Autoconhecimento PSYCH-K®

Gotinha de despertar para a prosperidade

hand watering plants growing in sequence of seed germination on soil, evolution concept
Karla Ramonda
Escrito por Karla Ramonda

Gostamos muito quando as perguntas já chegam acompanhadas de respostas prontas. Eu gosto. Porém, quando ficamos apenas com as perguntas para exercitarmos a reflexão, há outra dinâmica ali, talvez mais rica e com potencial transformador diferenciado. E pensando assim, resolvi questionar sobre as suas crenças a respeito da prosperidade.

O que é prosperidade para você?

Concorda que quando temos saúde e quando reconhecemos a qualidade do que temos, isso pode ser prosperidade? E que sem reconhecimento não podemos ser gratos?

A não gratidão confirma, legitima um estado de carência.

Onde está seu foco (com base nesses conteúdos internos de insatisfação) é o que se leva de bagagem na interação com o entorno. A pessoa irá desenvolver a própria realidade com base nas carências. Deste modo, um bem viver não se sustenta, mesmo que se tenha muitas posses materiais. Podemos ter todo o dinheiro do mundo e não sermos prósperos porque a qualidade interna de nossos valores em relação a nós mesmos e em relação à vida pode estar comprometida.

Como?

Talvez não nos sintamos dignos e tampouco merecedores do melhor; não nos sintamos livres, capazes e produtivos (sobretudo de maneira inconsciente, o que impede de sabermos o que está travando a nossa expansão na vida e para a vida).

Trabalho e profissão

Sente que há uma briga interna cada vez que tem que se dirigir a seu emprego ou atividade remunerada?

Percebe que, mesmo diante de tantos esforços e dedicação não sente fluir reconhecimento e retornos compatíveis entre o dar e receber?

E quando o volume de atividade é intensa e você está no seu limite?

Geralmente, quem tem a crença de que somente com trabalho árduo, sofrido “é que consegue alguma coisa nesta vida”, acaba por comprometer a beleza da caminhada rumo à meta final. Herdamos valores familiares e da sociedade de que há nobreza em ser mártir, servidor competente. Legitimamos a ideia de que o trabalho árduo dignifica.

Queremos sempre nos superar porque alguém aí disseminou a ideia de que não podemos parar, de que a melhor produtividade provém de pessoas melhores.

Quando pararemos de comprar ideias que nos transformam ainda mais em escravinhos?

Um amigo meu costumava dizer: “O trabalho dignifica, mas cansa”, rs.

Não precisamos nos sentir eternamente em menos-valia entre o que damos e recebemos, habitualmente mais em direção ao sacrifício do que à gratificação e ao prazer.

Hand Covering Flowers At The Garden With Sunlight

Como pode ser?

Há também a experiência bacana de quando o volume ou a quantidade de trabalho aumenta e isso nos parecer gratificante, mais fácil e até mais rentável.

Essas experiências podem ser mais comuns a partir do momento em que você harmonizar, equilibrar ou reprogramar padrões limitantes internos quanto ao trabalho, o dinheiro e à vida. Assim, uma nova postura interna irá emergir na interação com o seu meio de forma mais equilibrada e próspera.

Por meio de reflexões podemos começar a descobrir mais a nosso respeito e, consequentemente, a respeito da nossa relação com a prosperidade.

Ou continuaremos a responsabilizar apenas o sistema político e econômico?

Só muda se você mudar. Ajudo você nisso. Já comecei comigo.

Sobre o autor

Karla Ramonda

Karla Ramonda

Meu nome é Karla Ramonda e atendo como facilitadora de três distintas abordagens para a sua saúde psicológica (mental e emocional), além de complementar o trabalho orientando na utilização da terapia vibracional para melhor resolutividade das técnicas que aplico, podendo melhorar, inclusive, a sua saúde física.

Meus clientes são empresários, profissionais liberais, concurseiros, esportistas, funcionários públicos, donas de casa, adolescentes, enfim, quaisquer pessoas que queiram alcançar harmonia, resoluções e/ou resultados positivos relacionados à saúde emocional, mental, espiritual e um satisfatório desempenho intelectual e até físico; ou também resultados relacionados à prosperidade, competições de todo tipo, estresse, fobias, traumas, dificuldades de estudo, em processos de perda, bloqueios, de comunicação, entre outras limitações ou desconfortos, sejam provenientes de crenças autossabotadoras e autolimitantes ou das experiências de vida em geral, conscientes e inconscientes.

* Trabalho com adolescentes a partir dos 12 anos que possam apresentar dificuldades escolares e de autoestima (problemas emocionais em geral). Não atendo crianças.

Experiências e qualificações

Extensão Acadêmica em Sistema Floral Vibracional (Prática Integrativa e Complementar em Saúde) pela Escola Internacional de Desenvolvimento/EID. Chancelada pelo MEC.

Curso Básico de Introdução à Terapia Floral, certificado pelo Grupo Fisioquântic e Fisioschool.

Praticante/facilitadora credenciada de EMF Balancing Technique® (Eletro Magnetic Field Balancing Technique®) – Técnica de Equilíbrio do Campo Eletromagnético – Fases I a IV.

Constelação Sistêmica para atendimento individual com abordagem fenomenológica das Novas Constelações.

Practitioner em Programação Neurolinguística, pelo Instituto de Neurolinguística Aplicada – INAp/Rio, com certificação internacional pela World NLP Council.

Facilitadora profissional de PSYCH-K®, certificada pelo PSYCH-K® Centre International, Colorado/EUA.

Iniciada em Reiki (Sistema do dr. Mikao Usui), nível III - A.

Extensão em Psicologia Corporal Reichiana. Centro Reichiano.

Especialização em Gestão de Marketing nas Organizações.

Jornalista graduada pela Universidade São Judas, São Paulo/SP.

Contatos:

Email: contato@karlaramonda.com.br /
Site: karlaramonda.com