Comportamento Convivendo

O ano é novo, mas você não

Edição de vários relógios sumindo em direção ao céu.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Com certeza você já ouviu falar na expressão ou até mesmo já falou “Ano novo, vida nova”, mas será que isso é verdade? Vai chegando o fim do ano e começamos a ficar meio aflitos, pensando em tudo que prometemos lá no ano novo anterior e não cumprimos e já pensando se vamos prometer de novo pro ano que está por vir. Embora traçar metas e objetivos seja saudável, não é nem um pouco positivo fazer promessas que você sabe que não são possíveis de serem cumpridas. Afinal, o ano pode mudar, porém sua vida continuará a mesma se você não tiver ação.

Tristeza, decepção, frustração… esses são alguns dos sentimentos que nos acometem quando percebemos que “mais um ano” se passou e não conseguimos alcançar aquela meta “bem básica” de perder 10, 20, 30 quilos para estar bem com nós mesmos ou de que não conseguimos juntar dinheiro para realizar algum sonho material. Ter esse tipo de reação a alguma meta quebrada feita e que dependia de nós mesmos é extremamente normal, mas o ideal é repensar no motivo de você não estar conseguindo cumprir o que prometeu lá no dia 31 de dezembro. Sua culpa é por não ter tido comprometimento para alcançar o que queria ou por outros fatores que não dependiam de você?

Sol reflete em homem sentado à beira de um rio, com olhar reflexivo.

Vamos refletir um pouquinho: as experiências pelas quais passamos durante a vida podem gerar expectativas e frustrações, e está tudo bem. Contudo, as expectativas causadas por uma “virada” tão grande na vida quanto as de ano novo, que vêm para marcar novos ciclos, podem ser um duro tapa na cara lá na frente, quando meses do novo ano se passarem e você ainda não tiver nem se organizado para conseguir o que queria que mudasse na sua vida. Na maioria das vezes, as metas encafifadas na cabeça no ano novo acabam não passando disso: ideias de ano novo, e ficam lá guardadas, para serem resgatadas de tempos em tempos no meio da rotina quando você percebe que não fez tal coisa.

Isso acontece porque grande parte dessas metas são clichês e “decididas” no calor do momento do ano novo, em que a empolgação do ano que está por vir te inunda, e estas promessas podem acabar não condizendo com a sua realidade, com o seu objetivo de vida e com os seus interesses. Como assim?! Vamos lá… é comum que as promessas de fim de ano sejam algo muito parecido com o seguinte: emagrecer, praticar atividades físicas, economizar dinheiro, abandonar vícios, cuidar melhor da saúde, mudar de emprego, e por aí vai. E quantos desses projetos realmente viram realidade?

Você também pode gostar

É preciso ter em mente que listar os objetivos para o próximo ano te ajudará no planejamento das ações e na tomada de decisões ao longo do ano, então não faz sentido colocar coisas que você não faria ou sequer tem tempo para fazer na sua rotina atual. Se você realmente deseja que algo aconteça, conhecer o passo a passo do que deve ser feito é uma boa maneira de saber se aquilo é para você e, se sim, se te ajudará a se manter firme. Se você conseguir colocar alguma resolução em prática pelos primeiros 30 dias, melhor ainda! As chances de cumprir de verdade sua promessa triplicam, e depois desse tempo você já se acostumou às restrições.

Também não pense que sua vida mudará completamente com a chegada do ano novo, você ainda será a mesma pessoa, mas pode começar fazendo pequenas mudanças. Não prometa coisas demais, porque quanto mais promessas, maior a dificuldade em cumpri-las. Se possível, escolha somente uma das metas que você estava planejando alcançar, uma vez que mudar seus hábitos exige um gasto considerável de energia, de tempo e de disposição. Outra dica importante é não ficar medindo os resultados logo de cara; quem começa uma dieta sempre sofre mais nos primeiros dias e nem sempre a balança mostra bons resultados no início. O esforço parece não valer a pena e é por isso que muita gente desiste.

Mulher escalando uma montanha ao pôr do sol.

Notar que você está progredindo é uma ótima saída. Por exemplo, se a ideia é perder cinco quilos, reserve um tempinho do seu dia para relembrar como você tem se saído bem: deixou de comer sorvete após o almoço, reduziu porções. Isso vai te deixar mais motivado. A dica é programar um alarme semanal no seu celular só para tirar uma meia hora e fazer o balanço de seus avanços. Comemore se conseguir passar sete dias sem descumprir a promessa.

Por fim, evite decepções consigo mesmo e frustrações, que podem desencadear maiores problemas psicológicos, pensando bem antes de fazer novas promessas, e lembre-se de que uma meta perfeita deve ter a sua cara e depender só de você para dar certo. Mais gratificante ainda é não precisar do ano novo em 1º de janeiro para desejar melhorias na sua vida e ir atrás delas para fazer acontecer. A mudança é pessoal, íntima e deve haver determinação de alcançar um objetivo em qualquer que seja o dia do ano.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para co[email protected]