Autoconhecimento Convivendo

28 dias de amor-próprio

8678070 - woman looking at herself in the mirror
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Qual é o caminho para ser uma pessoa mais feliz e completa? Muitos já devem ter escutado que a resposta para essa pergunta é o amor-próprio, mas como realmente podemos colocá-lo em prática? Como desenvolvê-lo? Pode parecer uma tarefa simples para muitos, mas a verdade é que todos nós temos dificuldade para aceitar que, além de olhar para os outros, devemos aprender a olhar para nós mesmos, a cuidar de nós mesmos e a respeitar-nos. Esse, que é um processo que deveria ser introduzido em nossas vidas desde cedo, requer a superação de muitos padrões e de ideias fixas que mantemos ao longo da vida.

Quer saber como você pode começar a dar mais amor a si mesmo? Nós, do Eu Sem Fronteiras, vamos propor um desafio de 28 dias. Ao longo desse tempo, você poderá encontrar o caminho para o amor-próprio por meio de atividades simples.

Como ter amor-próprio

Um dos primeiros passos para ter amor-próprio é perdoar a si mesmo. Quando entendemos que, assim como os outros, também somos feitos de erros, não só de acertos, passamos a olhar com mais humanidade para o ser humano que nos tornamos e para cada escolha que fazemos. Por meio delas, afinal, podemos deslizar, machucar alguém e ir no sentido contrário daquele que acreditamos ser o certo, porém são essas experiências que nos farão entender como podemos fazer diferente em uma próxima vez e como podemos melhorar como seres humanos.

Já pegando essa deixa, não existe ser humano perfeito. A própria formação desse termo já nos denuncia: “ser humano”. A partir do momento em que somos parte dessa espécie, estamos sujeitos a mudanças. Sendo assim, comece esse processo dedicando um tempo para si mesmo, refletindo sobre quem você é e sobre quem você quer se tornar. O que você precisa curar dentro de você para dar o próximo passo? O que você tem que deixar para trás para se sentir mais livre para amar a si mesmo? Sentimentos? Emoções? Esteja disposto a ressignificar o que for necessário, sem medo de enfrentar seus medos e suas feridas. Só assim é possível abrir espaço para que um amor incondicional pelo seu próprio ser nasça em seu coração.

Amar a si mesmo segundo a Bíblia

Menina fazendo um coração com as mãos. Ela está usando um casaco cor-de-rosa e um chapéu azul escuro. Ao fundo há um lago.
Foto por Raychan no Unsplash

O amor-próprio é descrito pela Bíblia de uma forma diferente daquela com a qual estamos acostumados. Para entender melhor esse amor, é preciso compreender que o amor bíblico é citado como incondicional e altruísta. E o que isso significa?

Esse amor, segundo as escrituras, não pode existir separado de Deus. Ou seja, o amor verdadeiro só pode ser vivido por aqueles que experimentaram o amor de Deus em primeiro lugar. Além disso, quando lemos a declaração “ame ao seu próximo como a si mesmo”, o mandamento em si não é um pedido para desenvolvermos nosso amor-próprio na forma como conhecemos, como se ele estivesse em falta. É um pedido para que tenhamos empatia com o próximo e para tratarmos os outros da mesma maneira como nos tratamos.

Segundo tudo o que está descrito ali, já é entendido que o ser humano ama a si mesmo e que o ponto a ser mudado é a condição de transmitir isso a quem faz parte da nossa jornada. Afinal só quem não está regenerado por Jesus acaba se amando demais e deixando de fazer isso por quem precisa. Esse é, segundo a Bíblia, o problema maior!

Um ponto fundamental também é que a Bíblia nos ensina que somos criados à imagem de Deus e que esse fato, por si só, já dá grande valor a quem somos. Por sermos criação única dEle e por sermos amados apesar de nossos pecados, em Seu amor podemos também amar os outros. A passagem a seguir exemplifica bem isso que citamos:

“Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo. Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros” (Filipenses 2:3-4).

Está na hora de se dar um pouco (ou muito) amor!

Nós do Eu Sem Fronteiras te propomos um desafio de 28 dias com pequenas atividades que vão te ajudar a encontrar o caminho do amor-próprio. Está pronto?

Dia 1: se abrace!

Menina se abraçando.
Foro por Hala Al-Asadi no Unsplash

Coloque seus braços ao seu redor. Sinta o seu cheiro. Se faça carinho. Não dependa dos outros para se sentir abraçado e confortado.

Dia 2: comece um diário

Escrever sobre seus sentimentos e sobre esta experiência pode te ajudar a entender quais são os seus maiores obstáculos.

Dia 3: tenha uma rotina pela manhã

Começar o seu dia com uma rotina alinhada é uma forma de se estressar menos, ser mais organizado e, por isso, trazer mais paz para os seus dias.

Dia 4: apenas respire!

O ato consciente de respirar é uma experiência que te enche da certeza da vida!

Dia 5: dê risada!

Seja conversando com um amigo engraçado ou assistindo àquela comédia no cinema, aproveite o poder de uma boa risada.

Dia 6: avalie os seus hábitos alimentares

Mulher comendo macarrão colorido em uma mesinha de madeira.
Foto por Pablo Merchán Montes no Unsplash

Por que você come o que está comendo? Entender os seus hábitos alimentares é essencial para construir uma vida mais saudável.

Dia 7: caminhe

Por que neste dia você não vai caminhando até o mercado? Ou simplesmente sai andando pelo seu bairro? A caminhada é um ótimo momento para refletir.

Dia 8: não faça nada

Quando foi a última vez que você se permitiu ficar um dia todo sem fazer nada? Muitas vezes tudo que precisamos é um dia tranquilo para ficar de pijama, comendo pipoca e vendo um filme. Se permita!

Dia 9: medite

Pode parecer difícil no começo, mas quando a meditação vira um hábito, ela te ajuda a se conhecer melhor e a promover a sensação de paz e calma.

Dia 10: beba mais água

Que tal anotar quantos copos de água você bebeu neste dia? Se forem poucos, conscientize-se, dia após dia, de que seu corpo precisa de mais água, até que isto vire um hábito.

Dia 11: diga algo que você gosta em si mesma a cada hora do dia

Não espere que os outros apontem as suas qualidades. Aceite que você é incrível!

Dia 12: entenda o seu corpo

Mãos femininas segurando uma flor cor-de-rosa.
Foto por Ester Marie Doysabas no Unsplash

Por que você sempre tem aquela dor de cabeça no fim do dia? Pode ser só cansaço, mas também pode ser algo relacionado à sua alimentação, por exemplo. Observar os sinais do seu corpo vai te ajudar a entender diversos aspectos da sua vida.

Dia 13: faça algo que te assusta

O que mais te dá medo nesse mundo? Faça uma lista das coisas que você nunca faria nesse mundo porque o medo está te impedindo e vá riscando uma a uma.

Dia 14: coma sozinho

Aproveite a sua própria companhia para ir ao cinema, jantar sozinho, fazer compras… Você já é tudo o que precisa!

Dia 15: faça algo que você ama

Você ama ler? Hoje será um dia dedicado a está atividade. Agora, se você ama ir a restaurantes finos, escolha um em especial e vá! Se dê uma experiência de presente.

Dia 16: trabalhe na sua postura

Pode parecer besteira, mas uma boa postura é capaz de mudar a forma como você enxerga a si mesmo.

Dia 17: faça automassagem

Aprenda a relaxar os seus pontos de tensão e transforme isto numa experiência prazerosa.

Dia 18: faça aquilo que você tem evitado fazer

Foto de Cathryn Lavery no Unsplash

Sabe aquela ida ao banco que você tanto adia? Este é o dia de resolvê-la!

Dia 19: faça uma lista com as suas conquistas

Reconheça tudo que você conquistou que significou algo para você! Não leve a opinião dos outros em conta. Para você, foi uma vitória aprender a dirigir? Então vai para a lista!

Dia 20: aprenda algo novo

Chegou a hora de aprender a tocar violão ou falar uma nova língua. Invista em si mesmo.

Dia 21: se alongue

O hábito de se alongar vai mudar a sua vida! Tira alguns minutos do seu dia para respirar e alongar e entenda que o seu corpo pede este tipo de movimento.

Dia 22: tome sol

Aproveite sua hora do almoço para sentar sob o sol. Receba sua luz e ilumine todo o seu ser.

Dia 23: dê tempo para si mesmo

Entenda que as mudanças não ocorrem de um dia para outro. Na verdade, nada nesta vida se resolve rapidamente. Tudo demanda tempo, trabalho e dedicação. Não se cobre tanto!

Dia 24: faça uma lista daquilo que você faz bem

Foto por Emma Matthews Digital Content Production no Unsplash

O que você faz de melhor nessa vida? Observe a sua rotina para entender as coisas que você tem habilidade para fazer e construa uma lista.

Dia 25: diga para si mesmo: eu te amo!

Você alguma vez já disse que se amava? Mas aposto que você já disse que se odiava, não é? Para que tanto ódio gratuito contra si mesmo? Comece a emanar mais amor para o seu ser.

Dia 26: compre flores

Tudo bem, não precisam ser compradas, mas pegue algumas florezinhas num jardim e perceba a beleza e a fragilidade que elas possuem.

Dia 27: escolha ter pensamentos positivos

Os pensamentos negativos fazem parte da nossa mente irracional. São ideias que surgem dos nossos medos e expectativas. A partir deste dia, se concentre em ter mais pensamentos positivos e a observar o lado bom das coisas.

Dia 28: escreva uma carta de amor para você mesmo

Você com certeza já deve ter escrito uma carta para alguém, seja uma carta de amor ou uma normal. Mas uma carta para si mesmo é algo inusitado, não é? Conte para si mesmo o quanto você se admira, o quanto se ama e o quanto quer uma vida melhor para si… Exponha os seus sentimentos mais profundos.

Depois de ter vivido essa experiência de 28 dias, nos conte nos comentários! Nós queremos compartilhar do seu amor-próprio!


Texto escrito por Gabrielle Carreira da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]