Comportamento Convivendo

O amor é o seu fluxo de a-mar

Casal fazendo coração com os braços com o mar de plano de fundo
Geovane Novais
Escrito por Geovane Novais



A nossa geração foi de algum modo formatada por uma conduta de amores românticos e esquematizados. O que gerou para nossa sociedade atual? Será que o amor foi moldado ou simplesmente ganhou uma outra proporção? O que é amor do século XXI? Quais são as formas de amar? Será que amamos nosso passado? Será que perdoamos o nosso presente e o passado? Você está pronta para amar alguém ou a si mesma verdadeiramente? Será que você está repetindo o amor do passado? Tais questões nos levam a pensar o que seria o amor e o seu fluxo de a-mar.

Amar

Assim também a nossa geração está conectada muito mais rápido do que outra pelo simples fato de a rede social ter um ponto em comum com o avanço tecnológico e as suas múltiplas formas de conectar/desconectar ou sintonizar com alguém ou si próprio. Sendo assim, a internet é vínculo popular da conexão humana; Internet- On-line e Off-line. Ou seja, o fruto da geração complexa. Mas, ao longo da geração clássica dos amores “antigos”, o simples olhar era um ato amoroso. Atualmente, na geração complexa (contemporânea), precisamos demonstrar curtidas ou compartilhadas ou até mesmo comentários ultrarromânticos para autenticar o seu amor e definição do ato de amar.

Portanto, a sintonia do amor sem condição (amor incondicional) vem do fruto que Eva e Adão comeram ao longo da nossa geração produzindo o amor, livre do padrão da sociedade complexa.

Seguindo a história do a-mar do primeiro casal da humanidade, o ato de ser individualista corrompe a ideia do Outro como construção do amor incondicional. O Outro sendo concebido pela liberdade de existir neste mundo; o mundo de possibilidades e escolhas. De outro modo, não seria amor, apenas apego tóxico ou uma prisão afetiva. Como saber se está amando ou tendo apego? Como uma ação simples e complexa ao mesmo tempo. Pergunte-se se sem o outro você sente-se livre ou sufocada. Você conseguirá responder a essas questões amando ou odiando a sua forma de a-mar(s). Você vive o amor sem condição? Vamos sair da matrix dos amores platônicos e filosóficos (nada contra), mas penso que precisamos de mais afetos+ações = sem condição. Viva o amor em sua popularidade de existir, para dar espaço ao amor do fluxo do amar sem condição (o amor incondicional) ou rótulo para que a sintonização do amor -a-mar- venha ser orgânico. Seja o amor da sua vida antes de querer ser o amor do Outro.


Você também pode gostar de outros artigos desse autor. Acesse: O poder da oração

Sobre o autor

Geovane Novais

Geovane Novais

Bem-vindos! Sou Geovane, tarólogo há mais de 10 anos, com uma vasta experiência no campo espiritual. Procuro oferecer ajuda e orientação através das cartas, mediunidade, intuição e dos guias espirituais. Desde a minha infância, sou vidente e sensível aos acontecimentos da minha vida e a das pessoas. Venho de uma sensibilidade herdada da minha família. Em formação em psicologia e dança pela Universidade Federal da Bahia. Assim, também, frequentei escolas católicas e espíritas; cursos de mediunidade, passe espiritual e de inteligência emocional. Uso meu dom e estudo para ajudar as pessoas. Pensando nisso, ao longo dos anos, tenho vindo a aperfeiçoar esta mediunidade com ajuda do tarô para melhor atender e ajudar quem mais precisa, apontando um caminho a seguir, seja no Amor, Finanças, Saúde, Emprego e outros. Além do tarô, também faço reiki, passe espiritual, constelação familiar, leitura da alma, indicações de banhos e limpeza espiritual, entre outras terapias. Estou aqui para ajudar a despertar para a sua evolução, bem como ajudar à resolução dos conflitos externos e internos do ser. Gratidão pela confiança.

Contatos:
Email: [email protected]
Facebook: tarociganoterapeutico
Instagram: @tarosensitivoterapeutico
Twitter: @tarocigano
Skype: [email protected]