Autoconhecimento

O que é exatamente agir certo, segundo Maquiavel e Kant?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quantas vezes você, caro leitor, em dúvida depois de ter tomado aquela decisão difícil, resolve perguntar para aquele seu amigo de confiança se você agiu certo. A reposta está dentro de você.

Não é possível pontuar uma universalização de como se age certo em todas as vezes. A ética busca realizar essa reflexão, porém sem a pretensão de chegar a uma conclusão e estabelecer um manual intitulado: “Guia para você sempre agir certo”. Esse não é o propósito e, convenhamos, tornaria muito mais limitado o campo da ação humana, restringindo a nossa liberdade de escolha.

Segundo o professor livre-docente de Ética da Universidade de São Paulo da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Clóvis de Barros Filho, independentemente da situação, se você perguntasse ao filósofo prussiano Immanuel Kant e ao historiador italiano Nicolau Maquiavel sobre o que é agir certo, as respostas seriam bem distintas.

Ao ser questionado se você agiu certo, Maquiavel responderia com uma pergunta: você conseguiu o que queria? Se conseguiu, então agiu certo. Baseando-se na lógica pragmática de Maquiavel da ideia popularesca de que “os fins justificam os meios”, o foco é o resultado. Se deu certo, então agiu certo. Se deu errado, você agiu mal.

maquiavel e kantKant traz uma outra visão sobre o assunto. Segundo o filósofo, os resultados não importam. O que vale mesmo é a intenção da pessoa. A lógica intencionalista coloca como fator preponderante aquilo que a pessoa tinha em mente fazer, independente se o planejamento tenha correspondido no final.

Vamos pegar uma situação hipotética para ilustrar. Você preparou uma plantação de laranjas que teria uma safra recorde no final do ano, mas uma tempestade torrencial destruiu a colheita. Maquiavel diria que você não agiu certo, pois o resultado (a colheita) não foi alcançado. Já Kant diria que não foi culpa sua o fator externo (tempestade), então a sua intenção para chegar ao resultado é o que importa, logo você agiu certo.

Para cada situação da vida, o resultado e a intenção devem determinar se você agiu certo. Há situações em que os resultados são comprometidos, mas sem que você tenha culpa disso. Não se condene, os imprevistos acontecem. Ao mesmo tempo, prezando os valores éticos de que você pode fazer tudo, porém não deve fazer tudo, busque focar em seus objetivos e atingir os resultados que almeja.

Por mais que possa parecer complexo agir certo, o resultado sempre vale a pena.


  • Texto escrito por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]