Nutrição

Vício em chocolate, como mudar esse cenário?

Chocolate. Black chocolate. A few cubes of black chocolate. Chocolate slabs spilled from grated chocolate powder. Coffee beans.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Os benefícios do chocolate estão associados ao humor, isso é comprovado cientificamente. Mas, o que faz com que a ingestão do alimento modifique seu estado emocional é a ligação com um neurotransmissor, a serotonina. E é neste contexto que pode surgir o vício no chocolate.

Possíveis causas do vício

De acordo com a nutricionista Carolina Portezan, “o vício pode ser um fator relacionado à carência de serotonina. Como o chocolate possui alto teor de tirosina, que auxilia na produção do neurotransmissor, acaba amenizando a ausência no cérebro e causando a sensação de relaxamento e prazer”.

Existe também a suposição de que o chocolate possui compostos químicos psicoativos, mas até o momento não foi comprovado que o vício pelo doce está relacionado com constituintes farmacológicos do cacau e do alimento. Segundo Poliana Fernandes de Almeida, especialista em tecnologia de alimentos, “o desejo pode estar envolvido com as propriedades sensoriais do chocolate como o sabor, aroma e textura (derretimento na boca), que provocam uma experiência prazerosa no consumo”.

Alerta!

Gostar de chocolate é uma coisa, se transformar em um chocólatra é outra. Para evitar o surgimento do vício, o ideal é ter a consciência que o consumo deve ser moderado, não ultrapassando 50g (o que representa cerca de dois quadradinhos de uma barra) por dia.

Além da quantidade, é preciso se preocupar com a escolha do produto. Atente-se ao teor calórico, pois isso impacta na taxa de glicose sanguínea e favorece problemas como a hipercolesterolemia, diarreia e enxaqueca. O excesso também pode auxiliar no aumento do colesterol ruim.

Se você é um chocólatra, confira agora 8 passos para se livrar do vício

1. Tenha fortes razões para parar

É preciso ter motivos bem definidos para largar o vício, isso vai ajudá-lo a não comer desesperadamente o chocolate. Entre os motivos podemos destacar entrar naquele jeans preferido, manter os dentes mais brancos e saudáveis e etc.

2. Seja realista

É impossível largar o doce de uma hora para outra, então comece diminuindo a quantidade diária.

3. Mude não só a quantidade, como também o tipo

O primeiro passo é sim diminuir a quantidade que você consome diariamente. Depois opte pelas opções com mais cacau, ou seja, os chocolates mais amargos.

4. Identifique a origem

Você sabe identificar de onde vem o seu vício? Por exemplo, se ele aumenta muito durante sua TPM, isso pode ser falta de magnésio. Aumente o consumo de folhas verde escuras, brócolis, castanhas, nozes e alimentos ricos em clorofila. Vale lembrar que exercícios físicos também ajudam a regular o humor e podem diminuir a vontade do chocolate.

5. Valorize o chocolate

Com a diminuição do consumo, você vai aprender a valorizar o doce no momento certo. Quando se permitir comer o chocolate, não sinta culpa, pelo contrário saboreie devagar e com prazer.

6. Nada de tentação

Livre-se do seu estoque e evite frequentar lugares que possuem muita variedade do produto, senão será uma tortura. Compre apenas quando se permitir consumir.

7. Beba mais líquido

Quando a vontade fora de hora bater, tome bastante água, chá, sucos, assim a vontade será amenizada.

8. Compartilhe sua meta

Conte sua meta para que as pessoas próximas possam incentivá-lo também. Nada como o apoio de alguém para resistir à tentação.


Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]