de quando era jovem, não será atraente para os homens e não poderá ter filhos. Todas essas características são entendidas como a essência de uma mulher, mas isso não condiz com a realidade. Em todas as fases da vida as mulheres têm algo a oferecer, porque elas são muito mais do que os padrões de beleza e de comportamento.

Com o empoderamento feminino, as mulheres são capazes de entender que elas não existem para agradar outras pessoas ou para seguir as regras criadas pelo patriarcado. Elas são donas de si, sujeitas de suas histórias e livres para fazerem aquilo que tiverem vontade, independentemente dos julgamentos alheios, que sempre irão existir.

Uma mulher adulta ou idosa pode não manter a beleza que tinha na juventude, porque a beleza se transforma. As rugas, as cicatrizes e as manchas contam histórias, e traduzem o privilégio de envelhecer com saúde e vencer a morte. Além disso, tudo que aprendem ao longo da vida são conhecimentos a serem compartilhados, e a cada ano sabem mais sobre a vida, sobre a sociedade e sobre si.

Mulher branca de cabelos curtos e loiros, no meio da areia, com os braços levantados.
Brooke Cagle / Unsplash

Por mais que seja difícil ignorar a opinião alheia e as pressões da sociedade, é importante que as mulheres entendam que elas têm o direito de existir. E isso inclui envelhecer fisicamente e amadurecer mentalmente, mas não significa que elas devem cumprir aquilo que esperam delas em cada faixa etária. Nunca se deixe influenciar pelo que os outros pensam que você deveria fazer com a sua vida, afinal, ela é só sua!

E eu sigo assim, cabelos longos, bem-humorada e ouvindo Justin. E você? Me conta!

Sobre o autor

Ludmilla Torres

Ludmilla Torres

Positive & Business Coaching

Sócia/Diretora na empresa Harmonia Consultoria e Assessoria em Pessoas, com especialização em Positive Coaching e Business Coaching, por meio de metodologias cientificamente validadas pela Sociedade Brasileira de Coaching.

Engenheira Química formada pela Faculdades Oswaldo Cruz, atuou em empresas no ramo de plásticos na área laboratorial, como gerente no segmento de alta renda no setor financeiro, foi sócia proprietária de uma loja de acessórios femininos e sócia proprietária da Empresa Harmonia Consultoria e Assessoria em Pessoas Ltda. Certificada em Personal & Professional Coaching, Positive Coaching e Business Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching.

Certificada pelo ThetaHealing Institute of Knowledge que é uma técnica que ensina a identificar e mudar crenças, sentimentos e padrões bloqueadores, criando imediatamente uma nova realidade para a vida. Conhecimentos que geram resultados maximizados em comportamentos, para uma atuação eficaz com Business, Positive e Executive Coaching.

Contatos:

Email: [email protected]
Telefone (11) 4427-9604 | Celular (11) 99971-7868