Comportamento Convivendo

História do Halloween: aprofunde-se no dia mais assustador do ano!

Imagem de uma cabeça de abóbora decorada em e disposta sobre um gramado com folhas de outono. Ela está decorando o jardim para celebrar o dia de Halloween.
Sofie Zbořilová / Pixabay
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você tem medo de bruxas? Essas figuras são representadas de forma assustadora na maioria das produções artísticas que vemos, assim como todos os outros monstros. Fantasmas, vampiros, lobisomens e zumbis são criaturas que a maioria das pessoas quer evitar. Porém, se você sabe o que é Halloween, já entendeu que pode ser muito divertido se fantasiar como esses seres em um dia do ano e aterrorizar a todos.

No dia 31 de outubro, nos Estados Unidos da América, comemora-se o Halloween, Dia das Bruxas, como é traduzido para o português. Essa festa também é celebrada em outros países, principalmente nos que falam a língua inglesa, embora seja mais marcante e tradicional entre os estadunidenses.

Há uma série de filmes que representa essa data do ano (“Abracadabra”, por exemplo), mas você deve conhecê-la principalmente pela frase “gostosuras ou travessuras?”. As crianças, fantasiadas, saem de suas casas e caminham pelo bairro pedindo doces nas portas dos vizinhos. Eles têm a opção de fazer esse agrado ou de receber uma surpresa nem um pouco desejada. É evidente que a maioria opta por distribuir doces!

Agora que você já tem um panorama geral de como o Halloween é celebrado, aprenda um pouco mais sobre como essa festa surgiu e como ela é comemorada no nosso país, todos os anos! Escolha sua melhor fantasia e se prepare para surpreender o seu círculo social com todo o seu conhecimento!

A origem do Halloween

As primeiras celebrações que seriam entendidas como Halloween começaram há cerca de três mil anos. O povo celta era responsável pela festa, visto que eles cultuavam inúmeros deuses relacionados à natureza e aos animais. Diferentemente do que se imagina, eles não cultuavam demônios ou seres das trevas, ainda que a Igreja Católica acreditasse nisso.

Chamada de Samhain, a festa de Halloween da antiguidade durava três dias, começando em 31 de outubro. Durante esse tempo, comemorava-se o início de um novo ano celta, que começava em 1º de novembro. Existia uma crença de que nessa época os maus espíritos iriam se apossar dos corpos dos vivos. Então as fantasias monstruosas e os adornos aterrorizantes seriam uma maneira de afastá-los.

No entanto, durante a Idade Média, esse tipo de celebração passou a ser condenado pela Igreja Católica, que havia começado uma perseguição de pessoas que não praticavam o catolicismo e que acreditavam em muitos deuses, como os povos celtas. Para a Igreja, essas pessoas eram bruxas e deveriam ser exterminadas por estarem supostamente atraindo demônios para a Terra.

Imagem de uma fachada residencial com uma porta bem grande e toda decorada para a festa de Halloween.
Michelle Maria / Pixabay

A partir dessa perseguição, a festa passou a ser entendida como o Dia das Bruxas. Para combatê-la, a Igreja Católica definiu que 1º de novembro seria o Dia de Todos os Santos, antes celebrado em 13 de maio. A nova data era como uma indicação de que as figuras católicas, que representavam o bem, poderiam triunfar sobre o mal, representado pelas figuras pagãs.

Assim, o conhecido Dia das Bruxas, também chamado de Samhain, trocou de nome. Juntando as palavras “hallow”, que significa “santo” em inglês, e “eve”, que significa “véspera” nesse idioma, foi possível criar o nome Halloween. Ou seja, o dia que antecede o Dia de Todos os Santos.

Com a colonização inglesa pelo mundo, a tradição do Halloween foi levada para muitos países ao redor do globo, incluindo os Estados Unidos da América. Então, novos símbolos foram incorporados a essa celebração. A seguir, conheça alguns deles!

Qual o significado da festa de Halloween?

A festa de Halloween surgiu como uma celebração da chegada do inverno e do início do ano celta, mas atualmente ela tem sido entendida como uma maneira de se divertir com fantasias aterrorizantes e doces saborosos. De qualquer forma, existem alguns símbolos de Halloween que estão sempre presentes na festa e que despertam muita curiosidade. Veja quais são!

As cores mais presentes na festa são o laranja e o preto. Por ser uma festa que ocorre no final do outono, observa-se que as folhas que cobrem o chão apresentam uma coloração alaranjada, enquanto os dias se tornam mais escuros pela chegada do inverno. Então, as duas cores simbolizam as estações do ano que são contempladas pela festa.

A lanterna de abóbora, que é muito tradicional nos Estados Unidos da América, também traz uma história interessante. Conhecida como Jack da Lanterna, a abóbora esculpida e iluminada refere-se a um homem que, ao morrer, conseguiu escapar do inverno. Porém, ele não foi aceito no céu, o que fez com que ele ficasse vagando pela Terra com a sua lanterna.

Imagem de três abóboras decoradas e iluminadas para enfeitar a comemoração do dia de halloween.
Robert Davis / Pixabay

No início, a lanterna era feita com nabos, mas na época do Halloween as abóboras nascem em grande quantidade nos EUA, o que favoreceu essa troca. É possível incorporar inúmeros desenhos, caretas e símbolos na hora de esculpir a abóbora, desde que o interior dela seja removido. É comum que acrescentem uma vela dentro dela, para criar aquela iluminação assombrosa.

Teias de aranha, caveiras, morcegos, partes do corpo humano ensanguentadas e personagens macabros também estão presentes nessa festa do terror. O mais importante é ter consciência de que todas as representações monstruosas são apenas representações, que não podem e não devem machucar ninguém!

Como se comemora o Halloween no Brasil?

No Brasil, o Halloween ganhou um nome diferente. Em 2003, uma lei foi criada determinando que essa data festiva seria o Dia do Saci, em um esforço para valorizar o folclore nacional em um momento do ano que celebra os seres místicos. Apesar disso, a comemoração não é tão marcante no país.

Escolas de inglês, no entanto, aproveitam o Halloween para organizar eventos temáticos nos quais as crianças podem se fantasiar e saborear doces diferentes, falando em inglês. É comum que em condomínios as crianças saiam fantasiadas para pedir doces aos vizinhos, mas essa prática não é tão popular.

Imagem de um prato branco de porcelana repleto de doces decorados com aranhas e outros tipos de insetos para serem servidos no dia do Halloween.
PublicDomainPictures / Pixabay

Para um público mais adulto, festas à fantasia aterrorizantes são comuns. Normalmente, as pessoas escolhem personagens que causam medo para ir a baladas ou a festas particulares, vivendo a chance de incorporar um visual completamente diferente do usual e surpreendendo a todos.

Você também pode gostar

O Halloween, Dia das Bruxas ou Dia do Saci é uma festa que celebra o terror, mas que deve ser cheia de alegria, de positividade e de diversão. Não tenha medo das caracterizações, porque é tudo de mentirinha. Permita que as crianças façam a festa, comam muitos doces e aprendam um pouco mais sobre a origem dessa data tão marcante no ano!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]