Comportamento

O que você precisa levar em conta na hora de organizar a casa

Quando o assunto é a nossa casa, arrumar e organizar são palavras com diferentes significados!

Arrumar a casa é dar aquele jeitinho superficial, ou seja, para quem chega no ambiente parece que está tudo ajeitado e no seu devido lugar. Mas no dia a dia percebe-se que a rotina não flui e que as pessoas em casa estão sempre perguntando uns aos outros como encontrar as coisas.

Entretanto, quando o assunto é organização, existe técnica e estratégia por trás. Em outras palavras, o lugar de cada pertence é pensado levando-se em conta a rotina dos moradores, o que facilita o cotidiano e permite que cada um encontre sem dificuldade aquilo que está buscando.

A ideia da organização, então, é ser divertida, útil e fácil para que a família como um todo consiga lembrar e praticar a cada dia. Dessa forma, a sua casa permanecerá organizada e, consequentemente, mais harmonizada.

O que preciso levar em conta quando tomo a decisão de organizar a minha casa? Você deve estar se perguntando.

Para te ajudar, aqui vão algumas boas dicas!

  • Primeiro é preciso identificar a condição do ambiente que se quer organizar para ser possível fazer um planejamento a fim de priorizar as atividades. Quer dizer, programar a organização do que é mais urgente para o que pode esperar um pouco mais.
    • Lembrando que é interessante fazer um cronograma e, uma vez iniciado, o trabalho não pode parar. Para ficar bem explicado, não funciona começar a organizar um guarda-roupa num dia e deixar para finalizar na semana seguinte. Começou, termina!
Roupas e pertences pessoais organizados em cabides e estante.
cottonbro / Pexels
  • É importante definir um objetivo e o porquê de se estar sentindo a necessidade de ajeitar determinado cômodo.
    • Quando coloco uma meta clara, consigo inclusive definir quais ferramentas podem me ajudar a alcançar o meu objetivo.

  • Aproveite esse momento para se desfazer de todos aqueles pertences que você não quer mais e/ou que já estão velhos, quebrados e desgastados. Descarte, recicle e doe aquilo que não te serve mais!

  • Como o processo de organização é quase um modelo matemático, é essencial avaliar o espaço e a quantidade de coisas que você tem; somente assim você conseguirá tirar o melhor proveito do espaço disponível.
    • Lembrando: armários entulhados geram acúmulo e bloqueio de energia na nossa vida como um todo.

  • E, para evitar compras desnecessárias e/ou desperdícios, é fundamental saber tudo o que se tem – e para se saber tudo o que se tem, é preciso enxergar o que está ali, portanto não funciona um espaço onde as coisas fiquem amontoadas umas nas outras.
    • Importante: depois de todo o processo é preciso mantê-lo e permanecer com tudo em ordem!
Armário organizado com roupas e calçados variados.
Victoria Borodinova / Pexels

  • Para ajudar no processo do descarte – momento em que nos desfazemos daquilo que não nos serve mais –, podemos usar a estratégia de definir os nossos pertences em função de seu valor funcional (melhor dizendo, o quanto são úteis em nossa vida) ou do valor sentimental (o quanto nos gera felicidade/ prazer). Se algum deles não passar por tais critérios, você pode dispensá-lo.

  • Procure organizar os seus objetos, criando categorias e subcategorias. Assim ficará mais fácil de guardá-los e de encontrá-los.

  • Não espalhe coisas da mesma categoria em diferentes cômodos da casa. Mantenha-os todos juntos num mesmo local.
    • Exceto quando o assunto é roupa, onde cada morador tem suas peças. Mas, mesmo assim, evite que uma mesma pessoa tenha roupas espalhadas por vários ambientes da casa.
  • Mantenha os pertences de uso mais frequente em locais de fácil acesso. Por exemplo, deixe as chaves do carro próximas à porta de entrada; ou a cafeteira de uso diário, que deve ficar à mão.

Você também pode gostar

E aí gostou das dicas?

Reforçando: se você tomou a decisão de organizar, evite sair querendo fazer tudo de uma vez! O processo de organização é gostoso, especialmente na hora do resultado, mas é cansativo.

Além disso, num processo assim, você não está apenas organizando os pertences, mas também mexendo com a sua e com a energia da casa!

Sobre o autor

Karis Brito

Karis Brito, Consultora da Saúde da Casa e autora do livro Numerologia dos Interiores e os Cinco Elementos do Feng Shui.

******

Minha formação profissional:

Designer de interiores – formada em design de interiores pela Escola Panamericana de Arte (SP).
Paisagista – formada em paisagismo pela EBAC Escola Britânica de Artes Criativas e Tecnologia (SP).
Consultora de imagem pessoal – formada em consultoria de imagem pela Escola Panamericana de Arte. Formação dada por Lilian Riskalla, uma das pioneiras e mais conceituadas consultoras de imagem pessoal e corporativa do Brasil.
Consultora de Feng Shui – formação dada por Silvana Occhialini, uma das mais conceituadas consultoras de Feng Shui do Brasil.
Estudiosa de numerologia e criadora do conceito numerologia dos interiores/ da casa.
Personal organizer – formada pela IAP Carrer College (instituição americana).
Ex-executiva da área de marketing.

Email: contato@kazakaris.com.br
Site: kazakaris.com.br
kazakaris.wordpress.com
Facebook: kazakaris
Instagram: @kaza.karis
Instagram: @KazaCare