Doutrina Espírita Espiritualidade

O Vício é da Alma

O Espírito, antes de reencarnar, escolhe por atração e afinidades o meio onde irá nascer. Ele reflete e repara as suas fragilidades, suas dificuldades, se preparando para, então, retornar à matéria, ao corpo de carne, onde buscará se fortalecer e realizar conquistas, progredir naquela situação em que ele possui a dificuldade que o descontrola.

Estamos nos referindo a uma má paixão, que é a exacerbação de uma necessidade, de um sentimento que o Espírito se descontrolou em algum momento reencarnatório, onde ele agora retorna para aprender a lidar com aquela fragilidade, que ele vai chamar de tentação. Será junto aos seus Guias e Mentores que irão combinar o melhor meio familiar e social para se expor àquela situação, à sua “tentação”.

O Espírito, então, retorna decidido, com uma vontade firme de progredir, e se expõe à tentação para ter o mérito da resistência. Exemplos: para vencer a prática do furto e roubo ele irá buscar um ambiente em que é corriqueira estas práticas, conviverá com aquelas pessoas e não se deixará influenciar.

Em todas as situações ele buscará sempre vencer aquilo que o motiva negativamente, como a bebida, o fumo, e quaisquer outras compulsões. Enquanto o Espírito passar por provas deste jaez, é porque a sua lição ainda não foi concluída, e ainda precisa realizar várias fixações sobre aquele assunto, até que haja a conquista completa.

Reparemos que em muitos casos o guia não aconselha aquela incursão, pois percebe que o seu tutelado ainda não está preparado suficientemente, ainda não possui a resistência necessária, mas ele insiste, porque na realidade ele quer é voltar a ter contato com aquela situação que lhe dá prazer.

Deus não dá a ninguém uma prova que não possa suportar. Todos têm liberdade, o que na maioria falta é a vontade, esta é individual. Sabemos que com força de vontade não existem tendências viciosas insuperáveis, o que ocorre é que o vício, muitas vezes, ainda nos dá prazer e, assim, não fazemos os esforços necessários para domar a má paixão.

“Arrastamento, existe sim; mas, não é irresistível.”

(Livro dos Espíritos)

O meio influencia, mas não é determinante. O vício é da alma, quando o Espírito já tem conquista moral, vive em qualquer ambiente. Ele não é feito pelo meio, é ele quem faz o meio se modificar, pelo seu exemplo.

vício

Quantos espíritos conhecemos que viveram dentro de uma atmosfera viciosa e que tiveram a força de resistir e exerceram uma influência benéfica em seu grupo de atuação? Não devemos ficar ao sabor das influências como uma folha seca no ar, ou usarmos o parâmetro alheio que não é o modelo perfeito, ou do modismo social, por preguiça ou ausência de valores internos.

O melhor a fazer é aprendermos a pensar, a escolher, a refletir e, assim, construirmos o nosso próprio código de valores morais, que foi fundamentado e alicerçado, usando como padrão, Jesus (o modelo perfeito).

Então, desta maneira, de acordo com a nossa capacidade evolutiva, iremos cada vez mais aperfeiçoar o nosso entendimento sobre as Leis de Deus. Portanto, sabemos que as tentações são provas em nossas vidas, que pedimos antes de reencarnar com o objetivo de nos testar a resistência para obtermos o mérito de mais uma conquista.

Sabemos que as pedras no caminho irão aparecer, mas que nunca estaremos sozinhos nesta luta. E que a maior batalha é a que travamos diariamente com nós mesmos, com o nosso lado mais sombrio. Somos ainda os nossos maiores adversários que precisamos reeducar no bem.

Sabemos a importância de conhecermos cada vez mais as Leis de Deus, para melhor aprendermos a distinguir o bem do mal, e que Jesus é o Mestre, o modelo perfeito a nos guiar.

Possuímos o conhecimento da Doutrina Espírita que nos consola e educa para fortalecermos as nossas boas vontades, e contamos sempre com a proteção espiritual que nunca nos abandonou e estará sempre, se quisermos, ao nosso lado, nos fortalecendo e estimulando a prosseguir, sempre para frente e para o alto.

Sejamos humildes e busquemos o socorro necessário. Busquemos Jesus para que nos ajude a vencer todas as tentações que ainda trazemos dentro dos nossos corações e a desenvolvermos todo o bem que se encontra latente em nosso ser.

Muita paz aos nossos corações.

Sobre o autor

Maristela Santos

Maristela Santos

Maristela Santos é expositora da Doutrina Espírita. Em 1984, iniciou seus estudos e trabalhos no Centro Espírita Léon Denis (CELD). Atualmente, é vinculada ao Lar de Tereza, também no Rio de Janeiro. Em 2016, realizou palestras em 7 cidades japonesas a convite da ADE - JAPÃO.

Contatos:

E-mail: [email protected]
Youtube: Canal Maristela Santos
Facebook: Maristela Santos