Convivendo

Inspire-se com diversas ideias para comemorar o Dia das Bruxas

Com certeza você conhece o Dia das Bruxas, não é? No mínimo já ouviu falar. É praticamente impossível não ter esbarrado com alguma alusão à comemoração. Até porque a data é celebrada em vários lugares do mundo, além de ser referenciada em diversas obras famosas da cultura pop, sendo até nome de franquia cinematográfica.

O Halloween, como é chamado originalmente, é um festejo popular celebrado no dia 31 de outubro, principalmente nos países anglófonos do Hemisfério Norte. Atualmente, ele é muito comemorado por crianças, que saem à noite usando fantasias ligadas ao universo do gênero terror, para pedir doces nas residências.

Você sabia que o Halloween tem origem na antiga cultura celta? Pois é, a data não é coisa nova e há muita história por trás do Dia das Bruxas. E por mais que ele não seja comemorado oficialmente aqui no Brasil, todos somos familiares a esse dia. Conheça mais sobre a data com o artigo que preparamos para você!

Quando é comemorado o Dia das Bruxas?

E você já sabia a data do Dia das Bruxas? Cuidado para não confundir com dias folclóricos daqui do Brasil, hein? São coisas diferentes. Tradicionalmente, o Dia das Bruxas é comemorado no dia 31 de outubro. A data tem raízes cristãs, por ser véspera do Dia de Todos os Santos (1 de novembro), que, por sua vez, é a véspera do Dia de Finados (2 de novembro).

O festejo é celebrado em diversos países do globo. Diferentemente de outros feriados e celebrações populares que sofreram modificações nas suas datas, o Dia das Bruxas é cultuado desde às suas origens neste mesmo dia, pois marca a chegada do inverno no Hemisfério Norte.

Abóboras adornadas e esculpidas à moda do Dia das Bruxas.
JillWellington / pixabay

Origem da data

O Dia das Bruxas tem origens muito antigas, tão antigas que existem várias versões que explicam o início da comemoração como vemos hoje. Mas antes de entender sobre a versão mais moderna, é interessante voltar um pouquinho no tempo. Um pouquinho não, muitos anos: cerca de 2.500 anos.

Historiadores afirmam que, por volta do século V a.C., os antigos povos celtas, habitantes do que hoje conhecemos como Europa Central, realizavam uma grande festa anual chamada Samhaim. A data marcava o ano novo e a chegada do inverno.

Significado do Dia das Bruxas

Só que essa celebração era um verdadeiro festão e eles comemoravam durante três dias. O principal intuito do Samhaim era estabelecer uma ligação entre os mundos dos vivos e dos mortos. Como os celtas acreditavam no poder que os mortos tinham no mundo dos vivos, eles se protegiam com vários símbolos: muitos deles sobreviveram ao tempo e hoje simbolizam o Dia das Bruxas, como a abóbora e a mistura de laranja com preto.

Mas foi só muitos séculos depois, mais ou menos uns 10, que a data ficou conhecida como Dia das Bruxas. Durante a Idade Média, a Igreja Católica definiu a celebração como uma festa pagã e herege. Sendo assim, quem participasse seria perseguido e condenado!

Com o passar dos anos, a Igreja Católica foi incorporando elementos de cultos pagãos para as suas matrizes canônicas. Não foi diferente com o caso do Dia das Bruxas. O Dia de Todos os Santos foi passado para 1º de novembro, justamente o segundo dia da celebração celta. Sendo assim, o Dia das Bruxas passou a ser chamado de “All Hallw’s Eve”, que significa “véspera do Dia de Todos os Santos”. Depois, o termo foi modificado para “Halloween”.

A partir da incorporação cristã, vários elementos foram surgindo e se tornando clássicos ao longo dos anos. A tradição de ir para as ruas vestindo fantasia e pedindo “doces ou travessuras” vem da Irlanda, quando um homem, em 1910, liderava uma procissão e pedia oferendas para os agricultores. Quem não desse era amaldiçoado pelos demônios.

Por que no Brasil não se comemora o Halloween?

Apesar de não fazer parte do calendário oficial de feriados e celebrações no Brasil, o Dia das Bruxas é geralmente lembrado em eventos de cultura pop, festas e baladas, escolas e demais grupos voltados para o público infantil.

Crianças fantasiadas. Uma delas está dentro de uma abóbora de halloween.
Choreograph de Getty Images / Canva

É possível dizer que, por aqui, a data assume um caráter mais mercadológico, adotando forte influência da cultura pop norte-americana. Quem é que nunca viu um filme de terror que se passa durante a noite de Halloween?

Talvez, o que mais se aproxime do Halloween por aqui seja o Dia do Folclore Brasileiro, celebrado em 22 de agosto, por causa da variedade de lendas, monstros e demais entidades de origem espiritual que são relembradas durante essa data.

Como comemorar a data?

Apesar de não ser oficialmente comemorado aqui em terras tupiniquins, o Dia das Bruxas pode ser lembrado por você e por seus amigos. Se você não quer deixar a data passar em branco, se liga nessas dicas de comemoração que você pode adotar com muita diversão e criatividade.

Assista a filmes sobre o Dia das Bruxas

Duas garotas assustadas assistindo um filme.
EdvanKun de EnryKun / Canva

O cinema de terror é um dos mais populares do mundo. Seja no Brasil, com Zé do Caixão, ou nos Estados Unidos, com Michael Myers, os filmes que arrancam gritos estão entre os melhores e mais divertidos. Uma boa opção para celebrar o Dia das Bruxas é juntar sua galera e ver um bom filme de terror, especialmente se for um que se passa durante o próprio dia. Se liga em algumas dicas.

“Halloween” (EUA, 1978, dir. John Carpenter) — Disponível na Netflix e no Prime Video

O pai dos filmes de slasher, “Halloween” é a primeira vez em que vemos o cruel assassino Michael Myers. O filme se passa durante a noite de Halloween, quando Myers invade uma cidade pequena nos Estados Unidos e comete uma série de assassinatos. É considerado um dos melhores filmes do diretor John Carpenter, mestre do cinema de horror.

“À meia-noite levarei sua alma” (BRA, 1964, dir. José Mojica Marins) — Disponível no Globoplay

Grande clássico do cinema nacional e do cinema de terror, o filme é uma das grandes produções de José Mojica Marins, mais conhecido como Zé do Caixão! Com certeza você já ouviu falar dessa grande figura, não é?

“O Exorcista” (EUA, 1973, dir. William Friedkin) — Disponível no HBO Max

Considerado por muitos o filme mais assustador de todos, “O Exorcista” acompanha todo o martírio de um padre que tenta exorcizar uma adolescente que está com um espírito antigo e maléfico no corpo.

“A Mosca” (EUA, 1986, dir. David Cronenberg) — Disponível no Star+

Um dos filmes mais esquisitos e nojentos dos anos oitenta, “A Mosca” mostra a história de um cientista que sofre um acidente durante um experimento e vai se tornando uma criatura metade humana, metade mosca.

“A Bruxa” (EUA, 2015, dir. Robert Eggers) — Disponível na Netflix, Prime Video e Globoplay

“A Bruxa” é um dos filmes mais assustadores dos últimos anos. Como se passa durante a Idade Média, pode ser uma boa experiência para o Dia das Bruxas. Com um tom muito sério e horripilante, mostra os efeitos que uma bruxa causa numa família de camponeses que moram no meio do nada.

“Suspiria” (ITA, 1977, dir. Dario Argento) — Disponível no Prime Video

“Suspiria” é um dos filmes mais eletrizantes e estilizados do gênero. O filme acompanha uma jovem que entra num internato para bailarinas. Mal sabe ela que ali se esconde um complô cheio de bruxas de centenas de anos. O maior filme do giallo, gênero de terror do cinema italiano.

Faça uma decoração de Halloween

Uma decoração de Dia das Bruxas. Vê-se, nesta, uma vela ilustrada com uma abóbora e um crânio humano.
daliloveart de Getty Images / Canva

Essa é uma dica que pode ser complementar à anterior. Imagine quão divertido pode ser essa sessão de cinema com os amigos se você decorar a sua casa toda com o tema do Dia das Bruxas? Então se inspire em algumas ideias.

Utilize iluminação à luz de velas e apague as lâmpadas. Além de combinar com o clima do cinema, remete ao período noturno (quando se passa a maior parte dos festejos de halloween). Também é possível fazer uma associação com as velas deixadas em homenagem aos mortos. Sua casa vai com um clima antigo de casa assombrada.

Outra dica criativa para decoração é o uso de morcegos de papelão (ou outro tipo de papel mais duro), espalhados pela casa, principalmente no telhado e nas partes de cima das paredes. Para incrementar esse clima de terror, você pode inserir teias de aranha do mesmo material ou feitas de com linhas e algodão, para abusar do realismo.

Não esqueça das abóboras (melhor ainda se forem reais) e de bebidas da cor vermelha (sucos, licores, vinhos) para remeter ao sangue bebido pelos vampiros. Espalhe vassouras pela casa — melhor ainda se forem antigas. Pegue aqueles livros antigos da sua estante e espalhe pela casa. Um clima de mansão mal-assombrada é bem-vindo.

Crie receitas inspiradas no Dia das Bruxas

Marshmallows no espeto de temática do Dia das Bruxas.
Al Gonzalez de Getty Images / Canva

A grande frase já diz “doces ou travessuras”! Um bom Dia das Bruxas deve ser recheado de receitas inventivas e criativas, que te façam lembrar das histórias macabras e que sejam muito saborosas. Confira essas opções!

Múmias de maçã

Ingredientes:

  • 3 maçãs vermelhas;
  • 3 maçãs verde;
  • 12 gotas de chocolate.

Como fazer:

Separe cada maçã e vá retirando a casca de maneira alternada, de modo que fique semelhante a uma faixa enrolada. Logo após fazer isso com todas as frutas, separe as gotas de chocolate e coloque como olhinhos da melhor forma possível. Agora é compor a sua mesa de guloseimas e esperar os convidados.

Coquetel das bruxas

Ingredientes:

  • 250g de morango;
  • 1 xícara de chá de mirtilo;
  • 100g de polpa de frutas vermelhas;
  • 100ml de refrigerante sabor limão;
  • 100ml de xarope de groselha;
  • 3 colheres de sopa de açúcar;
  • 6 pedras de gelo;
  • Aranha de plástico para decorar o copo.

Se você preferir uma opção alcoólica, substitua o refrigerante de limão por 100ml de rum.

Como fazer:

Bata tudo no liquidificador e coe. Coloque em uma taça e decore com calda de morango e com a aranha de plástico.

Coloque uma fantasia!

Um homem e uma mulher fantasiados numa celebração de halloween.
vichie81 de Getty Images / Canva

A comemoração não pode ser completa se você não usar uma fantasia. É a parte mais conhecida e esperada da tradição do Dia das Bruxas moderno. Então abuse da criatividade e das referências à cultura pop (cinema, literatura, lendas urbanas) e se torne a presença mais assustadora (ou engraçada, se assim desejar) da sua festa.

Abuse dos clássicos, pois eles nunca saem de moda. Fantasias de monstros clássicos da literatura, eternizados pelo cinema dos anos 30 são uma ótima escolha: fique todo verde e se transforme no monstro criado pelo Dr. Frankenstein, use toda a elegância de um terno preto e se torne o luxuoso e misterioso Conde Drácula ou se enrole em vários pedaços de tecido e seja uma antiga múmia! São várias opções para quem gosta de voltar aos clássicos.

Para quem está antenado na cultura pop do momento, uma boa dica é fazer referências aos sucessos do momento. Uma escolha que não abre espaços para erros é escolher personagens e temas da série “Stranger Things”. Seja a Eleven ou o Vecna, e o sucesso está garantido.

Bruxas e feiticeiros são uma ótima escolha. Principalmente se você atualizar esses temas e essas figuras tradicionais. Pegue elementos do folclore do Brasil ou da sua cidade e incorpore na sua fantasia de bruxa medieval. Ou melhor, insira elementos de franquias de bruxos famosos, como Harry Potter.

Você também pode gostar

E aí, já tá preparado ou preparada para o Dia das Bruxas? Se você é fã da data, não deixe de comemorar só porque está no Brasil. Afinal, quem faz a festa é você, seja qual for o lugar ou a situação. É um ótimo motivo para juntar os amigos do trabalho, da escola ou da faculdade e fazer aquela resenha. Se o objetivo é tocar o terror ou fazer muita resenha, o Dia das Bruxas é o momento perfeito.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br