Comportamento Convivendo

Pontos turísticos no Japão para quem está buscando por evolução espiritual

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Viajar é uma das coisas que mais proporcionam um certo tipo de renovação para quem está cansado da própria rotina e, é claro, também para aqueles que gostam de enriquecer a alma conhecendo novos povos e culturas. Conhecer o Japão pode ser uma das experiências mais incríveis que uma pessoa pode ter, principalmente quando o assunto for explorar uma sociedade que carrega consigo uma importante carga espiritual. Conhecido como um país desenvolvido por seu povo ser extremamente educado e espiritualizado, o Japão possui alguns locais específicos que são responsáveis por elevar a espiritualidade das pessoas.

O Japão é considerado um dos mais relevantes destinos que promovem uma imersão à essência do budismo, e o país inteiro é composto por inúmeros templos que instigam a educação espiritual e fazem dela uma das características mais relevantes da sua cultura. Confira a seguir alguns exemplos de pontos turísticos do Japão que podem te proporcionar uma elevação espiritual:

Quatro lanternas budistas uma ao lado da outra. Atrás delas uma árvore com flores de cerejeira na cor rosa.
Direitos autorais : Ekaterina Bespyatova

1. 88 Templos de Shikoku

Uma das principais ilhas do Japão, denominada “Ilha de Shiloku”, é composta por nada mais nada menos do que 88 templos budistas, além de ser o mais famoso e também o mais antigo caminho de peregrinação do Oriente. O seu percurso possui 1.500 quilômetros e a sua rota é repleta de diversas montanhas, praias, campos e, inclusive, cidades! Este ponto turístico pode ser desbravado de carro, bicicleta ou trem, mas os legítimos peregrinos vão em busca da elevação espiritual a pé, pois creem que passar por todo o percurso com as próprias pernas representa o alcance da iluminação e a proximidade da salvação. Se você deseja evoluir espiritualmente em uma viagem por templos, essa será uma ótima escolha!

2. Templo Kiyomizu-dera

Este templo localiza-se na cidade de Kyoto e é um dos mais importantes templos budistas da região. Foi fundado no século 8 e passou por uma reforma no século 17. O seu nome, “Kiyomizu-dera”, significa “templo de água pura” ou “água límpida”. Nele há uma fonte de águas cristalinas que costuma ser a atração principal, que mais ganha os olhares dos turistas e dos locais. Tombado como Patrimônio Mundial da Unesco, o templo é o lugar perfeito para conectar-se com o universo budista e é um dos principais pontos turísticos que os peregrinos do mundo procuram para instigar o seu lado espiritual. Em sua construção, o Santuário Jishu possui certo destaque, pois é dedicado a Ookuninushi, o deus do amor.

3. Templo Kinkaku-ji

Este templo budista possui um impressionante lago espelhado e um jardim florido ao seu redor. No decorrer do tempo, foi reconstruído, mais precisamente entre 1467 e 1477, por ter sido completamente destruído algumas vezes. No ano de 1950, foi incendiado por um monge. Este local é um ponto turístico considerado espiritualizado e de boas energias, pelo fato de que a sua arquitetura é inteiramente revestida por ouro. Por ser muito famoso, o Brasil fez duas réplicas do templo: em São Paulo, na cidade de Itapecerica da Serra, e no Paraná, na cidade de Curitiba.

Entrada de um templo muito grande e bonito no Japão.
Direitos autorais : Ekaterina Bespyatova

4. Complexo de Tōdai-ji

Também tombado como Patrimônio Mundial da Unesco, o Complexo de Tõdai-ji é um templo que possui grande importância dentro do conjunto de santuários do Japão. Neste templo existe um enorme jardim de Buda e também uma estátua de bronze de Buda Vairochana (considerada como a maior do mundo). Vairochana é um dos cinco principais Budas da meditação, então este local é propício para aqueles que desejam entrar em contato consigo ao meditar. O interior do templo possui cortes de madeira e ainda é o local onde a escola japonesa de budismo ministra aulas sobre a religião.

5. Sensoji

Conhecido também como “Templo de Asakusa”, Sensoji é o mais antigo templo budista existente em Tóquio. A sua entrada é impressionante e costuma ser o ponto forte para os turistas: os portões possuem lanternas vermelhas e foram construídos por Taira, um comandante militar no ano de 942. O local é destinado às práticas budistas e dentro dele encontra-se o Pagoda das Cinco Histórias, que está na lista dos tesouros nacionais do país.

Existem algumas barracas na frente do templo que vendem lembranças e alguns acessórios budistas, mas o local é perfeito para elevar a sua espiritualidade, tanto pela sua importância histórica quanto pelo intuito de cada um que visita o templo.

6. Ginkaku-ji

Templo destinado à famosa Cerimônia do Chá, é conhecido como o Pavilhão Prateado. O templo foi construído por Ashikaga Yoshimasa, que acabou falecendo antes de a obra ser concluída. Antes de morrer, Ashikaga escreveu em seu testamento que uma de suas vontades era de que esta obra virasse um templo zen-budista. Conforme a sua vontade, hoje Ginkaku-ji é um templo budista. Mesmo com a obra inacabada por causa da guerra civil, o templo é um local muito procurado para rituais espirituais.

Imagem grande da estátua de Budaem um templo japonês. Ao fundo da imagem uma serra com muitas árvores verdes e uma flor de cerejeira na cor rosa.
Direitos autorais : Natalia Lukiyanova

7. Kotoku-in (Kamakura)

Este templo possui grande fama por ser o local onde a estátua do Grande Buda, inteiramente construída em bronze, se encontra. Pesando cerca de 93 toneladas, a estátua tem cerca de 13 metros de altura e, assim como o templo, também foi tombada como Patrimônio Mundial da Unesco. Um dos fatores que tornam o templo um local de grande relevância para os fieis é a possibilidade de escrever mensagens de grafite dentro da estátua, pois ela é oca. Direcionado às práticas budistas, esse é um dos locais mais influentes para a espiritualidade e possui grande força diante do povo budista, por já ter sido destruído e reconstruído diversas vezes por causa de terremotos.

8. Daigo-ji

Localizado em Kyoto, o templo Daigo-ji é formado por mais de 80 estruturas que se iniciam na base e vão até o topo de uma montanha chamada Daigo. Além de serem tesouros nacionais do país, também são tombados como Patrimônios Mundiais da Unesco. O templo já foi restaurado diversas vezes e é possível chegar até o topo da montanha, que é um local de grande importância para aqueles que buscam meditar. Estar no topo do templo é ter uma sensação de proximidade com a natureza. Muitos dizem que é possível encontrar a tranquilidade e a calmaria na caminhada até ele.

9. Motsu-ji

O mais importante e principal templo do tendai-budismo, Motsu-ji é um dos locais mais espirituais de Hiraizumi. No decorrer da história já possuiu aproximadamente 40 pagodas e 450 mosteiros. Com o passar do tempo, alguns acidentes ocorreram e acabaram modificando a estrutura original do templo, mas mesmo assim ele permanece preservado. O templo é rodeado por uma paisagem encantadora. Vários festivais espirituais são realizados nele durante o ano. Tais festanças promovem encenações que revivem a época em que religiões como o budismo e o taoísmo alcançaram diversos fieis e foram introduzidas na cultura chinesa e, por conseguinte, na japonesa.

Você também pode gostar

10. Toji

Conhecido também como Templo Leste, Toji foi construído quando o período de Heian teve início. Esse templo era um dos portões que davam caminho para Kyoto e é um dos templos que fazem parte de uma seita budista chamada Shingon. Por possuir cerca de 54 metros de altura, o templo é considerado a torre feita de madeira mais alta do Japão. Toji foi listado como o segundo templo budista mais importante da seita e passou a ser um local definido como símbolo de Kyoto. Visitantes que buscam paz e tranquilidade podem visitar o templo em dias específicos do ano, pois os seus peregrinos prezam pela limpeza espiritual do ambiente e cuidam do seu patrimônio, que também foi listado como um Patrimônio Mundial da Unesco.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]