Autoconhecimento Comportamento Saúde Mental

Pratique o autoamor hoje e sempre

Mulher de cabelos curtos vista de frente, sorrindo.
123RF/Viacheslav Iakobchuk
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Os dias vão passando e comumente não paramos para pensar em uma pergunta que sempre está no ar: “Você tem praticado o autoamor?”. Muitas pessoas pensam que falar em amor-próprio é se referir somente àquele cuidado emocional, cuidar do que sente e ter responsabilidade com os próprios sentimentos, mas cuidar de si mesmo vai muito além da cautela em relações românticas – além da mente, o corpo também precisa de muitos cuidados. Entenda o que significa, de uma forma geral, o ato de se amar e então pratique o autoamor hoje e sempre!

O que significa autoamor? Quais são os seus benefícios?

Mulher sentada no sofá, abraçando a si mesma enquanto sorri levemente.
123RF/Roman Samborskyi

Amar-se é a base para entender e solucionar diversos problemas. Quando uma pessoa se ama, ela analisa as situações e preza sempre o seu bem-estar: ela cuida de si mesma! Cuidar de si não significa ser egoísta, muito pelo contrário! A pessoa que pratica o amor-próprio está em constante evolução para viver bem e, dessa forma, tornar-se uma boa companhia e uma pessoa mais humana.

O amor-próprio é uma arte que promove o autoconhecimento, que faz um indivíduo não ser tão crítico consigo mesmo e que faz com que ele se reconheça como alguém merecedor das coisas boas da vida e também capaz de superar os seus defeitos. Além da saúde mental, que é uma das consequências do autoamor, a saúde física também é beneficiada, pois, a partir do momento em que se pratica o autoamor, entende-se que um ser, por inteiro, carece de atenção.

É importante compreender que o ato de se amar não melhora somente a própria vida, mas também tudo o que está ao seu redor. Quando nos amamos e praticamos o amor-próprio, uma grande importância com o nosso próprio ser fica em evidência e então conseguimos entender a diferença que podemos fazer no mundo quando temos carinho por quem somos. Amar-se é como criar um escudo diante do mundo, porque se evita qualquer coisa externa que possa lhe causar algum dano tanto fisicamente quanto emocionalmente; é saber o quanto se é especial e o quanto estar bem por inteiro é essencial para manter o equilíbrio.

Como praticá-lo?

Mulher sorrindo com uma coroa de flores na cabeça.
Unsplash/Autumn Goodman

A principal atitude que deve ser tomada na busca do autoamor é olhar com carinho para si mesmo! Não se compare com os outros, porque você é um ser único e carrega em si as suas características, que te tornam tão singular diante de um mundo tão plural. Crie o hábito de conversar com o seu eu interior e busque entender melhor as situações da vida que te fazem se sentir menos do que qualquer pessoa.

Se você tem sonhos, dê o primeiro passo para que eles possam se tornar realidade, porque ficar parado só faz com que você adie coisas que podem ser feitas agora! Conviva com pessoas que te fazem bem e que te impulsionam a valorizar quem você é. Fuja de quem te coloca pra baixo e enfatiza somente os seus defeitos e o que você precisa melhorar.

Valorize-se e saiba que, nessa busca, é importante dar ênfase ao cuidado com o próprio corpo, pois ele está ligado com a nossa mente. Amar-se e não cuidar da saúde física é ser negligente com uma parte de si, portanto a sugestão é buscar de forma completa o autoamor hoje, amanhã e sempre!

Como falhamos nos cuidados com o nosso próprio corpo?

Homem usando camisa de botões e um relógio esfrega os olhos com as mãos.
Unsplash/Hermes Rivera

Sabemos que a correria dos dias faz com que, na maioria das vezes, sejamos negligentes com a nossa saúde sem percebermos! Dormir pouco, trabalhar demais, ter compromissos que permeiam a nossa mente o tempo todo, entre muitas outras coisas que ocorrem na vida humana fazem com que um indivíduo não olhe para o que essa rotina pode causar no seu corpo. É aquela famosa frase: “Estou sem tempo!”.

Na falta de tempo, a alimentação se torna uma grande bagunça e agimos meio que no “automático”: comemos quando dá tempo, o que é de mais fácil acesso e quase sempre correndo! Mas enganam-se também os que pensam que cuidar da alimentação basta. O corpo possui muitas outras necessidades para se manter saudável, então nós vamos te dar algumas dicas para essa jornada de autoamor:

Beba água

Homem de perfil bebendo água de uma garrafa plástica.
Pexels/Kenex Media sa

A humanidade inteira sabe da importância da água para o organismo humano, mas, na prática, todos agem como se ela fosse apenas uma bebida que “mata a sede”. O corpo humano tem cerca de 70% de água e poucos sabem, mas, além de ser um dos componentes responsáveis pela formação da barreira protetora da pele, a água também ajuda no processo de eliminação de toxinas. Manter-se hidratado é uma obrigação para que o seu organismo funcione corretamente! Profissionais da saúde recomendam beber no mínimo 2 litros de água por dia!

Passe protetor solar

Mãos de uma pessoa passando protetor solar em si mesma.
Pexels/Moose Photos

Proteger a pele dos raios UVA e UVB é extremamente necessário para cuidar da pele e, consequentemente, evitar algumas doenças – tanto do rosto quanto do corpo. Mesmo que você trabalhe em um ambiente fechado, a sua pele é exposta a esses raios em uma simples caminhada na rua. É indicado passar protetor pela manhã e pela tarde, aproximadamente 30 minutinhos antes de sair de casa!

Você também pode gostar

Cuidar os produtos usados no banho

Torneira de uma banheira ligada, com um produto de higiene pessoal na borda.
Unsplash/ Curology

As pessoas tomam banho todos os dias e pouco se questionam sobre o que passam na pele. É preciso ter muito cuidado, pois alguns produtos vendidos em farmácias e mercados têm um pH ácido ou básico, além de inúmeras substâncias que podem causar grandes alergias. Dê preferência aos produtos neutros e sem essências!

Evite banhos muito quentes

Imagem ampliada de uma ducha de banho ligada, com gotas de água se espalhando.
Pixabay

Tomar um banho muito quente deixa a pele mais vulnerável, pois a água em temperaturas mais altas acaba removendo a gordura da camada que protege a pele. Tome banhos mornos e, após a ducha, hidrate a pele com um creme hidratante!

Tire do cardápio os alimentos que sugam a sua energia

Bandeja com um bule, uma xícara de café, uma colher e dois cupcakes.
Pexels/Plush Design Studio

Café, pães, doces, açúcar branco, álcool e alguns carboidratos fazem parte de um grupo de alimentos que são considerados “pesados”, pois desidratam o corpo por exigirem uma grande quantidade de insulina para serem totalmente digeridos. Ao ingerir algum alimento pesado, o corpo perde um pouco a sua disposição, pois precisa trabalhar mais do que o comum para fazer a digestão. Busque cada vez mais o autoamor e se alimente de uma forma consciente!

Faça pequenos lanches durante o dia

Tigelas com granola, leite e frutas.
Pexels/Alexander Mils

É importante comer de 3 em 3 horas, pois esse é o tempo em que o nível de glicose presente no organismo começa a cair, por isso é necessário “reabastecer” o organismo! Entre as principais refeições, como café da manhã, almoço e jantar, é indicado fazer alguns lanchinhos saudáveis para manter o corpo abastecido!

Adote uma alimentação anti-inflamatória

Prato de salada com folhas, azeitonas e frutas.
Pexels/Jessica Lewis

Uma boa alimentação promove nada mais nada menos do que uma ótima saúde ao corpo humano! Para melhorar o seu cardápio e fazer uma dieta que beneficia de forma grandiosa o seu organismo, busque alimentos mais naturais, que têm propriedades antioxidantes e são repletos de vitaminas e nutrientes. Deixe de lado todos os alimentos industrializados!

Crie o hábito de praticar esportes

Mulher com roupas de ginástica sentada no chão, alongando-se.
Pexels/Jonathan Borba

Abandonar o sedentarismo e praticar esportes são coisas muito importantes para manter uma vida saudável. Além de fortalecer o corpo, melhorar a postura e auxiliar a circulação, a prática de esportes carrega consigo diversos benefícios. É válido lembrar que quando nos exercitamos, um hormônio chamado endorfina é liberado, proporcionando sensações de prazer e de bem-estar. Podemos concluir que, além de fazer bem ao corpo, o hábito de se exercitar também faz bem à mente.

Tenha boas noites de sono

Mulher dormindo na cama.
Pexels/Ivan Oboleninov

Você pode achar que enquanto dorme apenas descansa, mas saiba que o corpo também trabalha durante o sono! Enquanto dormimos, o corpo exerce diversas funções hormonais. Quando não temos uma boa noite de sono, um desequilíbrio hormonal ocorre, podendo piorar algumas condições de saúde. Atente-se à hora do descanso e organize as suas horas para dormir no mínimo 8 horas por noite.

Cuide da sua mente

Para manter um corpo equilibrado, é necessário também ter a mente em constante equilíbrio. Reserve um tempinho para cuidar de si, faça meditações, separe algumas horas do dia para ficar ao ar livre, busque e pratique o autoamor fazendo algo de que você gosta e cuide da sua mente! Para se amar não tem tempo ruim, lembre-se disso!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]